Vamos a isto dos "Apalpanços on-line"!

Estive a ler outra vez o desafio que a Chefa nos fez no dia 20, no post "Apalpanços on-line" (que só pegou nos comentários mas com timidez) e estou nessa.
Isto também para quebrar o ritmo que temos imprimido ao Cabra, depois da frase "fatal" de Z que mexeu com todos.
Pois bem, posto isto começo da forma mais fácil que é deixar aqui algumas das coisas que mais odeio (sim, porque não é nada difícil fazer igual elenco das que mais gosto mas admito essas - pelo menos algumas - são mais difíceis de confessar).
Então, levantando um pouco o véu, das coisas que mais odeio (é difícil parar quando se começa): - Marquises (apêndice de todo o bom prédio português que se preze que derrotou a varanda, essa sim característica da arquitectura urbana dos países mediterrâneos); Naperons (peça decorativa do psiché, também odeio psichés, embora goste da palavra);O apito do carro da Family Frost no fim das tardes de domingo; O modo "funcionário" de viver (como dizia o Alexandre O´Neill); Termos politicamente correctos (tipo: chamar invisual a um cego ou pessoa de etnia cigana a ciganos, entre muitos); Condutores de domingo; Carros vestidos com capas cinzentas e cartões nos pneus que geralmente se perpetuam nos melhores lugares da rua; Pessoas pouco limpas (a este propósito vejam a Revista Pública, de domingo 23, sobre hábitos de limpeza dos portugueses. Não resisto, 5% de portugueses nunca lavam os dentes seja em que circunstância for); Cócós de cão nos passeios; Homens com calças de ganga coçadas no sitio em que estão todos a pensar (vá lá reconheço que já se vêem poucas, não porque se tenha perdido o hábito, mas efeito do aumento de consumo do bem); Falta de civismo; Mentiras; Falta de sentido de humor; Pessimismo; O escarro e a palavra escarro; Poesia de intervenção; A hipocrisia; A tirania do relógio; A Canalhice; Pessoas que nos falam sem nos olhar nos olhos; Acreditar-se que a responsabilidade social acaba no Estado; Bufos; Gente acrítica (habitualmente estes 2 últimos tendem a reunir-se na mesma pessoa); A giria desportiva metida a torto e a direito e de forma extemporanea e que invade as conversas mais distante do assunto; Odeio siglas, venho-me à nora para desdobrar as mais simples.
Vou parar para já! UFF que isto cansa!

35 comentários:

teresa disse...

que quere dizer UFF?

(e já gostas de ver o dedo mindinho do pé a sair da tira da sandália?)

tab@sco disse...

É verdade, só tu para me lembrares dessa omissão imperdoável . Ódeio sandálias e o dedito a espreitar. E pior que tudo é quando esse fatal dedinho, de todos o mais feio, que habitualmente, sobretudo na bela xindeléca, tem um calo, fica entaladinho com a corcova fora da tira.

tab@sco disse...

Olha Chefa, sabes que mais ? Esta gente não se chega. Acabei de ouvir a entrevista do Vitor Constâncio à Judite de Sousa (olha boa outra coisa que odeio, esta mulher Judite de Sousa) e sabes o que é que esta palerma perguntou ao VC sobre as declarações do Marta sobre o Dias Loureiro? Sabes? Óvistes? Perguntou-lhe assim sem mais nem menos: "Mas o Sr. atravessa-se pelo Dr. Marta?" Atravessa-se? Mas qué isto? Em directo na TV, atravessa-se? Só tenho pena daquele marido. Por isso se entretém tanto na Câmara? Consegues imaginar o que será acordar todas as manhãs ao lado da Judite de Sousa? Nem eu.

tab@sco disse...

Prá'qui uma gaja a lançar provocações, a expor-se...odeio isto e mais aquilo e...nada

shark disse...

Diz lá, ò piripiri, em que posso ser útil nesta caixinha?
(Mas não deixes as mãozinhas fora de borda que tu nunca os viste mas fincam...).
:-)

tab@sco disse...

Então é simples...nem pareces ter os dentes afiadinhos. Das 2 uma ou ambas. Ou respondes ao desafio da Chefa e toca de dizer isto e aquilo sobre o que gostas ou odeias... ou toca de afiar o dente (uppps, perdão, ainda mais) e toca de desfazer e estraçalhar os meus ódios ou converteres-te a alguns. Pode ser que tenhamos algumas afinidades electivas, como dizia o outro. Who knows?

gaija do norte disse...

espera um bocadinho, sim? estou para aqui a tentar juntar os meus ódios...

shark disse...

E eu também vou ver o que se pode arranjar, ò especiaria.

teresa disse...

ó tabasca, a Judite é um dos meus ódiozinhos de estimação. Ouvi o atravessanço, mas com aquela carinha de esgromitado querias que saisse o quê?

teresa disse...

ó especiaria????????
ó piripiri?????????
masquestamerda? andas a atirar-te a outra gaija???? atão e eu??? olha-me o tubarão que está aqui está sem dentes para afiar...

gaija do norte disse...

óóóóóo cheeeeefaaaa, ele está é a afiar os dentinhos à carne fresca!!!
(piripiriiiii ohhhhh.... não deixes os dedinhos de fora... piripiriiiiii...)

shark disse...

Vocês sabem que eu trato as Cabras todas com o mesmo cuidado e atenção, como valiosas que são.
Nada de más interpretações quanto às boas (comó milho) intenções do tiburón.

teresa disse...

Tu tens intenções? E são das boas?

gaija do norte disse...

mantém as intenções baixas! diz quem as tem altas que dão muitas cefaleias...

teresa disse...

quem é a cefaleia?

gaija do norte disse...

(é a do Latim cephalea e do Grego kephalaía! uma vadia...)

teresa disse...

é o que dá as misturas...

shark disse...

Por acaso estou acompanhado por uma dessas filhas da mãe.

teresa disse...

foi alguma coisa que comeste?

shark disse...

Sei lá do que foi, mas não me larga há horas.
Se se chamasse cefaleio já tinha bazado, mas assim...

O Santo disse...

assim comer gregas tb nao me ocorre... as cefaleias claro

sobre o post tenho mto a dizer.
acho que algumas bolas foram a trave e que o post parece uma coisa entre a PT e os CTT dizendo mal tb da TV e das TIs.
e se um gajo tem que coçar faz o q? tira as calças??
e nao venham com pessimismos mas nao dou mto plo tema....

gaija do norte disse...

(pronto, lá vem ele... desde que apareceu praticamente nu ninguém o segura!)

O Santo disse...

confessa q a imagem nao te sai da cabeça
(e ai de ti se vens com alguma menção mm que discreta a pesadelos e visoes horriveis e algo do genero... heyn?)

gaija do norte disse...

não sai mesmo...
é só fechar os olhinhos que começo logo a imaginar de onde terá surgido aquele caranguejo verde que teimava não largar os teus gluteos... que bisão.........)

(ah, só para terminar,
bálhamedeus!!!)

O Santo disse...

eu com caranguejo onde? ai q isso foi mm uma visão.... ó balhatedeus

teresa disse...

A mim pareceu mais um a santola, mas se tu dizes que era um caranguejo eu acredito, gaija...

gaija do norte disse...

confesso que fiquei tão ofuscada que nem reparei bem no espécime...

teresa disse...

Eu reparei foi no espécime, pareceu-me comestível...

gaija do norte disse...

as gotas??? tenho que te lembrar todos os dias?

teresa disse...

gotas para abrir o apetite? Ora deixa cá ver se preciso disso...

tab@sco disse...

Shark: Chama-me Piririzinho, anda lá!!!!

gaija do norte disse...

e o santo que te chamou picantolas? olha que ele amua...

(amuar, amuam os dois, mas passa-lhes!)

teresa disse...

(até estou comovida com estes mimos... piripirizinha.... é lindo, é muito lindo...)

shark disse...

Não posso chamar-te tal coisa, pois essas expressões maricas podem beliscar a minha virilidade verbal.
E eu sou muito cioso do bom desempenho da mina língua...

shark disse...

Na minha língua, queria eu dizer.
A portuguesa, claro.