O respeitinho anda pelas ruas da amargura.

Telefonou agora da escola. Ela e os colegas à volta do telefone. Precisavam da minha ajuda.
Por favoooor... Vá láaaa...
Hummm!
Vozes untuosas, o A. a ajudar no coro, o telefone do D... Não devia ser para lhes explicar uma matéria qualquer para o teste de amanhã. Dali só podia vir asneira.
Mamã, és a nossa fonte de inspiração, estamos todos a contar contigo...
O meu que querem? já saiu na defensiva, muito na defensiva.
O F. pôs bombinhas de mau cheiro nas nossas cadeiras. Precisamos que nos arranjes uma partida muito boa para lhe pregarmos.

Raio dos miúdos. Eu sou fonte de inspiração!!???
Será que isto foi por ontem me terem pedido uma sugestão para o nome da equipa no Concurso de Leitura, eu lhes ter dito que era giro se fosse um nome de um livro e eles me terem começado a olhar de lado até lhes atirar com " Os cus de Judas"?
Caramba, baralham tudo. Isto foi uma manobra educativa. Sairam daqui a saber quem era o Lobo Antunes, o Saramago e os prémios Nobel (estranha associação de ideias... nem sei porquê...).
Mas partidas? Eu sou a fornecedora oficial de partidas? Será que não vou nunca conseguir que me respeitem? Afinal sou uma adulta, não sou?

5 comentários:

gaija do norte disse...

está quieta com o santo. ainda manda umas gémeas para a criança...

teresa disse...

Não posso estar quieta. Alguém tem de se mexer.

(gémeas até podia ser uma boa ideia...)

gaija do norte disse...

(hihihi... era ver a criancinha desunhar-se...)

teresa disse...

e se ficava gago? Essas coisas podem ser perigosas...

gaija do norte disse...

tratavamos de o desgagar...