em busca do tempo perdido

Passei anos da minha vida à procura de um final feliz. Queria um sentido para tantos dias sem sentido, um único sorriso que apagaria tantos amargores, um afinal valeu a pena tanta pena sofrida. Não andava atrás de um futuro, mas atrás do passado, era esse que queria recuperar, limpar, olhar de frente e dizer agora percebo, agora pode descansar em paz.
Horas, dias, meses, anos, nessa luta quase insana em que a insana era eu. O hoje passava rapidamente a ontem, o amanhã era outro hoje e se a esperança não morria eu ia-me matando a cada tique-taque. Acumulava derrotas, frustrações, desencantos, perdas, desilusões. Síndroma de jogadora compulsiva. Quanto mais perdia mais arriscava, mais punha em cima de uma mesa que se não tinha pano verde era de jogo na mesma, porque nestas coisas da vida a sorte e o azar também mandam.
Não parei no fim da linha . Se houvesse linha e soubessemos onde está, até seria mais fácil. Não sei sequer onde parei. Não vi que tinha parado, só percebi depois. Dei por mim a arrumar gavetas, a encher sacos com lixo, a deitar fora tudo o que me pesava. Pousei por um momento o tal saco de tijolos que carregava nas costas e que todos os dias ia enchendo e esqueci-me dele lá atrás.
O tempo é assim, se se perdeu fica perdido nas voltas e contravoltas dos dias que já se foram. Mas também já não acho que tenha de dar um sentido ao que quer que seja porque o sentido estava lá, guiou cada um dos meus passos, deu razão aos meus gestos, suportou as minhas lágrimas. Não perdi nenhuma guerra, não tinha de continuar a lutar por um troféu que não era meu.
Ganhei. Ganhei hojes que estão cá e amanhãs que hão-de vir. Os ontem já não fazem parte da minha vida. Guardei algumas memórias, as boas, e atirei tudo o resto para longe. Não recuperei o tempo que já se foi mas ganhei todo o que há-de vir.
Hoje. Ou mesmo, quem sabe, amanhã.

33 comentários:

amanhã ainda vai ser melhor disse...

Belo post, chefa.
(E já sabes, é só estalares os dedinhos e arranjas logo o que pôr em cima da mesa...)

Gabsna net disse...

Quando estou chateada também me dá para arrumações. E vai tudo fora.
É por isso que viajo com pouco. Mentira, qd viajo o carro vai sempre a abarrotar.

Anônimo disse...

boa sorte cabrinha, e que o mundo e a vida te sorriam,

eu nem comento, nem arrasto assim frustrações, tive muita sorte comparado com outros, e sigo em frente,

teresa disse...

E que tens tu que eu possa pôr em cima da mesa? Cartas marcadas?

Eu arrastei-as z para ver se lhes mudava o nome.

Eu viajo com a casa atrás que nunca se sabe quando um desentupidor de canos ou um arco de bordar podem ser precisos...
(leste o 3 homens num bote? sou mais ou menos como eles a fazer malas..)

baby sitter disse...

pensamento de hoje até acredito k num dia destes vai voltar a querer remexer nesse lixo todo(é k faz parte dos jogadores compulsivos)

teresa disse...

O lixo já se foi... esse não volta mais que está devidamente queimado. Lembras do carro o ano passado? ainda ia mais pesado...

(e por falar nisso...fiquei sem essas fotos também... bolas!)

Anônimo disse...

eu então vou tentar aligeirar o mais possível,

mas os livros e as roupas de Inverno dão cabo de mim

baby sitter disse...

Por falar em fotos ve se resolve isso,cansada de ver uma sargenta de arma na mão e despida por aqui no meu aninhas...

teresa disse...

Mas isso só tu podes mudar... não posso mudar a tua foto

gaija do norte disse...

cheira-me que tenho que fazer uma limpeza dessas.

teresa disse...

São tão gratificantes, nem imaginas...

gaija do norte disse...

gratificante seria eu no fim da limpeza chegar à conclusão que afinal a minha casa é enorme!

teresa disse...

e a alma ainda maior...

@na disse...

Lindo o post cabra-mãe. Mesmo. E percebo-te tão bem...

aproveitando a dica da baby sitter, ò gaija tu muda a tua foto do perfil que tu és muito mais gira do que pareces na foto

O Santo disse...

o gabs.. o carro é cheio de remendos para furos não??

a gaija tb tem fotos de verde é??

e não mentiu disse...

(Não, Santo. Ela gosta muito de branco...)
:-)

gaija do norte disse...

pois ficava, chefa, mas eu tenho sempre que puxar para o lado prático da coisa, ou lá vem a lagriminha...

@na disse...

maria-chorona

baby sitter disse...

hello as fotos nem são minhas...são suas,não?mas ainda estão no meu computadorrrrr

teresa disse...

o gaija era para mim ou para a gaija?

Baby só agora percebi a historia das fotos...

um arquivador sempre ao dispor disse...

Se são fotos da baby sitter e não sabem o que fazer com elas eu posso disponibilizar-me para o sacrifício de ficar com elas, enfim...

teresa disse...

ainda partias o disco rigído e lá se ia também a memória RAM...

Anônimo disse...

arrastar para ver se mudavas o nome é inteligente, e mudaste, são apenas lições, travejamento para o futuro, asas também se deixares cair o apego, sobretudo o negativo

o apego negativo é a gravidade

Anônimo disse...

deixa-o ir com o vento, e sorri, ganhaste

teresa disse...

mas se não fôr a gravidade como seguro os pés ao chão?

teresa disse...

de sorrir nunca deixei... fiz essas promessa a mim mesma há 13 anos atrás. Noutras circunstâncias, mas tenho-a cumprido.

Anônimo disse...

poiz, também há esse lado prático, melhor ainda, integras

eu como gosto é de voar...

(o resto já sabes! :)

Gabsna net disse...

Agora tenho quatro pneus novos, e os da frente pelo menos são dos bons. Vão durar mais que o carro. Que tem dez está um nadita arranhado, mas não há meio de me baterem numa rotunda em que eu circulo e me faço ao choque dos apressadinhos a entrar...

agente shark disse...

(Deves pensar que não tenho mainada pra fazer, Gabs...)

teresa disse...

Hummmm..... gostou do serviço?

O Santo disse...

(já assente.... nunca entrar em rotundas.... já tá)

teresa disse...

(ficas tonto com as voltas?)

Anônimo disse...

vuummmm