Dos cães não reza a história - A menina, a cadela e a bebé.

Uma jovem argentina de 14 anos abandonou a filha num descampado depois de ter dado à luz, mas uma cadela encontrou a bebé e levou-a, juntamente com os seus cachorros, salvando-a.

A bebé foi descoberta na terça-feira pelo dono da "China", a cadela que abrigou a recém-nascida, que estava nua, com os seus cachorros numa habitação de Abasto, a 50 quilómetros de Buenos Aires, segundo fontes policiais.

O proprietário do animal avisou imediatamente a polícia, que levou a bebé para um hospital próximo, onde foram curadas algumas feridas, tendo sido comprovado que tinha nascido umas horas antes, ao fim de 39 semanas de gestação.

A menina pesa quatro quilos e está bem de saúde, de acordo com os médicos.

A recém-nascida vai ser transferida para o mesmo hospital onde se encontra a mãe, na cidade de La Plata, para uma observação mais cuidada.

5 comentários:

Anônimo disse...

eu dediquei um paper científico a uma cadela

chamava-se aloé vera

era muito 'feia', mistura de bulldog com leão da rodésia, e amava o Filipe, que era um rapagão lindo claro

o Filipe perdeu-se de amores por um gatinho abandonado que lhe veio roçar nas pernas peludas, o jeremias

a Aloé cheirou aquilo tudo e fez leite, mesmo nunca tendo tido filhotes, e criou o jeremias e ensinou-o a caçar

o jeremias ficou o gato mais fodilhão do bairo todo, era só filhotes, depois morreu daquela sida doz gatos

teresa disse...

As fêmeas são assim... quando gostam nada as pára.

Anônimo disse...

sim, vocês, as fêmeas, são a expressão do ponto fixo do amor. Por isso têm capacidade de gestação e vovem mais do que nós. Nós, os machoz, somos o ponto variável,

Anônimo disse...

vovem :)))-> vivem

teresa disse...

Tinha percebido...
Ponto variável de quê?
Com a capacidade de gestação também não podemos contar, olha o outro que foi mãe..