Serão mesmo burras ou é boato?

Foto: Shark (a partir de imagem da RTP1)

É um facto que algures a malta de cabelo louro ganhou uma reputação de que não se livra tão depressa. E eu, que rejeito distinguir a capacidade das pessoas em função da cor da pele ou da largura das ancas (isto é só para dar um exemplo), dou comigo a pensar (sou moreno, claro) neste preconceito de cada vez que observo uma loura escultural.
E esforço-me por estudar os, vá lá, comportamentos e, digamos, as formas. De pensar e de se exprimirem, claro. Assim de repente não me saltam à vista os indicadores que comprovem a teoria em voga, pelo que gostava que no Cabra pudessemos contribuir para a confirmação ou para a desmistificação deste pressuposto tão arreigado no pensamento colectivo.

Claro que isto não é um problema da maior relevância para o mundo em geral e para mim em particular.
Mas é um pretexto tão bom como outro qualquer para justificar uma observação mais atenta da espécie em causa.

31 comentários:

Anônimo disse...

prático: estes acertam-se de contas em dólres e cada dólar vale um milhão, procedimento simplex

Anônimo disse...

mas também pode ser outra versão do body heat,

gosto mais de uma hipótese de futuro como mestre Didi

shark disse...

O gajo não é louro, pois não?
:)

Anônimo disse...

camarada tubazão: vês agora porque é que eu lutei como um cabrão até liquefazer neurónios de alguéns, foi por estes putos

creio que já está bem melhor

Anônimo disse...

volto ao meu selvagem, Garra Jaguar

teresa disse...

A questão não está nas loiras, está nos gajos.
Sabes porque é que as mulheres pintam os lábios? Um dia conto-te. A razão é semelhante.

Visconde de Vila do Conde disse...

Shark, meu caro, também eu venho desenvolvendo estudos aturados sobre o fenómeno, também eu venho tentando deixar um legado, uma obra feita sobre a temática que refere. É um trabakho árduo, mas alguém tem que o fazer.

(as loura vêm ganhando protagonismo na minha escala de valores)

(embora a minha escala de valores tenha uma dinâmica própria...)

shark disse...

É uma luta que se justifica, Z. Estas merdas não fazem sentido algum.

shark disse...

É este nosso inquebrantável espírito de sacrifício, Visconde, sempre a impulsionar o esforço de observação participante em prol do conhecimento!
(Eu nisso dos cabelos sou um nadinha daltónico...)

shark disse...

Ai a culpa delas serem louras (ou burras) também é nossa, Chefa?
Costas largas de um cabrão...

Visconde de Vila do Conde disse...

(eu sei porque é que as mulheres pintam os lábios. Só não percebo porque algumas os pintam de azul...)

teresa disse...

Pois, isso também não percebo Visconde, mas já vi que também leu o macaco nu...

teresa disse...

O problema não são as costas, Tubarão...

calamity jane disse...

Pois não posso contribuir para a discussão. Too brunette for it...
(mas tenho para mim q a foto com q ilustras a posta é já de per si um parti pris... ;-))

gaija do norte disse...

tubarão, assustei-me! que mamarracho hediondo é este???

menino muito ingénuo disse...

Não são as costas, Chefa?
Atão é o quê?

shark disse...

(a foto é uma maldade, não é? Mas foi sem intenção, CJ, de influenciar a opinião da malta...)

shark disse...

Desculpa o susto, magnífica. Era mesmo só para enfatizar o quanto são belas as Gaijas deste blogue...
:)

teresa disse...

menino ingénuo, a tua mãe sabe que frequentas estes antros de perdição?

Anônimo disse...

D. Morris, aquilo do azul é por causa dos necrófilos dá idéia, genes de hiena ou abutre?

(sim tubazão, creio que já está, pelo menos muito melhor, puf, outra que já foi)

menino ingénuo e imberbe disse...

Porquê, Chefa? Achas que ela também alinhava?

gaija do norte disse...

sabes é muito! músico...

teresa disse...

é isso mesmo, Z. Mas tenho uma malapata qualquer com esse livro. Li o do meu pai há muitos anos e mais tarde comprei um para mim. Perderam-se os dois...

Anônimo disse...

eu acho que ainda tenho ali algures o meu, mas nem sei, agora em Fevereiro e Março é que vou arrumar isto tudo

calamity jane disse...

(maldade mas sem intenção... hás de me explicar essa)

teresa disse...

(tubarão, desunha-te!)

calamity jane disse...

(Ah, espera! maldade sem intenção, "CJ, de influenciar a opinião da malta...". Então havia intenção, mas era outra... como na música da ágata...)

Gabs disse...

O post... nem tudo que reluz é oiro. Ser loira com raízes pretas é ser burra; com raízes brancas é ser loira; sem raízes é ter sorte.

Gabs disse...

*com raízes brancas é ser velha...

gaija do norte disse...

pintaste o cabelo, gabs?

Gabs disse...

Já cá faltava esta... o meu cabelo é castanho escuro e com a praia tende a aclarar...com as tintas. Mas durante o inverno é escuro. E tem raízes brancas, desde os trinta. Satisfeita? Não, de certeza.