Choldra com eles, que só este ano já morreram 40 mulheres.

O Governo aprovou esta quinta-feira uma proposta para reforçar o combate à violência doméstica. A partir de hoje o agressor poderá ser detido mesmo não sendo apanhado em flagrante delito.

Outra novidade é o facto de os arguidos serem controlados à distância através da utilização de meios electrónicos.

22 comentários:

Vasco disse...

Evitem a violência doméstica: dêem-lhes porrada na rua....

gaija do norte disse...

olá vasco!

teresa disse...

Gaija, não me parece que ele consiga voltar a encontrar a caixa de comentários... anda a tentar há meses e esta deve ter sido por acaso.

(olá gaijo!)

gaija do norte disse...

chefa, só fiz o que me competia, com prazer! se o prezado leitor não voltar, pior para ele! não imagina o que perde...

teresa disse...

Isto é leitor pouco empenhado e com muita revista na mesa de cabeceira...

Rachel disse...

expressão muito ouvida no meu gábinetchi:

"Ele até é meu amigo, nunca me bateu..."

Chama-lhe nomes à força toda, berra-lhe, não lhe dá um tusto, mas é amigo, nunca lhe bateu...

enquanto houver destas...

teresa disse...

Ouvi isso tanta vez.... E também há a versão do ele até me bate mas não é por mal e não me falta com nada em casa e é muito amigo dos filhos...

Rachel disse...

Pois, SIM! Já para não falar nessa, que me deixa com os figados todos revirados...

teresa disse...

mas hoje li uma notícia lixada, olha-me isto.

Uma em cada quatro relações de namoro na adolescência é marcada por episódios de violência, revela um estudo da Universidade do Minho. À Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) chegaram este ano denúncias de meninas de 11 anos.

«Insultos, estaladas, gritos, atirar e partir objectos, impedir ou controlar contactos com outros» são os actos mais relatados na tese de doutoramento sobre violência no namoro da psicóloga Sónia Caridade.

Rachel disse...

Sim, li isso também, já não sei onde.

Repara que eles são mesmo muito novos e ainda que não haja violência fisica, a psicológica é absolutamente doentia, controlam telemoveis, roupa que usam, contactos, grupos...
Isto é absolutamente pertinente, é exactamente o que se passa na idade adulta, estes imberbes, deviam estar a formar as personalidades, mas o que me parece é que cada vez mais cedo se vê claramente um desvio das mesmas...

Gabs disse...

Olha, pois é...até fui ver e tem blog e tudo!
Isto promete.

teresa disse...

Devem ser as promessas do costume..

Gabs disse...

Crise da meia idade, só pode...

teresa disse...

Crise de quê? O gajo é mais novo que nós...

gaija do norte disse...

òfachavor, queixa-te das tuas maleitas mas não generalizes...

Gabs disse...

De mim só uns dias, mas parece mais velho.

teresa disse...

Parece mais velho que tu? Estaremos a falar da mesma pessoa?!!! O gajo parece um puto...

Gabs disse...

Viste de costas e ao longe....
fica sempre melhor.

Gabs disse...

visto*

teresa disse...

de frente e ao perto também não fica nada mal...

Gabs disse...

Referia-me à foto...

Anônimo disse...

Yes exactly, in some moments I can say that I approve of with you, but you may be inasmuch as other options.
to the article there is quiet a question as you did in the fall publication of this solicitation www.google.com/ie?as_q=winsql pro 6.0.71.582 ?
I noticed the axiom you have not used. Or you functioning the pitch-dark methods of development of the resource. I take a week and do necheg