Shark, é isto:


Eu não te quero só porque sim, eu não te quero só porque repentinamente me apetece ter-te. Eu quando digo que quero ficar contigo é porque essa é a única forma de sermos livres. A forma de nos amarmos livremente, sem medo de nos perdermos, sem o peso das consequências. É a forma de poder partilhar o meu tempo contigo. É a maneira de te poder tocar sem que tenha de ser escondido. É poder dar-te um beijo e sentir a tua boca sem ter de olhar para o lado. É sentir-te junto de mim. É poder contar-te a minha história sem o amargo sabor dos ponteiros do relógio. É perder-me na tua história, é ter tempo para te ouvir. Sim, também é poder saltar-te para cima, comer-te como se não houvesse amanhã, porque meu querido, no dia em que tiver a certeza que há um amanhã à nossa espera, ao contrário do que seria de supôr, vou-te comer ainda mais e melhor. Não que não me empenhe agora o suficiente, mas porque estaríamos libertos destas amarras que dão à nossa relação o sabor agri-doce e, eu sempre preferi o doce. E sim, meu amor também sonho em comer-te todas as manhãs, sonho adormecer exausta depois de te ter deixado comer-me. E não, estas vontades não arrefecem, tu descobriste-me, conheces-me como nenhum homem me conheceu, sabes como me levar, desvendaste a formula secreta de me manter a arder de desejo. Sabes como ninguém fazer-me o clique. E sim, o meu desejo é igual ao teu. Quando te vejo apetece-me livrar-me da roupa que me tapa, despir-te com um passe de mágica e sentir-te entrar dentro de mim. E, é por estas pequenas coisas que acho que somos peças do mesmo molde. Por isso não desisto, por isso me mantenho de pé, embora as pernas já tenham vacilado. Mas enquanto o resto do corpo gritar por ti, estarei aqui a rasgar-me de desejo por ti.

33 comentários:

teresa disse...

rendo-me à evidência...

@na disse...

qual? do post ou da foto?

teresa disse...

do post...

shark disse...

Agora imagina eu, que já tou aqui há meia hora a engolir em seco...

depto recursos humanos disse...

Não precisas de agradecer, chefa.

@na disse...

e consegues shark, no meio de tanta água

teresa disse...

agora é baboseira pura - fico tão contente com a minha pontaria... esta gaija é das boas mesmo.

@na disse...

obrigada cabra-mãe
(até fiquei comovida)

shark disse...

A tua pontaria, chefa?
Ok...

@na disse...

e então shark? já paraste de engolir em seco?

@na disse...

11

shark disse...

E de repente fiquei com a boca seca.
Espectáculo de texto, amiga. Não posso dizer que estou surpreendido mas posso dizer que estou encantado.

teresa disse...

shark - cabrão!

shark disse...

Ai sim? Atão porquê (para além da inerência de funções)?

teresa disse...

porque cabrão é o nome mais terno que consigo chamar a um gajo na vertical. depois disso só cabrãozinho.
(e para além disso aqui a olheira fui eu...aprendi contigo, mas promtos...)

gaija do norte disse...

ai @na, tu nas devias ter postado isto hoje. se tu não o tivesses feito, e soubesse eu escrever como tu, tinha sido eu quem o teria feito... está fantástico!

shark disse...

Pronto, no que respeita a este assunto ficamos conversados.
Até posso ser simpático ao ponto de elogiar a rapidez da tua aprendizagem.

teresa disse...

shark - cabraozinho.

teresa disse...

gaija, a gaija é do caraças, não é? Porra, que é palavra que nem gosto!

gaija do norte disse...

é chefa! porra! com as letras todas!

@na disse...

(tou a babar)

@na disse...

22

@na disse...

mas continuem, o meu ego está a gostar de vos ouvir

teresa disse...

mas ó gaija, afagos ao ego é assim - hoje afagamos nós, amanhã afagas tu, que isto é como o outro anónimo diz - somos uns para os outros...
(menos para os nhécas...)

@na disse...

;)

gaija do norte disse...

@na, gaija cabra, já te disse que este texto está mesmo muito bom? é que está!

teresa disse...

olha não a gabes mais que isto agora com a história dos caracóis já é só baba no blog...

(e até eu me continuo a babar, que as nossas visitas aumentam todos os dias... eu percebo, com tanta gaija boa por aqui as colunas não param de crescer...)

@na disse...

gaba, gaba, que eu gosto

teresa disse...

quem não gosta? Vá, queres mais? Faz outro...rs

@ disse...

até fazia, tivesse eu inspiração para tal. Isto está mau para os meus lados

Villa-Diogo disse...

Parabéns pelo texto. E pela foto também. É tudo teu? ;)

@na disse...

só mesmo o texto, obrigada! :)

@na disse...

33