Somos mesmo assim, gostamos de ler ouvir e contar

Hoje a Xica faz anos (PARABENS miuda). Sabemos disso aqui, sabemos que tem bolo que recebeu muitos parabéns de todos nós e que deve ter recebido muitos mais lá na escola.
Sabemos que o A. também fez anos e que vai ter festa e que vai haver bolo e sabemos nas ligações daqui que o mano velho já tem trabalhos enquanto a mãe ajuda e vigia, sabemos que alguns bolos feitos para este tipo de comemoração são de bolacha, outros são tesouros difíceis de transportar.... Outros são só gulosos e não sabem barrar.
Muitos já sabem que amanhã também tenho uma festa e mais bolos e mais celebrações e mais momentos alegres.
Gostamos disto, de estar felizes e espalhar essa felicidade, como gostamos de receber uns mimos quando as coisas não correm tão bem e lá aparece um ombro que apoia. Gostamos de partilhar os momentos da nossa vida. De aprender com os outros momentos que aqui se revelam e de sorrir a pensar "que bom". Partilhamos pedaços desta vida que nos acontece no dia a dia e que pelos mais diversos motivos nos mantém longe uns dos outros.
Mas vivemos mesmo à distância a felicidade dos olhos e do riso da Xica, saboreamos os filipinos e ficamos com uma das gomas presa no céu da boca, enquanto lambemos os dedos do chocolate derretido pelo sol.
Os dias são atarefados e nem sempre há tempo para viver mais bons momentos, mas é tão bom vir aqui buscar alguns sorrisos de quem também gosta de ler e contar os seus momentos de alegria...

35 comentários:

teresa disse...

tira a mão do m&m.. se quiseres e pedires com jeitinho faço-te um bolo de gomas nos teus anos..

O Santo disse...

cheio de pasteis de belem leite condensado e ... soa bem.

(bersejei...)

teresa disse...

ca noijo... já agora chantilly, molho de chocolate e licor de ananás..

(quem berseja sem querer é amado sem saber, diz o povo.)

O Santo disse...

mas eu bem que desconfiava. o povo é esperto.

isso justifica

as cartas carregadas de perfume
plenas de marcas vermelhas de batom
que polulam minha caixa de correio
e que dizem simplesmente: és bom

(olha outro verso)

teresa disse...

Olha-me este a versejar
E a fazer-se desejado
As cartas são duques de paus
E o batom já vem borrado...

O Santo disse...

Se borrado é do tremor
de quem vive amor em chamas
e quase posso garantir
que as cartas serão as damas

joker disse...

Tu vê lá não te descuides
Às vezes os trunfos são maus
Podem aparecer o rei o valete
E ainda levas com o ás de paus...

O Santo disse...

As vazas estao contadas
Destrunfo de bisca e ás
depois é estar atento
e baldar as cartas más

O Santo disse...

(e lembrei que isto é mto à sueca... serão gémeas??)

poker disse...

Já vi que és cheio de jogo
Baralhas, partes e dás
Esse teu destrunfo é fogo
Mas as damas são aqui pró rapaz...

shark disse...

Desde que sejam escandinavas, até podem ser primas muito parecidas...

teresa disse...

sueca é jogo de velhos
a bisca é muito vulgar
gosto de canasta e crapot
mas com quem souber jogar

gaija do norte disse...

'tava a caixa compostinha
tão lindos a versejar
agora chega a gaijinha
para vos controlar

a conversa ia bem
falavam de doces e batons
tinham que aparecer as gémeas
para eles baixarem o tom!

O Santo disse...

jogo mais fino quer a chefa
não entra em qq partida
mas comigo podes contar
do bridge à bisca lambida

ai que esta foi mesmo résvés disse...

Se não souber depressa aprendo
A manusear como tu o baralho
E se tiver mesmo que ir a jogo
Podes crer que não te falho

O Santo disse...

baixam de tom as gémeas?
oh taditas das mocinhas
assim num relance parecem
mas é que levantadinhas

teresa disse...

mas falavamos de amores
não era de cartas lambidas
vamos lá e sem pudores
contem as noites sofridas

teresa disse...

e tu deixa lá as gémeas
que para bluff já é demais
já ninguém te leva a sério
que duas são sempre fatais

gaija do norte disse...

noites sofridas nem vê-las
ò chefa, tem juízo
venho ao cabra espremê-las
vem-me logo um sorriso!

fadista sulista disse...

Existem cartas que dão azar
E outras que trazem a sorte
Eu agora quero mesmo é cantar
Um fadinho à Gaija do Norte

teresa disse...

ò fadista cá do sul
mas que chegas embuçado
olha qu'oje não fica ninguém
embuçado nesta ssala

gaija do norte disse...

(sulista embuçado?!?!)

gaija do norte disse...

a gaija anda aqui
a ler o teu versejar
mas já agora não podias
outra moda cantar?

e agora hasta mañana disse...

Basta pedires com jeitinho
Para eu virar já o disco
Esquece lá o meu fadinho
Aborrecer-te é que não arrisco

O Santo disse...

que grande desgarrada
mesmo agora aqui ficou
so mal começa aquecer
logo um que se baldou

gaija do norte disse...

(baldou? isso lembra-me logo uma bola...)

gaija do norte disse...

pedir, não, nunca pedi
tal não me passou pela mente
deixa o amigo tempo dizer
se a ti o farei, eventualmente...

teresa disse...

ai tu queres falar de bola,
estava-se mesmo a ver.
vais dizer que és a dona
e mandar-nos a todos dormer...

gaija do norte disse...

dormer não mandei eu
quando muito dormir
que é o que se faz
depois de tanto rir

sem-se-ver disse...

(absolutamente genial, esta caixa :-)))

Anônimo disse...

hum, nada à vista

Anônimo disse...

nada à vista?

nafa é sunya o som do silêncio

Anônimo disse...

portanto: os pombos dormem lá. e durante o dia vão passear

anda um gato nizto

Anônimo disse...

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1343390

O Santo disse...

obrigada ssv. mesmo reconhecendo a tua boa vontade.