Na esquina da biblioteca

Esbarro contigo a toda hora e assim será pela vida fora enquanto não fizer as pazes com o meu inimigo interior.
Procuro-te à saída desse espaço onde observas a vida nas palavras dos que as souberam usar. Encontro-te igualmente à entrada, observo-te enquanto sobes a escada e suspiro a falta daquilo que jamais reclamei.

Nunca saberás o quanto te amei mesmo que, algures nos livros que devoras, um autor daqueles que adoras tiver feito a mais rigorosa descrição do que se passou no meu coração no dia em que te provaste analfabeta na leitura do mais explícito olhar que te dediquei.

38 comentários:

gaija do norte disse...

para ler um livro ou ver um filme vamos sempre a tempo.

shark disse...

Vamos sempre a tempo para tudo o que quisermos, desde que não demoremos tempo demais.
Olá, Gaija! Vejo que desta vez não te faltaram as palavras, estás mesmo a ganhar calo a ler-me...
:)

(Tá tudo a correr bem?)

gaija do norte disse...

o tempo do outro não não é teu. o que se tounou um excesso para ti pode ter sido curto para o outro.

shark disse...

Tens toda a razão, o tempo não é sentido da mesma forma por cada um de nós.
Mas de pouco importam os contornos dessa percepção se às tantas o tempo se esgota para qualquer uma das partes interessadas...
E o já é sempre uma realidade mais palpável e concreta do que um ambíguo amanhã ou depois.
Mas claro que isto já é a interpretação subjectiva de um existencialista de pacotilha.
:)

shark disse...

Mas tá tudo a correr bem ou não, minha jóia? Sem pormenores, claro...

Rachel disse...

Ai, foooogo!

Analfabeta e ceguinha.

Rachel disse...

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem”
Já dizia alguém, que eu não sei quem foi…
(desculpando a piroseira de fazer uma citação, que ainda por cima não contem o nome do citado…)

Rachel disse...

(Sôr Shark, já retirei as letrinhas.)
Se um spam furioso me rebentar com aquela porcaria, dou cabo de si.

shark disse...

:)
Fico feliz em sabê-lo.
(Sempre morro por uma boa causa...)

teresa disse...

Nós nunca tivemos spam... onde se compra isso??

Shark. olha lá que também sou a modos que analfabeta - como são esses olhares explícitos? É que posso estar a perder qualquer coisinha...

shark disse...

Tens que estar com atenção, pá, como se estivesses à procura de armadilhas num contrato qualquer...
:-)

(Espelhos da alma, chefa, espelhos da alma...)

Emiele disse...

Mas neste blog quando tu escreves os outros, calam-se todos?! Pelo meu contador há 16 horas que este post entrou e ficou tudo posto em sossego como a linda Inês...
(estranho porque aqui fala-se pelos cotovelos!!!)

De resto, é cá um texto Tubarão! Nem lhe chamaria post. É um texto e poético, ainda mais!

Rachel disse...

Realmente...

Calou-se tudo, shôr tubarão!
É a reverência!!! (sem desprimor para todos os outros posts, claro está)

Falou-se em amoooorrrrr e vejam no que deu.
Tudo caladinho...

shark disse...

É coincidência, espero. De resto, postei porque no domingo foi dia santo e ninguém publicou nada.
Esta casa é assim, imprevisível...

shark disse...

Ò Rachel, tu não belisques os pergaminhos amorosos do Cabra. Tem sido prái love que até chateia, sobretudo nas caixas de comentários...
:-)

teresa disse...

Ai é de faca na liga? É que com armadilhas é assim...

não quero um espelho de alma. quero uma alma diferente da minha, toda diferente, que já não tenho pachorra para aturar uma quanto mais duas...

teresa disse...

Pois, agora para o resto, o Shark inspirou-nos para outras coisas... eu, pelo menos, passei estes dias à procura de algum olhar mais incisivo... é que podia estar a perder alguma coisa...

O Santo disse...

eu dos filmes que nao vi.... sabem q o cinebolso e meu cliente??

gaija do norte disse...

ninguém se calou... eu costumo ficar mais caladita quando mandas umas postas assim, mas hoje até fui a primeira :) de resto, estão todos murchos com saudades minhas :))

por cá a vida corre como estava previsto e, com grande tristeza, posso contar os pormenores todos...

teresa disse...

ahahahahahahah....

O Santo disse...

subentende-se dai que das outras vezes nao podes??? grand amiga sim sra...

teresa disse...

Amiga sim, que amiga poupa nos pormenores

shark disse...

Eu murcho nunca fico, embora me admita tristonho. Às vezes.
E com saudades, claro!
:)

gaija do norte disse...

carregadinha de saudades estou eu, que acabo um jantar a correr para vir para aqui, na esperança (FRUSTRADA!) de encontrar cá alguém...

shark disse...

Estive aqui à tua espera até depois da uma da manhã...

Anônimo disse...

vocês vejam lá se dormem bem pás, que eu não quero ficar preocupado, e usam o sms também. Isto agora é frio e tem que se comer e dormir bem!

só espero que ganhe o Obama, o gajo é bonito e andamos distraídos

meus irmãos negros, que contente que fico de vos ver chegar ao topo das potências (bons paus é o que dá :)

venha música!

shark disse...

Já tou com ele na mão (o instrumento. Musical, of course...)

shark disse...

Já tou com ele na mão (o instrumento. Musical, of course...)

shark disse...

(Tenho dois, segundo consta...)

shark disse...

(Sou uma espécie de esqualo-orquestra, one fish show e assim...)

shark disse...

(Sou uma espécie de esqualo-orquestra, one fish show e assim...)

shark disse...

Ai a porra! Atão mas agora sai sempre a dobrar?
Vou entender isto como um sinal divino. A partir de hoje dou sempre duas.
Ou dou sempre a duas? (Música, claro.)

shark disse...

(Já vos contei que aqui no Cabra somos pagos ao comentário? E eu estou a ver se poupo para as férias e assim...)

teresa disse...

Ai somos? Boa! Vou receber onde?

shark disse...

Ò chefa, é onde eu estiver...
Onde é que tá a dúvida?
:)

Anônimo disse...

tubazão, até fiquei coradinho!

hoje quero música pelo mundo todo

mas tenho de ir às voltas,

ardiloso disse...

espero que a música também chegue a mim, bem preciso :)

Anônimo disse...

também eu, espero que chegue a muitos, tena ali algures o manu chao para animar :)