O meu pé de laranja lima.

o z no dragoeiro
(foto do Z)

11 comentários:

gaija do norte disse...

já tive um gato destes! amassava-o todo, era tão lindo, como todos os meus gatos, aliás!

Anônimo disse...

os gatos são lindos,

vêm sempre para cima de mim e ficam logo uma chaleira.

isto de andar ardido tem as suas vantagens: a água do mar está óptima, desardeu-me, com ondas e tudo, em cima do corte de cabelo

e a seguir a piscina remata

agora é comer ameijoas a acompanhar com carne de porco e batata, e dormir um pouco que logo tenho que estar minimamente ok: jantar de burocracias

gaija do norte disse...

z, tu ainda me matas! carne de porco à alentejana... que comidinha tão boa :)

teresa disse...

agora bem que ia..

Mas sabem porque se chama assim? Não faz sentido que um prato alentejano tenha ameijoas..
Este é um prato algarvio, mas no algarve os porcos eram alimentados com sardinhas o que dava à carne um sabor muito mau. Quando este prato, de ameijoas frescas da ria formosa e carne de porco frita começou a ser servido nas mesas mais finas havia o cuidado de referir que o porco com que fora feito era alentejano, não sabia a peixa como os de cá. E assim ficou o nome, que engana mas não mente.

gaija do norte disse...

que desperdício! porcos alimentados a sardinhas.

teresa disse...

também sempre achei mas estes algarvios são como os romanos...

Anônimo disse...

schiuuu! é ameijoas e o resto é conduto, é que ando a dar um jeitinho de vegetariano, cheira-me que não engano ninguém mas pronto

Anônimo disse...

grrrr, vou aos papéis, detesto burocracias

teresa disse...

também eu....
e esta gente é toda muito mal educada que ainda ninguém te agradeceu a foto linda que nos mandaste.

Anônimo disse...

ah, isso é Portugal por um lado, e medo que eu lhes salte ao pescoço ou assim, já nem ligo

Anônimo disse...

mas já agora a foto não tem montagem, era mesmo assim, embora seja a foto de uma impressão que tenho ali na parede porque a foto original estava num computador que foi para o galheiro,

depois eu mandei a foto sobretudo para ti, embora não só, e tu agradeceste

lá vou bazar,