Urgência de Hospital (outra parte)

É nestas alturas que confirmo que não fazemos parte do pelotão da frente. Quanto muito seremos a cauda. Parece impossível, mas é mesmo assim, é de cauda que se trata, que à minha volta só vejo caras de cu. Bem que assesto os olhinhos em todas as cortinas que se abrem só que sai sempre mais um cara de cu. George Clooney, que é bom e eu gosto, nadinha. Nem cheiro. Mas vou pedir o livro cor de rosa, ai isso vou, que se andamos a pagar um dinheirão todos os meses já era mais do que tempo de termos um Clooney em cada urgência.

12 comentários:

gaija do norte disse...

há anos que digo a mesma coisa, exactamente a mesma coisa, e niguém acredita em mim!

(clooneys também não é preciso. enjoei...)

Anônimo disse...

do clooney não se enjoa pá!, então andava eu enjoado dele e vocês desenjoaram-me que até fiquei desenjoado para sempre, portanto agora não quero cá mudanças

patinhas bonitas, etc.

teresa disse...

e como nunca são como na fotografia acho que não correria grandes riscos de ficar nauseada...

Rachel disse...

Lá está! Outro mito urbano...

Tal como não há gajos cocacolalite nos andaimes, também não há gorgescolnis de bata, nas urgências desta paísa!

teresa disse...

Rachel haverá algum gabinete europeu onde se possa reclamar?

gaija do norte disse...

se não há, inventamos nós!
eu já tenho um montão de reclamações a apresentar.

(tu agora compreendes-me, chefa)

teresa disse...

nestas coisas clonianas (ou serão clintonianas e estou a baralhar os posts?) sempre te compreendi...

O Santo disse...

plo menos as enfermeiras inda usam batas curtas e.... fixe

Rachel disse...

Santo:
Não tens ido aos hospitais deste país...

Lá está, outro mito, as batas NUNCA são tão curtas, nem as enfermeiras são tão boas...

teresa disse...

os enfermeiros não são de certeza.

O Santo disse...

ah.... entao nao era um hospital?? eu bem me parecia...

teresa disse...

Andas a ver ao longe é santo?