São duas

Estão sentadas ao sol, num alpendre no meio do Algarve. Têm à frente de cada uma o respectivo portátil, duas minis, vários telemóveis, canetas, papeis soltos, um espelho e dois bzzz!
O que deu na cabeça destas gaijas?

19 comentários:

tereza disse...

Não foi na cabeça, foi nas pernas!

gaija do norte disse...

nas pernas???

tereza disse...

estás a disfarçar, gaija? é para os senhores não toparem?

gaija do norte disse...

não, absolutamente! estive em reunião, mais nada.

tereza disse...

Deves ter estado na mesma que eu...

shark disse...

Cabras...

ecila disse...

Pois eu estive em frente a um portátil, rodeada de papelada a ver a chuva e o céu cinzento da Alemanha (nota: ainda tenho que usar cachecol!). Só nao entendo a funcionalidade do espelho ;-)

gaija do norte disse...

meu menino, todos os dias! e noites...

gaija do norte disse...

(ecila, a chefa responde-te. não sou desse departamento.)

tereza disse...

ecila, nem sempre a vista alcança tudo sem os devidos apetrechos...

Cabras mas (agora ainda mais) lindas, Tubarãozinho...

shark disse...

Ainda mais?
Ó Bálhamedeus...

ecila disse...

Tereza, o espelho era para alcancar a vista a quê? à paisagem? Viam-se ao espelho enquanto "trabalhavam" ao sol? Weird...!

tereza disse...

era mais ou menos isso, ecila. A gaija não me deixa contar mais pormenores...

lindas de morrer, como o outro, tubarão.

sem-se-ver disse...

tou com fome. vou jantar.

Anônimo disse...

bem, acho que isto aqui não é trabalho, se não...

Mente Quase Perigosa disse...

Trabalha-se muito no Algarve, pá...

Tou cansada só de ler a descrição...

tereza disse...

Ai Peixa, nem queiras saber. Tem sido uma trabalhêra...

Mente Quase Perigosa disse...

À conta disso, vou ali abrir o pão doce que tinha feito para o puto levar amanhã para a escola e que acabou de sair.

Depois de tanto trabalho nesta terra, o cheiro está a dar cabo de mim.

E depois tenho que pôr outro a fazer...

Trabalhos, trabalhos, trabalhos...

tereza disse...

Tens de me dar essa receita.... Mas antes tenho de roubar as pás certas para a minha máquina do pão.