A tal caixa de comentários imediatamente abaixo.

Eu, na caixinha abaixo, solenemente interpelo - ou interpelo solenemente, que hoje o outro baralhou-me - o sr. Visconde, manifestando, de forma inequívoca, que desejo aprender alguma coisa sobre o assunto, não obstante duvidar que tal seja possível com tão ilustre, mas comedida, pessoa.

(pessoal, sirvam-se à vontade que a caixinha está aqui)

22 comentários:

Anônimo disse...

Pessoalmente, caro Visconde (se é que me permite tratá-lo assim), e quanto à questão colocada no post imediatadamente acima, devo confessar que estaria mais interessada em ter um vislumbre do tal sobretudo... é que, há que dizê-lo com frontalidade, me custa imaginar as calças da risquinha, os sapatos do risco ao meio e o sobretudo igualzinho ao do G. Moustaki... se fosse cineasta chamar-lhe-ia claramente um erro de 'raccord'.
calamity

Lord Gasmo disse...

Já eu, embora considere inútil qualquer abordagem a um tema que há muito domino, acho piada ao teor das questões levantadas pelos menos informados.
E considerando o rigor do clima, acho que os sobretudos devem ser alvo de alguma atenção nesta fase.

Anônimo disse...

Estamos à espera Visconde...

teresa disse...

(O Visconde deve estar a reler as notas já amareladas e a consultar os clássicos)

gaija do norte disse...

pronto, pronto... já todos nos especializamos em sobretudos, charutos, vinho e qualquer coisinha em "pitrol". pode passar ao que interessa?

gaija do norte disse...

(quem já está a amarelar com a espera sou eu...)

teresa disse...

(deve estar a vestir o fato às riscas ao Horácio para ver se ele lhe descalça a bota...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Minha cara anónima Calamity, em verdade lhe digo que a triologia sobretudo-sapato clássico-calça às riscas resulta de forma bastante satisfatória. Hoje não trouxe sobretudo, pelo que não a posso presentear com o vislumbre do conjunto

Visconde de Vila do Conde disse...

Lord Gasmo, meu caro, você sabe como eu sou sensível ao serviço cívico...

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, Jovem senhora do norte, a minha agenda para hoje ganhou vida própria e a de amanhã promete ser ainda mais impeditiva de partilhar aqui os meus saberes sobre o tema.

shark disse...

(Querem ver que ainda vou ter que ser eu a fazer o jeito ao ilustre colega e avançar em sua substituição? Mas como é que vou conseguir estar à altura da sua inquestionável autoridade em tão sensível matéria?)

teresa disse...

Pois deve ser melhor que a agenda do ilustre sabotou-lhe a performence e parece que não lhe dá acesso às notas. Devem ser só para administradores e utilizadores do sistema, não para simples leitores.

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, se você soubesse o que tem sido a vertigem dos meus dias...

(quer que faça aqui uma foto reportagem de um dia típico dos meus?)

Visconde de Vila do Conde disse...

Shark, meu caro, certamente que os que honram esta casa com a sua visita teriam tudo a ganhar se fosse você a discorrer sobre tão nobre temática.

Mas, evidentemente, eu não me fico. Há um estatuto a defender, meu caro...

gaija do norte disse...

tubarão, avança! está visto que do visconde nem tão cedo temos notícias. e não te preocupes com a altura. nestes casos, muita vezes impõe-se o comprimento (e o cumprimento também!)

shark disse...

Jamais ousaria colocar-me em bicos de pés perante esse estatuto que lhe reconheço. Até porque poderia dar cabo dos únicos sapatos que possuo em condições para um dia aqui mostrar, seguindo-lhe as pisadas e assim justificando o intróito do presente comentário...
Assim sendo, reitero a minha disponibilidade para (e apenas) no seu alegado impedimento de fornecer o repasto principal me disponibilizar para servir uns canapés.
Cada macaco no seu galho, cada galo no seu poleiro e cada tema no seu mestre.

shark disse...

De todo, Gaija linda! O Visconde já mostrou ser homem que não vira a cara a desafios, mormente aos que ele próprio se lança.
E eu estou aqui para aprender com os melhores, não para arriscar o embaraço de uma confrangedora exibição de ignorância que resultaria de uma eventual comparação.
O homem parece saber do que fala...

Visconde de Vila do Conde disse...

Jovem Senhora do Norte, estou estarrecido com o pouco (nenhum...) crédito que lhe mereço. Deixa-me de rastos...

Visconde de Vila do Conde disse...

Shark, meu caro, é nestas alturas que a lendária solidariedade masculina se revela no seu esplendor. Obrigado, é nestas alturas que uma palavra amiga nos dá alento. Bem-haja, meu caro.

teresa disse...

Visconde acha que isto é a casa do big brother?
(não é, mas se quiser esteja à vontade para a tal foto reportagem...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, não posso deixar de notar a taquicardia que lhe causei ao sugerir que podia aqui partilhar consigo um dia dos meus...

Anônimo disse...

eu é só plim