Boas e Santas Páscoas

Todos os anos, por esta época, fico a maturar no assunto. Não é que interesse muito, trata-se apenas de a Ressurreição poder não ter acontecido e, assim, toda a história cairia por terra. Porque, meus caros, naquele tempo era muito raro ser-se sepultado, quase não há registo de sepultados. Eram queimados, lançados às feras ou crucificados e comidos pelos pássaros. Depois, os restos eram lançados em vala comum e era o fim da história. Porque é que Ele havia de ser sepultado?

Depois há o assunto do tempo. Reparem, não se morria por se ser crucificado. Morria-se asfixiado, quando a cabeça não se suportava mais e caía, bloquando a traqueia. Demorava dias e às vezes os carrascos apressavam o momento, partiam os joelhos aos crucificados e, assim, já não conseguiam suportar o peso do corpo e o processo da asfixia acontecia mais depressa. Penso que é Mateus quem refere que lhe partiram os joelhos, afinal era sexta feira, dia de descanso e todos queriam ir para casa depressa. Mas Ele já estava morto, precisou apenas de poucas horas para expirar. Era assim que estava escrito, afinal...

Às vezes penso nisto. Mas eu não sou muito bom a pensar, canso-me num instante...

9 comentários:

CybeRider disse...

Também encaro a Páscoa como (mais)uma tradição da sociedade contemporânea, do que a celebração de (mais) um dogma . E acabo de aprender mais detalhes que nem sabia justificarem a minha posição relativamente a este assunto. Surpresa mesmo foi mesmo a revelação de que os romanos já tinham passado da Semana Inglesa à Americana. :)

Boa Páscoa, caro Visconde. E se de facto ele ressuscitou, há-de perdoar-nos, se os nossos pecadilhos forem apenas as nossas dúvidas.

tereza disse...

Eu hoje aprendi que a sexta feira santa é o único dia em que não há missas nem se comunga.
Claro, faz sentido.
Não gosto de regras, mas preciso de alguns rituais. São eles que seguram o resto da minha vida.

Visconde de Vila do Conde disse...

Cyber, meu caro, Ele estará lá em cima, a rebolar-se de riso com as nossas dúvidas, um ou dois dos Seus amigos a Seu lado, acenando com a cabeça em sinal de agrado com as nossas dúvidas. Uma boa Páscoa também para si, meu caro.

Visconde de Vila do Conde disse...

Tereza, é um dia de reflexão, de transição, uma espécie de suspensão do tempo para o novo tempo que é amanhã.

Faz sentido, sim. Mas há tantas outras coisas que não fazem sentido...

Anônimo disse...

quanto mais não seja Ele ficou ressuscitado em nós, ou não andaríamos aqui no paleio. Também gosto da idéia de Ele a rir lá em cima e etc., e com os nossos pecadilhos, pois. Aposto que ele gostava muito de rir e tinha um gargalhada largada.

Boa Páscoa para usteds,

(cuidado com o toutiço do léu, que eu já fiz asneira)

tereza disse...

Z gosto de te ver bem disposto logo pela manhã.
Eu acordei agora. Vou buscar peixe para caldeirada. Queres?

Anônimo disse...

assunto tratado noutro post

shark disse...

Nunca tinha visto a coisa sob esta perspectiva tão... realista.

Mente Quase Perigosa disse...

Foi por causa de questões como estas, que passei metade do tempo da catequese de castigo (Ide para ali pensar no que estás a dizer, ide!). Por isso e por anotar as dúvidas nas margens da biblia...

Boa Páscoa, Caro Visconde.