Crónica (de uma morte anunciada e outras)

Parou para pensar na vida. Na vida dela. Nas escolhas que tinha feito, nas decisões que tinha tomado, nas esperanças que tinha abatido, naquilo que a vida a tornara. Deixou-se ir e reviveu tudo, as emoções e a falta delas. Recordou o homem com quem tinha feito os primeiros planos para uma vida inteira, na vida menina e adulta, a dois, que tinham partilhado. Lembrou-se como tinham conseguido alimentar sempre o amor (tão fácil) que sentiam e de como, de um momento para o outro ela tinha deitado tudo a perder. Não por querer mas porque a sua consciência o determinara. Chegaram-lhe à memória os problemas que enfrentou (e venceu!) com as armas da paixão, com o homem com quem veio a cumprir um objectivo que sabia, na hora em que vestiu aquele vestido lindo, ser um dos maiores erros da sua vida. Assinou um contrato que não era o seu, mas que podia resolver. Assinou sabendo que não ia partilhar a vida com o seu príncipe encantado, mas sempre disposta a lutar por aquela réstia de um sentimento qualquer que a unia a ele. O tempo provou que estava, infelizmente, certa nas suas suposições e o contrato lá se resolveu. Seguiram vidas completamente opostas. Ele assentou arraiais, ela não. Ele vive a vida como pode, ela como quer, e nunca, nunca mais embarcou em crónicas com morte anunciada. Vive tudo. Não tira os pés do chão mas luta até ao limite das suas forças por quem quer, sem pensar no fim, porque só assim consegue pensar, quando acorda, que dormiu com o seu príncipe encantado.

38 comentários:

Gabs disse...

Gostei. Tal qual eu... Estou a brincar. Eu não luto, vou vogando.

teresa disse...

pior ainda seriam os cem anos de solidão...

teresa disse...

(olha um simultaneo com a Gabs...)

shark disse...

Era uma vez uma princesa que cresceu e se fez rainha...
:)

gaija do norte disse...

para mim não é suficiente, gabs. são opções.

gaija do norte disse...

esse também já há, chefa, ou melhor, já foi para nunca mais voltar!


(tu és uma gaija azarada...)

Gabs disse...

Não se luta contra o destino. O que vier, será. O que é teu, à tua mão irá parar. Etc.

gaija do norte disse...

o que aconteceu, tubarão, quando encontrou o príncipe e foram os dois, na abóbora da cinderela, ao circo!
:)

Gabs disse...

Pois é T. no outro dia tb publicamos um post em simultâneo.

gaija do norte disse...

quem disse, gabs? onde mora a tua fonte de sabedoria?

Gabs disse...

Olha agora é contigo. Estou lixada com estas gaijas...

Gabs disse...

São ditados populares. Cada um escolhe os seus.

Gabs disse...

Estes simultâneos são divertidos, mas tenho que ir buscar o filho à escola.

shark disse...

Ao circo? Com palhaços e tudo?

shark disse...

E no fim da palhaçada fizeram uma sopinha de abóbora e ele comeu-a toda?

shark disse...

Toda, a sopinha. Naturalmente...

gaija do norte disse...

não! o príncipe correu com os palhaços, os glutões transformaram-se em estrelas, a abóbora na enterprise e seguiram juntos para uma galáxia distante!

gaija do norte disse...

(quanto aos comes não sei. evito sempre os detalhes...)

teresa disse...

Queres detalhes gaija? Tinha duas coisas horrorosas na relva, que não percebi se eram vomitados do cão se abortos da cadela, e agora desapareceram (juro que lá estavam, não estavam Shark?). Achas que os cães comeram aquela porcaria?

(10...9...8...7... uma gaija vai saltar...seis...cinco...)

gaija do norte disse...

TU ÉS A GAIJA MAIS CA NOIJO QUE ALGUMA VEZ CONHECI!

teresa disse...

Ohhhh............ não me deixaste chegar ao zero!...

gaija do norte disse...

hoje ainda não te insultei o suficiente, foi? sua esta sua aquela... (como diz um grande pensador do nosso tempo)

teresa disse...

Um grande pensador? Grande grande? ah, estou a ver...

gaija do norte disse...

esse chefa, grande, muito grande!

teresa disse...

Mas, já agora, podes dizer-me onde te forneces de sapos? é que os teus são dos bons, viram principes.

gaija do norte disse...

como te passou pelo neurónio que ainda vou na treta dos sapos? já os compro príncipes!

teresa disse...

e são todos da nova colecção ou compras fora de época para embaratecer a coisa?

gaija do norte disse...

da nova, chefa!
qualquer dia levo-te às compras comigo, está bem?

shark disse...

E eu, e eu?
Também posso ir? Posso?
Deixa lá...

gaija do norte disse...

não te chega a rainha, não? para que queres uma princesa???

shark disse...

Eu não era para comprar, era mesmo só pela companhia...

teresa disse...

indo...
mas o gajo fica na esplanada a ouvir a bola, está bem?

teresa disse...

as princesas são as rainhas em tamanho pequeno, gaija

Sofia disse...

lol

gaija do norte disse...

é uma questão de estatuto, chefa. e depois, a realeza não se mede aos palmos, né?

gaija do norte disse...

vê lá, tubarão, se as companhias te entregam a uma sapa!

Anônimo disse...

gaija, troquei-me e meti uma coisa na gabs que era para aqui, mas vai a foto, machão:

Papilio machaon

gaija do norte disse...

que lindo machaon, z!