Vai ser um excelente 2009

Os primeiros abraços de cada ano novo são dados aos mesmos, há mais de vinte anos. Nos primeiros anos era o tempo das pousadas de juventude, depois foi o tempo dos hotéis, nós a dançar de fraque toda a noite, e, mais tarde, foi o tempo dos turismos de habitação, que nos servem à mesa as iguarias que escolhemos, mais os vinhos que determinámos. A nós e só a nós, que agora não alugamos quartos, alugamos a casa toda.

Este ano não foi assim. Continuamos a ser os mesmos de sempre, que isto das amizades sólidas nunca está fora de moda, mas este ano cozinhei para os meus amigos, em minha casa. Determinei o que lhes queria servir, demorei-me a escolher os melhores ingredientes, não deixei que fosse outro senão eu a escolher os vinhos, fui ao Ikea às cinco da tarde, porque foi a essa hora que decidi que havia de servir um shot de sopas (vá lá, perguntem-me o que é um shot de sopas...).

As amizades para a vida são estas pequenas coisas. É o abraço apertado aos que me conhecem as manhas, aos que sabem que não mando mensagens de natal, aos que sabem que contam comigo e eu com eles, aos que já me foram buscar, aos que adivinham como estou à primeira palavra que digo.

E, de repente, entre estes que sabem ao que cheiro depois de três dias de viagem de comboio, o momento da noite é dado por aqueles que, não me conhecendo, me deliciam, me surpreendem e me fazem acreditar que isto, esta coisa de interagir, é mesmo a coisa certa.

Obrigado, Teresa. Obrigado, jovem senhora do norte, extremamente agradável.

27 comentários:

teresa disse...

O que é um shot de sopas?

gaija do norte disse...

não te posso ajudar, chefa. só ouvi falar no shot de hextril...

visconde, aqui formulo mais um voto de ano novo: acerte com o meu título de vez, ou passe definitivamente a chamar-me gaija!

teresa disse...

Já agora, uma das (outras) enormes vantagens desta coisa do virtual é podermos ser amigos, e acho que já somos um bocadinho, sem ter de passar pela tortura de saber a que cheira depois de três dias de viagem...

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, ainda bem que pergunta, caramba, como é que você consegue ser brilhante ao ponto de querer saber o que é um shot de sopas?

(prepare três sopas diferentes - eu escolhi creme de marisco, creme de espargos verdes e creme de cenoura. sirva as sopas em copos pequenos, da altura dos de ginjinha mais de boca mais larga. coloque os copos em triângulo num prato quadrado - há bases em madeira, furadas, mas são caríssimas. Coloque salsa fresca picada no shot do creme de cenoura, anchova no creme de merisco e natas no de espargos verdes. sirva não muito quente. a sopa deve ser tomada como um shot. recolha os aplausos e a admiração geral para a sua brilhante ideia. lembre-se de quem lhe ensinou esta pequena sofisticação. sorria)

teresa disse...

Visconde, e não se lhes pode juntar alcool?

Visconde de Vila do Conde disse...

Jovem senhora do Norte, existe todo um portfolio de predicados que certamente lhe assentarão e que vou utilizando conforme o momento.

(ontem descobri mais um...)

(aliás, hoje...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, o shot de sopas deve ser servido entre as entradas e o prato principal e serve exactamente para limpar o paladar dos queijos de nisa e dos meus justamente afamados revueltos de farinheira de porco preto. Não há álcool nesta fase, desolé...

gaija do norte disse...

visconde, foram mesmo shots de sopinha? foi ontem, no ano passado! mas descanse, se antes já era o que se sabe, com o passar do tempo só melhora...

Visconde de Vila do Conde disse...

(apanhado na curva. foi ontem, sim.)

teresa disse...

Visconde, a próxima passagem de ano é quando? Mande morada e restantes pormenores. Lá estarei.

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, ainda bem que fala nisso. Ficou ontem decidido que a próxima passagem de ano será numa capital europeia, fora da Ibéria. Mas sempre lhe digo que oportunidades e motivos para festejar nunca me faltaram. E não vai ser 2009 a mudar isso...

teresa disse...

Ora então ainda é mais fácil, podemos mudar um ano qualquer num dia qualquer. Cozinha?

Visconde de Vila do Conde disse...

Cozinho, adoro.

shark disse...

Qualquer um, Visconde?

teresa disse...

done. Cozinha por sua conta, avental sirvo eu.

teresa disse...

Qualquer um o quê?

Visconde de Vila do Conde disse...

Aprendi a cozinhar quando tive que escolher entre ter dinheiro para ir beber um copo e jogar bilhar ou para almoçar e jantar fora todos os dias. Como calcula, caro Shark, a decisão foi fácil e muito ajudou um grande amigo caçador, que me ensinava as artes de preparar ensopados de lebres e coelho frito enqunato partilhávamos a mesma garrafa de Jameson novo. Ficou-me o gosto e, como aprendo depressa, lá fui evoluindo e tentando números culinários cada vez mais sofisticados. Um dia, ainda precisava destes artifícios, bons tempos, um dia, dizia eu, percebi que cozinhar de forma excelente era dos melhores jogos de preliminares que uma mulher mais aprecia.

(continuo?...)

shark disse...

Qualquer um alimento.

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, convite aceite. Apensa uma nuance, que certamente entenderá: levarei o meu próprio avental, perdoe eu ser um homem de velhos hábitos...

teresa disse...

Visconde, tem avental? De que loja? (logo vi...)

Mãe da malta disse...

Visconde, de fraque a noite toda?

Escapa-me algo?

Visconde de Vila do Conde disse...

Mãe da malta, o dono do hotel exigia fraque a quem servia às mesas...

Mãe da malta disse...

:) fraquinho.

(de fraque, claro)

Espero que não me leve a mal a observação, Sr. Visconde. Mas não pude deixar de sorrir ao imaginar um baile de fraque.

O Santo disse...

se passarmos a parte dos espargos... ou substituimos esse por alcool para esquecer os outros.
precisam de um provador a altura claro, e assim de repente sabem quem me ocorre para tal? sabem?

Visconde de Vila do Conde disse...

Mãe da Malta, foi só um ano, não nos apeteceu repetir. Mas fique sabendo que o code dress do Ritz é rígido. (claro, havia quem tivesse optado pelo smoking, mas a mim o smoking nunca me assentou bem, nunca assenta bem a tipos com índice de massa corporal igual aos centímetros de altura...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Santo, o lugar é seu. (claro, a última palavra é da Teresa, a última palavra é sempre delas)

(a ultima palavra costuma ser "sim, tem toda a razão...")

Sofia disse...

Um shot de sopas. Eu não sei cozinhar. Mas como. Obrigadapela receita, Visconde. (espargos?)....