Amor é...

Cheguei à triste conclusão que o amor é realmente cego!
Os dois únicos homens que me disseram que eu sou, ou era, bonita, usavam óculos...

73 comentários:

teresa disse...

se disseram com os óculos postos tens mais garantias que estavam a ver melhor que muito cegueta não assumido que anda por aí.

shark disse...

Pois eu já vi com e sem óculos e a opinião não variou.
Mas claro, feio ama bonito lhe parece...
:-)

gaija do norte disse...

ó chefa, eu até fiz um exercício de memória para me tentar lembrar se estavam com os óculos ou não, mas não me lembro...

gaija do norte disse...

é mais por aí, shark :)

shark disse...

(Há situações em que ter os óculos postos é um perigo - não vá a outra pessoa ter uma câimbra nas coxas ou assim - e outros em que não os ter revela-se igualmente nefasto - como no clássico do gajo que deu com ele a lamber a alcatifa...)

teresa disse...

feio ama? vista com óculos, sem óculos ou mesmo muito ao longe, a gaija é linda ó tubarão!

gaija do norte disse...

bem, shark, também não eram assim tão ceguetas...

dentuça em riste disse...

Ah é?

gaija do norte disse...

foi... antes de chegar à alcatifa agarraram na garrafa de espumante e disseram, és tão macia!

@na disse...

pois a mim os que me disseram que era linda decepcionaram-me logo de seguida

@na disse...

11

gaija do norte disse...

mas os meus não...

@na disse...

sorte a tua

O QUATORZE disse...

Boa Tarde
Tambem a beleza não esta nos olhos está no ser.
Amizade
Luis

só por curiosidade... disse...

E os que te disseram que és gira e tens um magnífico rabo de cavalo?
:)

teresa disse...

ai disseram? (só por curiosidade...)

@na disse...

esses não me desiludiram

shark ribeiro telles disse...

Ora bem, quem saiba apreciar um bom rabo de cavalo é pessoa de confiança quase de certeza.

teresa disse...

o erro não está na desilusão. o erro só pode estar na ilusão que lhe deu origem. iludem-nos ou iludimo-nos mas enquanto dura estamos nos céus.

gaija do norte disse...

ai iludam-me, iludam-me que eu gosto...

teresa disse...

e eu... e eu...

ardiloso disse...

a magia tem destas coisas... torna belo o que é feio, mas neste caso, acho mesmo que óculos fora de prazo.

ardiloso disse...

e mais.... amor não existe...assim se entende que só pode ser cego.

teresa disse...

esta tua lógica deixou-me de rastos... ó ardiloso, não quererás reformular e voltar a dar?

ardiloso disse...

nem pensar.. não ando aqui as voltinhas, querem la ver, nem sei dançar o malhão...

gaija do norte disse...

não é nada cego! eu vejo muito bem quando estou enamorada

@na disse...

às vezes vemos até o que não queremos

Anônimo disse...

gaija eu quero é que estejas contente, que tu gostas muito de dar alegria aos outros,

volto aos meus submarinos

gaija do norte disse...

@na perece-me é que vemos o que não existe, mas essa é a melhor parte...


quem não gosta, z?

Anônimo disse...

nem tod@s gaija,

agora é que vi, o amor não existe?

Existe sim - percebo que se negue porque suscita o lado mais frágil de nós, onde derrapamos, e nos perdemos, quem sabe se de vez,

mas fora disso tudo isto é pequeno demais, defendido demais, afinal: cobarde

mas há muitas formas de amor, os gregos distinguiam entre o eros e a philia (afinidade)

-------

cabrinha: tou ko, agora que já acabei A Queda de Roma, volto aos Alves Reis, que já é para aí o terceiro livro dele que eu leio,

tem para lá um segredo que ainda ando à coca: the portuguese diamond

namoriskei com a neta dele, a R, era bonita e conhecia-a a chorar, fomos felizes uns tempinhos depois pumba

Anônimo disse...

(caraças amanhã continua a chuva, tou lixado, vá lá que ainda tenho um paper para escrever - quem estava a chorar era ela mas depois quem ficou a arder fui eu)

@na disse...

mais chuva não... por favor...

@na disse...

33

ardiloso disse...

pede aos santinhos.... temos tantos aqui, pode ser que algum faça milagre e mande chuva embora

@na disse...

não adianta ardi... santos da casa não fazem milagres e o desta muito menos... é muito calão

olha a 35

ardiloso disse...

já reparei.. atras dum Santo, vieram mais 2... será que não consegue sozinho?

@na disse...

nã... precisa de companhia para não fazer nada, senão entedia-se

Anônimo disse...

não há como vir fumar um cigarro,

infinito?

existem infinitos (tipos de) infinitos

e o tempo tem duas dimensões, a do relógio e a outra (a dos cigarros)

ardiloso disse...

ahahahahahaha.... é assim tao molengao?

@na disse...

dizem

teresa disse...

não me digas que tiveste de lhe mastigar o porco... bem me achava que comidinha para ele só na boca e mastigada..

mas querem ficar chateados? por aqui continuo sem saber o que é chuva e a esta gora ainda estou de camisa de alças.

Anônimo disse...

coisas práticas

José disse...

tum

Anônimo disse...

piu

@na disse...

44

@na disse...

aí que vou abrir a caça aos piu-pius

@na disse...

isso... deixa estar, amanhã vou aí ter contigo.

teresa disse...

até que enfim... estava farta de te perguntar no outro lado...

@na disse...

qual lado?

@na disse...

(já comprei os ovos e tudo)

Anônimo disse...

deixaste-me as kpk's trancadas, pédecruz, vais obrigar-me a uma excursão,

Anônimo disse...

o Sol espreita e vou me arrebentar por aí,

Anônimo disse...

Para Aristóteles, a
relação semiótica não está fechada na díade palavras-coisas mas, pelo contrário, faz
intervir quatro termos : as palavras escritas que são símbolos das palavras orais que
são signos imediatos das afeições da alma que, por sua vez, são as imagens das coisas.

Anônimo disse...

agora vou ver se o amor é uma afeição da alma, se calhar é mas é uma inflamação

Anônimo disse...

deu-me saudades de falar com a minha mãe, vou dar um beijo numa árvore

teresa disse...

Queres que te empreste uma árvore? E o amor tem ar de ser inflamação, pelo menos também causa "ardores intensos".

@na disse...

z não tranquei nada... papei! Estás melhor?

Anônimo disse...

olá, bom dia, estou meio em brasa, mas vou-me molhar algurez,

tem aqui muitas árvores cabrinha, hoje vou cheirar cupressus lusitanica

Anônimo disse...

correcção: braza

gaija do norte disse...

um cipreste não, z, dá antes numa tília que cheiram bem!

estão melhores, os doentinhos?

Anônimo disse...

foi um cipreste que me protegeu mesmo gaija, uma hora ou mais a fio, nisso acertei

as tílias cheiram muito bem mas é em Março/Abril

se esmagares umas folhinhas escamiformes de cipreste cheit«ram bem o ano todo

até amanhã, só amanhã é que sei se estou melhor, com a chuva passou-me a braza já não é mau

Gabsna net disse...

Eu descobri recentemente que prciso de óculos, para ver ao perto, o que pode ser bom, pois vejo tudo desfocado, muito perto, e isso é capaz de não ser mau.

teresa disse...

Han?

importa-se de repetir? disse...

Sim, han?

@na disse...

ahhh?

gaija do norte disse...

ahhhhnnnnn?

Gabsna net disse...

Era sobre o post , isso dos óculos, de as pessoas que nos amam usarem óculos... ai ai....

teresa disse...

ah.... o post.... falta o santo para nos lembrar desses pormenores... o post, pois..

Anônimo disse...

o post?

post é passado quer dizer que já foi

teresa disse...

ezacto...

Pedro de Payalvo disse...

eu custumo dizer que as mulheres boas vêem mal...

mas também digo que as mulheres merecem os homens que escolhem...

e estas duas frases podem ser verdade juntas...

gaija do norte disse...

quer isso dizer, para ser verdade, que as mulheres boas que usam óculos não merecem os homens que escolhem?

gaija do norte disse...

e já agora, bem vindo!