Cheira bem, cheira a Lisboa

Começo a estar um bocadinho farta de, cada vez que vou ao Porto, levar com a conversa da Mouraria (?) e de como viveram em Lisboa e detestaram, e de como não somos acolhedores como no norte. É um bocado difícil ser acolhedora e convidar para casa, pessoas que todos os fins de semana, religiosamente, voltam para a terra deles, buscar broa e chouriços. Como a minha amiga Nanda, que tem os filhos cá na escola e lá vão sempre para Espinho, por mais que eles não queiram e tenham namorados e trabalhos de grupo para fazerem. E depois são muito acolhedores mas cobram, género "tu já estiveste três vezes em minha casa e eu só fui duas à tua". E que as pessoas de Lisboa "não são de Lisboa". As do Porto são todas, claro, ninguém tem terras em Penafiel, Amarante ou Marco de Canaveses. E Lisboa é muito grande, mesmo em Lisboa há muita gente que nasceu cá, nos bairros novos nascidos na época de 50 e 60, Alvalade, ou Avenidas Novas, ou Olivais. E mesmo Campo de Ourique, Benfica. E se não moram mesmo no centro moram em Algés, Miraflores, Oeiras e ainda são de Lisboa. Pelo menos trabalham cá.
Eu não me estou a ver a dizer a pessoas que vêm do Porto e levo a jantar, "não gosto nada do Porto, já lá estive mas aqui é que é bom, o clima é melhor...". Por outro lado, aquela gente lá do Algarve, são mesmo calões, nem sabem tirar um café com rapidez...

21 comentários:

kuka disse...

E eu? aqui na pontinha! Vou dizer mal de quê e de quem? Dos Africanos, provávelmente.

teresa disse...

Eu gosto de Lisboa. E gosto do Porto. E até gosto do Algarve. Só não percebo muito bem a língua de qualquer um desses sítios...(mas faço um esforço)

Calatrava disse...

De facto, acontece muitas vezes isso que a gabs acabou de referir. Não é por mal, é uma forma das pessoas do norte dialogarem, e dizerem aos outros o quanto gostam da sua terra. Eu, pessoalmente, gosto de Coimbra. Também gosto do Porto. No entanto, Lisboa, mais concretamente Oeiras, é um local aprazível para se viver. Mas os gostos são relativos.

Gabs disse...

Sim, eu morei em Carcavelos e era muito aprazível. Até o clima era bom. A chatice é vir todos os dias a Lisboa e voltar a casa.

calamity jane disse...

Eu moro em Lisboa (e quase nasci aqui) mas estou deserta para me pirar daqui, q esta terra já viu melhores dias. Verdade verdadinha...

teresa disse...

Calatrava, Coimbra? Já lá viveu? Talvez agora possa estar um pouco melhor, pelo menos assim parece, mas Coimbra tinha todos os defeitos das cidades e todos os defeitos das aldeias...

gaija do norte disse...

ò gabs, esse humor matinal leva-me a acreditar que alguma coisa não está bem na tua vida. queres falar?

teresa disse...

Gaija, já conseguiste que eu desse uma gargalhada. Hoje começas cedo...

nado alfacinha disse...

Tava a ver que a tripeira residente não tomava uma posição...

gaija do norte disse...

e já ando aqui atrás da broa e dos chouriços! ainda não sei bem o que lhes faça quando encontrar a gabs, mas alguma coisa me há-de ocorrer...

broa todos os dias disse...

Realmente, com os chouriços não tou a ver...
:)

Gabs disse...

Podes mandá-los pelo correio, que já viéste a Lisboa e não me trouxeste nenhum...

gaija do norte disse...

não era bem isso que tinha em mente...

teresa disse...

Ó faz favor, se tiverem broa e chouriços por aí, ou mesmo um naco de broa de Avintes, podem mandar-me nem que seja por correio.

Calatrava disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Calatrava disse...

É onde vivo. No entanto, de entre outros locais, já vivi no Porto, Lisboa e também em Oeiras. Talvez seja por isso que conheço tão bem as várias regiões e respeite as suas maneiras de ser e de viver. Algarve, penso que é onde a Teresa vive, só em férias, portanto não tenho uma opinião muito bem formada sobre essa região. Quanto a Lisboa, apesar de ter nascido em Trás-os-Montes, gosto mais desta do que qualquer outra cidade, se bem que já me habituei a não me pronunciar em público sobre isso, porque apanho tanto dos do norte como dos de Lisboa. Para terminar informo que defendo que “A nossa terra é onde nos sentimos bem”.

Gabs disse...

Muito bem. Eu gosto daqui, do clima. Da cidade, da Baixa e do Chiado. Da Av.Roma e do desaparecido café Roma, cheio de gente da nossa idade e empregados rabugentos. De palmilhar a Avenida toda , de café em café, tudo isto de tarde. Das discotecas que vendiam discos. Das boites que tinham matinés...Dos cinemas gigantescos e esgotados.
Where did all the people go?
Agora malta nova, só se vê à noite... nas Docas e 24 de Julho. E há discotecas onde não entras se aparentas mais de 30.(Nem queres). Por outro lado há outras para 30/40...
E está tudo mais limpo e arranjado, por agora menos obras...

O Santo disse...

eu sou alfacinha de gema e cheio de orgulho

teresa disse...

(eu bem que desconfiava... e também usas ténis para jogar basquete?)

gaija do norte disse...

mas tu, santo, não achas que no porto andamos com as malas cheias de broas e chouriços!

Anônimo disse...

"voltam para a terra deles, buscar broa e chouriço"?

por acaso ja experimentaste um chouriço do porto?!