Eterno Retorno

Salpicam-me o rosto as gotas de água salgada, como sangue vertido pelo mar que rasgo agora com a quilha enquanto rumo a um porto qualquer. Salgadas, as gotas, como as lágrimas que não verti no momento em que percebi o quanto me sinto a vaguear sem norte em busca da resposta ao que ainda nem sei perguntar.

Juro que não chorei no dia em que te dei por perdida, eu próprio já de partida para um outro lugar onde pudesse aportar as emoções resguardadas em doca seca da fúria de um temporal interior.
A força necessária para renegar um amor impossível como o demonstravas de cada vez que me deixavas a sós com o desconforto de um ciúme que nunca tolerarias e por certo abusarias se dele te desse conta de alguma forma.
A única coisa que transtorna é a perturbadora constatação de ter a bússola viciada, pois sempre que vou de abalada gravo na lembrança o caminho de regresso.

E sempre que me despeço deste amor encrespado, em busca de um resguardo, a âncora imaginária que me agarra à tua memória (e me arrasta sempre de volta à sensação poderosa que um beijo teu me dá) transforma sempre cada adeus num simples até já.

59 comentários:

Comendador Antunes de Burnay disse...

Shark, este post é enorme, em qualquer lugar do mundo. Enorme.

(Antunes de Burnay em modo semi-abichanado)

shark disse...

L'amour, meu caro Comendador, é sempre enorme sob a interpretação de homens devotos a essa causa como nós.

(Peço perdão pelo acentuar da bichanice, mas foi o que me saiu...)

teresa disse...

Quando nos falta um Norte nem as águas se entendem e não há ponte que nos valha nem margem que nos acolha.

shark disse...

E quando nos falta um Sul?
Isso é que é dramático, pungente até...
:-)

teresa disse...

(eu posso abichanar que não me levam a mal...)

teresa disse...

Se nos falta o sul parecemos um giroscópio... mas o meu sul não me tem faltado e o Norte, que me levava ao desnorte, há muito que está arrumado no sítio certo da minha bussola.

baby sitter disse...

Muito bem...

shark disse...

Obrigado, parceira.
:-)

gaija do norte disse...

quando escreves assim fazes-me lembrar tantas coisas...tantas...

fico com a agulha desnorteda (chuifff)

shark disse...

Diz sem problemas: mexo-te por dentro à lagardére. E tu gostas.
:-)

shark disse...

Epá, a anterior soou talvez um nadinha interiorizada em demasia.
Mas eu até sou claustrofóbico...

gaija do norte disse...

ahahah

mexes mesmo. fico "abananada" e gosto!

teresa disse...

vocês já viram que até de bananas já falam num post lindo como este? Bem diz o santo, não há respeitinho...

faz de conta que não sou o próprio disse...

Essa é boa...
Num post do Shark é perfeitamente natural que ocorram simbolos fálicos às pessoas.

teresa disse...

às pessoas de que género?

gaija do norte disse...

não se falou de simbolos, nem de fruta, mas de estados...

shark disse...

Pessoas do género sem pila ou com uma desnorteada.

teresa disse...

parecia-me que era isso...

@na disse...

estes textos deixa-me sem palavras

gaija do norte disse...

sem palavras e cheia de lágrimas!

shark disse...

Ficam sem palavras só com os textos?
Agora imaginem só o potencial...
:-)

gaija do norte disse...

estava mergulhada em lágrimas, a afogar!!!

enxurrada nos poros disse...

Seriam gotas salgadas, montes delas, mas não exactamente lágrimas...
:-)

teresa disse...

mas vocês andam todos a carpir mágoas de amor? querem ver que, apesar de tudo, sou a única a andar feliz que nem um passarinho?

@na disse...

passarinho
passarão
aves de rapina
e
cucus

teresa disse...

olha isso também sei, mas enquanto o cucu vai e vem eu aproveito.

relógio suíço disse...

Eu ando sempre que posso com o cucu encucustado à parede.

teresa disse...

deves ter um cucu muita feio para o esconderes assim..

Anônimo disse...

tenho a impressão que não é suposto comer o coelho às 7h da tarde mas não resisto,

teresa disse...

hum... também gosto de coelho mas é tabu cá em casa... elas acham que é bicho de estimação e não de degustação.

gaija do norte disse...

(eu vou fazer pernil fumado assado para jantar...
não me parece nada apropriado falar de comida nesta caixinha, mas provocaram-me!)

@na disse...

vocês calam-se com a comida? por aqui marchava um canja, mas não me apetece ir fazê-la

@na disse...

33

shark disse...

É o problema das canjas...

gaija do norte disse...

eu ia aí, mas está um bocadito fora de mão...

dentolas disse...

Tás a falar comigo, Gaija?
:-)))

Anônimo disse...

o coelho já marchou,
pois eu também gosto dos bichos mas ainda assim,
estou a ver um filme de criptografia e o código principal chama-se shark, camarada, entraste-me dentro dum filme pá

agora fiz pause

esqueci-me foi das tortas de azeitão, ainda não me passou carago

gaija do norte disse...

não, estava a falar com a doentinha...

(e o pernil e as batatinhas estão quase prontos...)

@na disse...

obrigada gaija!

ardiloso disse...

já cheira aqui...e mesa posta

teresa disse...

aqui foram legumes da horta estufados com uma bela peça de vaca... estava bom que se fartava..

queres uma canja,ana? eu faço..

@na disse...

ò teresinha, nem sabes o quão bem me ia saber... mas com arroz

gaija do norte disse...

tadita, ainda estás mal?

fica lá com o 44, q é já a seguir...

@na disse...

ainda tou de cama... sniffff

bigada pa kpk

doutor casa disse...

Isso foi alguma corrente de ar na zona dos ombros...

teresa disse...

Claro que é com arroz. E queres ovinhos?

ardiloso disse...

sao os pezinhos ao frio...

@na disse...

ovinhos na canja... que delícia...

@na disse...

achas que ombros assim são sensíveis a correntes de ar?

@na disse...

ardi... os meus pezinhos não estiveram ao frio

ardiloso disse...

psiuuuu... nao desmascares...

gaija do norte disse...

com ovinhos mas daqueles lá de dentro (da galinha, claro)...

@na disse...

claro gaija... hummm tão bom

teresa disse...

olha agora querias ovinhos do galo... ou se calhar do elefante que andou a papar a galinha..

ana, andas com os pés aquecidos?

@na disse...

sempre muito bem aquecidos, chefa

ardiloso disse...

são aquelas célebre pantufinhas que mamae fez..

@na disse...

nada disso, em casa ando sempre descalça

gaija do norte disse...

não, mas podiam ser do porco ou da santola!!!

@na disse...

eu aposto que foi a Santola