Este blog é um blog de gajos

Definitivamente. Este blog é um blog de gajos. Não falo dos machos alfa cá da casa, quero falar é das mulheres, dos outros gajos.

São mulheres desempenadas, não se queixam, não têm nós cegos nas cabecinhas lindas que o Criador lhes disponibilizou, são versáteis, ora demonstram que, em querendo, conseguem ter conversas de carroceiro, ora são sensíveis até à quinta casa decimal. Não andam aos parzinhos com risos tontos e não precisam de se fechar na casa de banho para falar do giraço que ficou lá fora ao balcão e que já lá não estará quando elas voltarem. Elas abordam o giraço, dizem-lhe o que tem que ser dito, fazem o giraço dar três piruetas e, em menos de meio minuto, é o giraço que não quer outra coisa senão a companhia delas (e, aí sim, trocam um sorriso cúmplice entre elas).

As mulheres deste blog são gajos. Pensam sofisticadamente simples, têm um ar cuidadosamente descuidado e quando estão a fazer de conta que estão a ir, na verdade já foram e já estão de volta.

As mulheres deste blog são generosas, gentis e sabem estar. Não amuam por tudo e por nada, têm um requintado sentido de humor de gajo e, provavelmente, têm a moral sexual de um gajo.

Este é um blog de gajos, com mulheres que pensam como gajos. E não há nada melhor, nem mais estimulante, nem mais agradável nem mais tremendamente delicioso que uma mulher que pensa como um gajo.

103 comentários:

inv3rs0 disse...

..aquele aplauso de gajo, e um golo na bebida de gajo que um (dos) gajos(s) aqui de casa preparou para os outros dois...

teresa disse...

Visconde, defina "moral sexual de gajo". É que não me parece que queira ter uma coisa dessas, os gajos são muito esquisitos.

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, apostei um milhão de euros em como você pegaria nessa pequena porção de texto...

(previsível como um gajo...)

gaija do norte disse...

ó senhor visconde, precisa que eu coloque aqui uma fotografia que lhe mostre o quanto gaija sou? gaija é gaija por dentro e por fora e embora me esforce por perceber a tentativa de elogio, óbalhamedeus, a última coisa que quero ser é gaijo (e muito menos gajo!).

Visconde de Vila do Conde disse...

inv3rs0, meu caro, um abraço.

(tequilla?)

teresa disse...

Visconde, e eu aposto o seu milhão em como apostou pelas razões erradas..

Visconde de Vila do Conde disse...

Jovem Senhora do Norte, jamais faço elogios, pergunte a quem quiser...

(sim, gosto da ideia da fotografia potencialmente esclarecedora...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, as minhas apostas nunca são pelas razões erradas.

(jogamos?)

teresa disse...

Gosto de jogar e gosto mais ainda quando sei que ganho.
Jogamos pois!

Visconde de Vila do Conde disse...

Não tenho dúvidas de que você ganhará. As mulheres ganham sempre alguma coisa quando jogam comigo.

sem-se-ver disse...

talvez eu esteja a ver mal, mas retiro da leitura deste post, em particular da sua última frase, inegáveis tendências homossexuais do visconde.

teresa disse...

Está a falar de que mulheres? parece que vai aí uma grande confusão de saias

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, não lhe vou fazer a afronta de lhe explicar isso.

(seria intelectualmente desonesto da minha parte...)

Anônimo disse...

Visconde esta tenho de aplaudir de pé, nem sei se concordo, sei que mee surprrendeu e divertiu o que sinceramente já me chega. Gosto de gajos gajos e detesto gajos com cabeça de mulher, epnsava que gostava de gaijas gaijas mas estou a berto a reconsiderar. Também há sempre o i e z=x+iy é como sabe a minha sina.

Não tenho medo de sinas afinal eu sou amigu do Corto Maltese.

Anônimo disse...

desculpe-me as gralhas, foi do entusiasmo, confesso que se revela excessivo.

sem-se-ver disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Visconde de Vila do Conde disse...

Meu caro, não há gralhas que lhe toldem o pensamento.

(gajas gajo são, definitivamente, de uma classe superior a gajas-gajas)

(sim, o Corto não tinha linha da sina e fez uma)

(Balada do Mar Salgado, se a memória não me faha...)

Anônimo disse...

oom a navalha, meu caro, depois de uma cigana de Gibraltar lhe ter augurado o destino,

fico contente de saber que temos amigus comuns

estava ali a ler o Ricardo, David, mas agora já não dou uma de jeito, vou a caminho do lethos, o único sítio seguro onde aparecem gatos nos dias de chuva

sem-se-ver disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabs disse...

Sou muito mulher e não sei se penso como homem, ou como mulher.
Tem dias. Penso como uma pessoa...
mas está bem, era um elogio. Bjo.
Um abraço, pá...

Anônimo disse...

mas aqui tem meu caro, on y va pour une petite voyage

PS we must not consider invisible chicken, pas de canja

Anônimo disse...

salato

Visconde de Vila do Conde disse...

Gabs, aquele braço também para si. Apertado.

(mais ou menos apertado)
(nos limites do apertado, vá...)

Visconde de Vila do Conde disse...

(era um abraço, Gabs)

(apertado. definitivamente.)

Visconde de Vila do Conde disse...

Meu caro z, há muito que tinha percebido que tínhamos amigos comuns. Da mais fina estirpe.
(obrigado pelos links, fez-me ir ao sótão buscar a casa de samarcanda...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Só agora reparei no seu comentário, querida sem-se-ver...

(tendências homossexuais, eu?...)

(por acaso, todos os meus amigos homossexuais ouvem melhor música do que eu, viajam mais do que eu e vestem incomparavelmente melhor do que eu...)

(acaba de me dar uma ideia...)

teresa disse...

Vocês também são amigos do Corto Maltese? (mas eu como gaija que lá por o Visconde dizer que parece gajo ainda gosta de trapinhos, tenho um bolero com o Corto Maltese estampado...)

Tenho estado aqui a pensar se serão as gaijas deste blog que parecem gajos se serão os gaijos que têm um X muito grande.
E agora vou acabar de jantar...

sem-se-ver disse...

fico curiosa à espera da sua ideia... :-)

(vc nao sei, o seu post, sim. as palavras são tramadas, visconde. e às vezes queremos elogiar e fazemo-lo completamente às avessas... usando valores que são nossos e gostariamos de ver importados para outros, diferentes de nós. mas sabe, visconde, sem essa diferença, eles não teriam a menor graça... no caso, elas...)

Gabs disse...

Apertado. E um aperto de mão? Depois de ler o outro post, dos não sei quê involuntários...

Visconde de Vila do Conde disse...

Não há elogios neste post, sem-s-ver. Este post apenas mostra a luz às mulheres que se queixam de pouco sucesso com o género masculino...

Visconde de Vila do Conde disse...

Sem medo, Gabs...

(as mulheres deste blog são como minhas irmãs...)

sem-se-ver disse...

ahahah gabs, fez-me rir :)))

teresa disse...

isso quer dizer que nós, gaijas deste blog, temos um enorme sucesso? Bem, eu nem me posso queixar e sim, sempre fiz parte do grupo dos gajos, o pior é que já não acho piada nenhuma a isso. Eu gostava era de ser gaja gaja. Ir à casa de banho aos pares mas não ter ralações que o gajo tratava de tudo.

sem-se-ver disse...

se é por isso, teresa, combinamos já uma ida a uma casa de banho à tua escolha...

Iceman disse...

Eu então sou um gaijo e juro que tento compreender as gaijas, mas isso revela-se um exercício assaz difícil e puramente utópico.

Mas vocês lá sabem!

teresa disse...

só se prometeres que temos uma conversa de gaja. sabes alguma conversa de gaja?

Iceman disse...

Eu gostava de saber.

Já agora, tornem-na publica.

sem-se-ver disse...

sei poucas, mas posso esforçar-me por aprender.

(visitar babyblogs é uma boa táctica)

teresa disse...

isso queria eu... são duas coisas que nunca soube, como se enrolava uma toalha na cabeça e como eram as conversas na casa de banho

teresa disse...

nos babyblogs já vais tarde, essas já não têm tempo para sair.
ainda faço um inquérito no cabra.

sem-se-ver disse...

boa ideia.

há também por aí uns blog bons para o efeito, de umas galinhas que só falam de roupas e marcas e saldos e carteiras e assim...

é questão de ir à procura (algo que nao me apetece nada)

faz lá o inquérito, boa malha.

e mais eficiente, de certeza.

Anônimo disse...

Teresa, consola-te, enquanto o meu Y soma e segue, valente e esquecido a menos de um i, o meu X fica encostado a uma árvore com a alma no chão, abandinado de saudades, e portanto dou com o Y pregado no X vai que não vai,

espero ainda conseguir fazer um papagaio de papel onde vai tudo junto, num fio sem fim

Calatrava disse...

Óh, Senhor Visconde, com o devido respeito, será este um blog de gajos? Esta não lembrava nem às gaijas. Eu que vinha visitar este blog porque pensava que havia aqui uma gaijas simpáticas, escreviam desinibidamente, sem complexos e vem agora o Senhor Visconde dizer que a Teresa, a Gabs, a gaija do norte, são gajos … Fiquei completamente baralhado.

“quando estão a fazer de conta que estão a ir, na verdade …” estão-se a vir. Óh senhor Visconde, então isso diz-se?

Anônimo disse...

e o lago?

O Santo disse...

confesso que tb fico baralhado com o quem e quem aki pela barraca

teresa disse...

Bem me parecia, santo. Bem me parecia...

calamity jane disse...

Mais uma vez sou obrigada a fazer minhas as palavras da Gaija. (Gaija, se achares abuso, avisa, ok?)
As gaijas deste tasco são é muito gaijas e o Sr. Visconde, com o devido respeito, devia fazer uma limpeza selectiva à sua agenda, de molde a retirar todas as galinhas que tem conhecido e o fazem ter uma ideia errada do que é uma mulher no pleno sentido do termo...

gaija do norte disse...

cj, desde que não te faças à comissão... (a chefa paga mal!)

calamity jane disse...

Caro Visconde, permita-me que lhe faça uma sugestão: veja este video. Para que entenda por que motivo uma gaija que é gaija definitivamente não pensa com um gajo. (E foi feito por um gajo, o que prova que, apesar de tudo, ainda há esperança para vós, gajos - ou gaijos, como preferir...)

http://www.youtube.com/watch?v=GuMZ73mT5zM

Anônimo disse...

:))

gaija do norte disse...

muito bom, calamity :)

Visconde de Vila do Conde disse...

Calamity, a minha agenda é uma lenda viva, socorre-me nos momentos de infortúnio (nunca preciso de passar da letra "B"...), não posso alterar assim as coisas de forma tão radical.

E depois, bem vê, as galinhas são inestimáveis e têm o seu papel específico. É como ser cliente habitual do king e, de repente, apetecer ir ver o mamma mia. Faz falta uma agenda equilibrada, ali uma intelectuais, acoli umas devassas, mais à frente umas boas conversas e, naturalmente, uma pitadinha de galinha, para quando nos apetece uma excentricidade.

sem-se-ver disse...

calamity, brilhante. o mark e vc. escolheu maravilhosamente :-)

calamity jane disse...

Ora, ssv (e gaija), quem cdescobriu aquela pérola não fui eu, foi a minha blogamiga cool mum (continuo sem saber colocar aqueles links bonitinhos aqui nos comentos). Limitei-me a aplicá-lo a um caso concreto ;-)))

Visconde, se não passa da letra B está a perder muita coisa, indubitavelmente: Calamity, Gaija, Gabs, Teresa, Sem-Se-Ver... enfim... uma infinidade de Mulheres muito gaijas, com cérebros altamente sofisticados e que o ajudariam certamente a livrar-se desse vício penoso dos galináceos...
Visconde, quer falar ? ;-)

teresa disse...

Ahahahaha... grande Calamity. Desde os tempos do Luke Lucky que gosto de ti...

irmão dalton disse...

Lucky Luke, patareca...

gaija do norte disse...

(quando me derem tempo, eu digo mais qualquer coisinha! já escrevi 3 comt e tive que os apagar todos!!!)

teresa disse...

já experimentaste comentar e estar ao telefone ao mesmo tempo? a falar de crepes com chocolate belga?

Anônimo disse...

eu conto os links, é assim

1. sinal de menor
2. A HREF="
3. a seguir vai o link tal qual
4. fechar "
5. sinal de maior
6. nome que se atribui ao link, ex: aqui
7. sinal de menor
8. barra / a seguir A
9. sinal de maior

deixa cá ver se sai

Anônimo disse...

assim

calamity jane disse...

Obrigada, obrigada, é sempre bom ser reconhecida, mesmo tanto tempo depois...

crepes com chocolate belga é maravilhoso. Com umas nozezitas (ou amêndoas ou avelãs) esmigalhadas por cima... (suspiro)

vou tentar o link

teresa disse...

IMPORTAM-SE DE ESTAR CALADOS??
Só tenho bolo mármore e está quase no fim.

Anônimo disse...

A é de anchor,

já conferi e está certo, mas eu sou ran tan plan e já estou a bocejar

calamity jane disse...

Assim?

calamity jane disse...

YES!!!

Anônimo disse...

lindo! Fico contente a pensar que estás toda contente também,

entretanto agora não falo mais das minhas tortas de azeitão desde que li isto que ainda dou cabo da gaija, da teresa não faz mal que é magrita

teresa disse...

Olha outra....
A fazer links e a gostar do Ney..
(e agora fizeste-me ir pôr o CD)

calamity jane disse...

Para os gaijos deste blog...

Anônimo disse...

pronto, agora vou xonar, quero beijokas, tou cunstipado

calamity jane disse...

gaija q é gaija gosta do ney... é quase tão bom como chocolate belga

teresa disse...

Magrita? Magrita?!!...
z, estás lixado comigo. O "ita" parece-me pouco simpático...

teresa disse...

beijocas?? e o "ita"???

Calamity, acho que os gajos vão agradecer de pé...

Anônimo disse...

vocês gaijas são tão engraçadas, aguentam com tudo, mas quando pensam que é um despiropo ficam fudidas! Já da outra vez reparei que só não levei com uma travessa quando disse que a Gal era boazona porque ainda não há links de travessas materializadas a sair do ecrã.

O ita era para ser carinhoso sem deixar o peludo com o pêlo em pé, sou sempre mal compreendido nestas andanças.

mas já agora vou deixar uma galinha invisível com os neurónios em canja

calamity jane disse...

...O que só lhes fica bem, Teresa!

Adoro o Ney, mas esta, gosto mais de a ouvir cantada pelo próprio Chico...
(estás em maré de inspiração grega, z!)

Anônimo disse...

tou sim e gosto muito do gato Alexis, mesmo muito, é como os meus, fora do baralho, e como eu

bem xonex e jocas nada

teresa disse...

Z, volta que estás perdoado. Ainda hoje cantei isto no duche.

Anônimo disse...

Alexis

tou é com febre

'té manhã

teresa disse...

Calamity, mas Chico é Chico.
E fui de Lisboa ao Porto só para o ver no Coliseu, mesmo sabendo que o podia ver ao outro dia sem tantos trabalhos.
Mas queira-se ou não Chico fica melhor no Porto que em Lisboa.

calamity jane disse...

Chico... (suspiro) Então toma lá A coisa mai linda

calamity jane disse...

Oh, falhou!!! :-(((
xa cá tentar de novo
A coisa mai linda

teresa disse...

a mais cheia de graça? Ai...

(a minha paixão pelo Chico nunca ficou completamente curada...)

calamity jane disse...

Não é essa. Vê. Aposto que vais gostar...
(a minha tb não...)

gaija do norte disse...

agora está aqui tudo ao meu dispor e já não me lembro o que queria dizer...

calamity jane disse...

Era sobre a agenda do Visconde, quer-me a mim parecer...

gaija do norte disse...

vês, cj, se o visconde tivesse uma agenda como eu (tu) já não se metia com galinhas... o problema é que ele tem para lá uma ou duas folhas soltas (que em tempos idos foram parte de uma agenda), amarelas, das quais já só sobra o A e parte do B. de cada vez que chegava ao fim do abecedário sem conseguir um cafezinho, rasgava uma folha... gaijas já só faltam duas letras!

gaija do norte disse...

z, nem consegui dormir a pensar no que tinhas dito! atão eu sou uma avantesma???

Anônimo disse...

ai gaija, não é nada disso, é que eu antes gostava de pôr o pessoal a augar que era para comer tudo bem e eu andar descansado. Pai é assim. Mas depois li aquilo e comecei a ficar com sentimentos de culpa não fora andar a induzir sobrenutrições e agora andamos com isto dos cérebros...

o meu é às caixinhas com conexões intermitentes, agora vou à caixinha do selvagem mas tenho de juntar com a inversão do tempo,

gaija do norte disse...

:)
z, eu como bem. é um dom!

teresa disse...

andas a comer um dom, gaija?

gaija do norte disse...

é! ando...

beto nutricionista disse...

Fazes bem. Tás a crescer e precisas de uma alimentação saudável.

gaija do norte disse...

tu é que me compreendes, tubarão. quando for grande tenho que me deixar destas coisas (mas só quando for grande!)

shark disse...

Sim, sim.
Nunca antes de atingires, sei lá, um metro e noventa...

teresa disse...

Vais em quanto, gaija? 1,86?

gaija do norte disse...

1,85, mas chego lá...

beto personal trainer disse...

(E muito exercício. Não te esqueças do exercício.)

gaija do norte disse...

por vezes tenho que lembrar, mas eu nunca me esqueço

Anônimo disse...

olha anda tudo no suru, e eu em variedades riemannianas, já deitei fumo mas agora vai um copo de água e café

Anônimo disse...

deixa cá ver

Anônimo disse...

nhak

Anônimo disse...

bzuuuuuuum

Anônimo disse...

é porque ando a escrever pesado e com os olhos turvos da chuva

teresa disse...

Papaste uma das boas, Z