Vamos lá pôr granel nisto.

A primeira vez é com o que se sabe ou o que nos dizem. Escreve-se o número e acrescenta-se-lhe um nome. Pode ser Pinto Castanheira, Alda do Talho, Notário de Ourique ou Loja para alugar. A seguir grava-se e já está, temos mais um contacto na nossa lista telefónica.
Se forem como eu também podem improvisar, e até adjectivar, e lá aparece a Ursa, o Sacana ou mesmo o Gaijo. Depois, com tempo, raivas ou amores, vamos reciclando. A Loja desaparece que já foi alugada, a Alda do Talho passa a Marido da Alda do Talho, porque afinal o número é o dele e o tipo até corta melhor os bifes e anota as encomendas, e o Pinto Castanheira pode ficar assim até nos tornarmos a lembrar quem é e por que raio temos aquele número. A Ursa e o Sacana normalmente chegam para ficar e o Gaijo tem muito que se lhe diga. Este é dos tais que nunca muda o nome, vai só mudando o número. Uma questão de updates, se me estão a perceber.
E gaija é assim. Tem destas coisas e não muda. Ou, pelo menos, eu não mudo, porque nem consigo perceber como se pode não dar relevância à forma como chamamos a quem nos liga. Ou não nos liga nenhuma.
É fatal como o destino que há nomes que na minha lista de contactos vão sendo alterados conforme sopram os ventos. De "amigo da Luisa" pode passar a, como é que ele se chamava Luisa? aquele que eu pois e coisa e tal e tu ficaste danada?, bem , de "amigo da Luisa" pode passar a Manel Faria, depois a Manel e um dia, talvez, quem sabe, pudesse ter ascendido à superior categoria de Gaijo, implicando uma ligeira remodelação no Gaijo pré existente que, com sorte passaria a Xico Marques ou, apanhando-me de esguelha, a Sacana12.
Mas isto, pelos vistos, é coisa de gaija, porque eles não ligam nenhuma, ou dizem que não ligam, ou fazem-se distraídos.
Gajo até já pode ter dez netos e três filhos da Lurditas, que ainda tem Lurdes Correia Cunhada da Alberta Mamalhuda escrito no telemovel. Ou então tem Kiduxa, Amorzinho, Gato Fôfo, com fotografia acoplada e música do mais only you que imaginar se possa, mas isso foi porque a gaja, sem "i" e com letra pequena, lhe apanhou o telefone e depois da triagem diária dos sms recebidos e enviados, chamadas atendidas, números marcados e horas de conversa, e voltando a não apanhar nada que o tipo é fino e sabe o que tem em casa, procedendo também ele a uma diária limpeza antes de sair do escritório, lhe muda o nome, derretida de amores e porque o seu Canuco vai ficar encantado que ela conhece-o bem.
E agora, que as posições estão esclarecidas, acho que qualquer Gaija gaija e cabra ainda por cima perceberá perfeitamente a ligeira irritação que tive há uns dias quando percebi que, num certo telefone para onde ligo uma vez ou duas por dia e já mandei umas centenas largas de sms, mas só por razões de saúde, claro, o meu nome, meses e meses depois, e estes meses têm dias e os dias têm noites e mais alguns dias entre as noites também, ainda aparecia tal qual fora escrito a primeira vez - TeXxx.
Os xizezinhos, estas pequenas incógnitas para o público em geral, é que davam a graça toda ao nome, diferenciavam-no dos outros, eram assim uma espécie de apelido. Estas letrinhas podiam ser muitas, mas muitas, há tantas por onde escolher, um alfabeto inteiro à disposição, mas eram, tão só, as três primeiras letras do nome da amiga boazona que nos apresentou antes dos tais meses e dias e noites terem passado, e bem.
É que é caso para dizer, sem qualquer dúvida e a Gaija do Norte apoiar-me-á de certezinha - masquéstamerda?
Pronto, fiz uma ligeira cena, pequenita, porque ele nem estava por perto, as negociações foram feitas pelo tal telefone onde a ignomínia aparecia, guardando eu qualquer atitude mais digna e uma tomada de posição mais firme para quando o apanhar à mão de semear, e parece, parece!..., que o meu nome já foi alterado. Acho que ele pode até não ter percebido a profundidade das minhas razões mas o instinto de sobrevivência está nos genes de todos, principalmente nos dos nossos gaijos, e ele lá terá considerado o fundamental da questão.
É que digam-me lá, gaijas, há pachorra para isto? As mãezinhas não lhes ensinam estas coisas? Teremos sempre de ser nós a fazer tudo? Os gajos não conseguem entender que isto não é um pormenor de gaija que não tem interesse nenhum, mas que isto é um daqueles pormenores a que nós damos toda a importância porque se eles pensam que é o tamanho da pila que conta mais para a avaliação geral estão completamente enganados?

59 comentários:

Clara disse...

Confesso, não percebi. Eu nunca mudo os nomes tb.

teresa disse...

Não?? Nem deixas, pelo menos, cair o apelido porque fica mais familiar? Eu mudo, pelo menos os que contam e me interessam particularmente.

Anônimo disse...

tão engraçado, as diferenças entre gajos e gaijas. Acho delicioso.

Tu não vês que isso para nós não tem a carga que tem para vocês? Eu hoje estou apaixonado por um gajo de que não sei o nome ponto final (amanhã se calhar já passou mas hoje morria de boa vontade se fosse preciso) no entanto além do corpo, e mais que tudo, só me apaixonei por causa da voz. O som da voz.

Não me interessa nada o nome comparado com a voz. Ou seja, se houver nome, um dia, terá sido por um certo conjunto de coisas e a voz.

O que me interessa um nick, um nome, aqui? Eu sou eu, quem não gostar até agradeço, menos atenção tenho que dar.

gaija do norte disse...

e tens TODA a razão! eu só teria escrito o masquéstamerda duas vezes tal é a seriedade do assunto. se eles não ligam, ligamos nós, e eles só têm que estar atentos aos pormenores que nos encantam. é como dizes: se se fala do tamanho da papelada até se engasgam, mas áquilo que damos realmente importância (sim, o resto também é importante, já o disse) passa-lhes ao largo... francamente, chefa, eu já o tinha despachado!

gaija do norte disse...

querido z! tu és como eu :) sabes, não sou capaz de ir com um homem a lado nenhum sem lhe ouvir a voz primeiro. pela voz sabe-se tanta, tanta coisa tão importante...

Anônimo disse...

porque pensas que eu amo ainda hoje o cazuza, meu menino lindo?

tem um lado perigoso, mas que se lixe: disseram-me uma vez que Narciso se tinha apixonado pela sua própria voz, a imagem era metáfora da voz

ora é na minha voz que me aconchego, à falta de melhor,

mas também todos esses youtubes que pus aí pus porque gosto das vozes

tenho que ir xonar um pouco, é a única maneira de ficar perto do puto lindo, já com cazuza de mistura

beijos para ti gaija, aposto que tens bonitas mamocas, és meiguinha :)

teresa disse...

Também já fiz muita asneira na minha vida por causa de ir atrás desta ou daquela voz. Sim, esse é um tais tais pormenores pormaiores. Mas sabem qual é dos primeiros sitios que tento pôr o olho num homem? Os pulsos. Sim, sei, podia dar-me para pior, mas gosto de pulsos másculos, não muito magros, com alguns pêlos. Bonitos, portanto.

Gaija, só não foi despachadito porque não cheguei ainda a roupa ao pêlo e sabes que depois até ficava augáda

caos da teoria disse...

A altura. Gosto de homens altos. Antes meter-me em bicos dos pés para lhe dar um beijo do que pegar lhe ao colo.

(quanto a números de telefone; mantê-lo na mesma mesmo quando a relação avança é mau. Pior que isso só mesmo ter nome de gajo associado)

gaija do norte disse...

eu nunca fiz asneiras, chefa! nem por causa de uma voz eu fiz asneiras!

caos, o meu problema está em arranjar homens altos em relação a mim. não imaginas o que passo...

shark disse...

Quanto ao tamanho da pila, passam-me ao lado essas preocupações por motivos óbvios.
Mas esse teu problema não me choca em face do meu, de não conseguir responder a sms's a partir do meu telélé xpto novo...
Tou mesmo fornicado por me sentir gaja perante esta impotência tecnológica.

Comendador Antunes de Burnay disse...

Teresa, não posso deixar de manifestar o meu espanto pelo seu evidente desconhecimento organizacional de uma lista de telemóveis masculinos.

(explico-lhe?...)

teresa disse...

Nome de gajo associado? caos, não percebi essa...

Gaija, és tu e eu... por acaso tenho-me safado bem mas dá uma trabalheira encontrá-los.

Sentir o quê, Tubarão? Gaija já tinha posto esse telefone a tocar piano. E se eu soubesse que tu estavas à espera de um sms meu garanto que tinha funcionado num instante... pffft...

teresa disse...

Mas muito bem explicadinho, Comendador, que organizações masculinas são-nos difíceis de perceber...

caos da teoria disse...

Sim, teresa.
Quem liga ser sofia e no telemóvel apareceu "Carlos".

Muito mau sinal :)

caos da teoria disse...

*aparecer

teresa disse...

Caos, isso será sempre absolutamente inadmissível... e daria direito a capanço rente e lista negra de idiotas para sempre

gaija do norte disse...

um dia conto-te um história com essa troca de nomes, caos... básicos!

teresa disse...

Se as fazem que assumam... só faltava fazerem-me passar por dona encrenca...

gaija do norte disse...

(capavas às rodelas, chefa? e tinhas ao lado meio limão para ir espremendo?)

Comendador Antunes de Burnay disse...

Antes de mais, telemóvel de homem não tem entradas para Kiduxa ou Amorzinho. Para Gato Fôfo abstenho-me de comentar, até me está a dar os nervos. Aliás, homem que é homem não tem entradas de mulheres no telemóvel, normalmente usamos uns papéis com código de cores, rabiscados à mão, alguns com números de telefone do tempo em que só havia cinco dígitos. Depois, conforme os apetites do momento, escolhemos o molho de cor certa (por exemplo, os papelinhos azuis referem-se todos a mulheres com a caixa toráxica desenvolvida, papelinhos verdes são mulheres com andamento, papelinhos amarelos são mulheres para quando apetece estar na conversa, e por aí fora). Naturalmente, o montinho dos papéis azuis é o preferido dos homens em geral, embora eu em particular prefira os amarelos. Os papéis não têm nomes compridos, normalmente têm "Fá", "Té", "Cri", abreviaturas simples (quando há mais do que uma "Fá", passa a "Fá2", "Fá3", ...). Se poupamos nos nomes, já as características técnicas e de performace são descritas com algum pormenor. Poupo-a ao óbvio, mas características como "Fá7, copa D, Kenzo, marido grande, gosta de fumar depois, indicada pelo Quinzão, ... (aqui é a parte relevante, que acaba com um número que é a nota final)" são um exemplo desses papalinhos.

(não me agradeça, eu agora habituei-me aos seus posts de serviço público...)

Comendador Antunes de Burnay disse...

Teresa, seja linda e apague o primeiro dos comentários...

teresa disse...

(isso dói mais? Então sim)

caos da teoria disse...

teresa.. Não são básicos.. (lá está ) acham é que os outros são tão espertos quanto eles (ou seja.. Pouco ). Ponto a mais para nós.

Claro que isto é generalidade.. (mas a generalidade é enorme )

Rachel disse...

Eu já me chamei 150799...
tinha nome de dia, pelos visto...

Depois passei ao primeiro e ultimo nome e só 8, sim OI-TO anos e um casamento depois lá está, Rach.

E isto porque fiz uma cena vergonhosa de bater com portas e malas feitas e já os tarecos dividos, depois de mais uma das minhas investidas ao tlm, ás escondidas trancada na casa de banho...

Senão ainda me chamava quinze, para abreviar...

caos da teoria disse...

raquel.. Que arma usaste?

teresa disse...

Rachel, és das minhas. E tarecos bem divididos que aquela coisa do parte e reparte...

Comendador

Seja?? Seja??.... que tempo de verbo é este? Só por isso não devia ter apagado.
Quanto à organização agendal eu pedi simplicidade mas não era preciso ser tão básico assim...

Caos - é assim que os apanhamos, acham que, taditos, são espertos...

Gaija, conta, conta... é pior do que aquela em que enganei o outro e o pus a ligar para mim pensando que estava a ligar para o engate mais recente quando ainda na véspera me jurava pelas alminhas que eu era a mulher da vida dele e depois de mim era o deserto?

O Santo disse...

eu sou calao

escuso portanto de mais pormenores sobre mudancas
(15?? eheheh)

teresa disse...

Eu conheço calistas que te tiravam o calão num instante, se o problema é esse.

Anônimo disse...

(são umas queridas mas são fudidas)

teresa disse...

(e, às vezes, muito mal)

gaija do norte disse...

(vamos falar nos seios do santo, só para mudar de assunto, assim como quem não quer a coisa?)

Anônimo disse...

eu também já me parti todo tantas vezes, Teresa, e ainda estou a caminho de mais, pelos vistos. Não estão sózinhas :)))

eu tenho para lá umas coisas no meu tm que não sei quem são mesmo, uns eles e umas elas, e muito pior é dar o tm, ainda hoje desligo todas as noites por causa de uns idiotas que resolveram que eu seria deles, ora eu só sou de quem eu amo

(e normalmente sai tudo trocado, embora depois descobre-se que não)

teresa disse...

Os seios do santo? aqueles da ranhoca verde a escorrer e onde não convém que haja muitos encostos? Tá bem...

Z, parti-me algumas vezes, e duas delas foram partir partir. Com trinta anos de diferença fiz o mesmo das duas vezes - enrolei uma meia bem enrolada no braço, o tal partido, levantei-me, continuei a andar de patins e fui tratar do assunto no dia a seguir.
Manda os numeros que eu dou-lhes um jeitinho. Parece que tenho jeito para essas coisas.

Anônimo disse...

:)),

bem, eu era partir o curação, que partir osssos só parti dedos no basket e vólei e só soube muito depois

teresa disse...

vólei e basket???? Santo, precisas de mais um?

Anônimo disse...

(estou ali a ver um filme que se calhar é engraçado,depois conto)

@na disse...

Bem, parece que temos um blogue novo, já lá vai o tempo em que as caixinhas serviam de chat e de sala de baile, agora os comentários mais parecem posts encurralados. Mas eu sou uma gaija que me adapto com facilidade a algumas coisas e esta não me parece difícil, por isso aqui vai um comentário-post de resposta:

ao post: Sou gaija e como tal também altero nomes no telemóvel conforme promoção ou despromoção da pessoa em causa. A título de exemplo; os nomes no meu tlm entram com a inicial do nome e apelido, excepção feita para duas pessoas, uma delas o meu filho, em que só consta o primeiro nome, para as cabras utilizo a inicial do nome e o apelido cabra (TCabra, por exemplo) e os cabras que estão gravados com os respectivos nicks.
Se alguém for "promovido" cai o apelido e entra o resto do nome.

aos comentos:

Z: claro que o nome interessa mais não seja para saber a quem pertence a voz (já te disse o que acho de anónimos, agora aplica-os aos telefones)

Gaija: tou contigo, masquéstamerda???, o tipinho que não faça cair o meu apelido que antes de pousar as malas já está do lado de fora outra vez.
E sim, a mim a voz diz muito.

Teresa:não são os pulsos, mas ando lá perto, as mãos!!!!!

Caos: amiga, somos duas, cá tipos do meu tamanho não, até porque sempre ouvi a minha avó, muito sábia dizer que "homem pequenino ou é bailarino ou é ladino".
Essa da troca de géneros é muito má!

Shark: é normal que não te preocupes afinal os esqualos, além de virem apetrechados com dois, medem um metro (mesmo que ninguém saiba para que serve o segundo, ou será o primeiro? Afinal começa-se a contar de onde?

Comendador: Fiquei muito descansada ao ler a sua explicação sobre a sua técnica de organização de lista telefónica. Porque conhecendo eu algumas listas de contactos de telemóveis de amigos e colegas (já tive o prazer de abordar este tema com alguns)verifico que das duas uma: ou eles são muito básicos, ou têm mais com que ocupar o tempo livre do que arranjar formas para deixar que o lado machista deles venha ao de cima. Ah, também pode acontecer que eles não se sintam tão ressabiados em relação às mulheres cujos nomes habitam no telemóvel, porque estão lá por motivos simplistas como serem amigas, amantes, namoradas, colegas, mas sobretudo porque as respeitam.
Felizmente o meu nome não consta em nenhum telemóvel que utilize a sua técnica tão apurada.

Teresa: (vou dizer outra vez) masquéstamerda??? agora apagam-se comentários a pedido???

Caos: topamo-los à légua, antes de virem já nós demos duas voltas ao quarteirão, basta pensares que são eles que são sempre apanhados (nem vou dizer com as calças nas mãos porque muitas vezes nem t~em tempo de as tirar, e não vou dizer com a boca na botija porque parece mal)

Rachel: Ahahahahaha, acho que em vez da cena tinha-lhe era atirado com o telemóvel à cabeça, mas isso sou eu que tenho mau génio (não confundir com mau feitio)

Teresa: não é por acaso que és a cabra-mãe ou mor ou lá o que és.

Santo: pois... tu és daqueles que quando houver um telemóvel que escreva o nome por ti tu vais para a fila da fnac para ser dos primeiros a comprá-lo (ou dá-te muito trabalho ir à fnac?)

chamada anómina (?): Queridas, mas umas Cabras!!!!

Gaija: e isso tem lá algum interesse??? Só se for para o comendador saber qual é a copa do santo.

e pronto tudo comentadinho que este blogue tá um granel, uma gaija passa o dia a esfalfar-se a trabalhar e quando dá conta é isto, tsss...tsss...

gaija do norte disse...

neeeeeeext...

Anônimo disse...

tudo bem em relação a ti, mas para mim o nome só interessa depois, se é o caso, recíproco, são muitos mais os nomes que não sei do que o contrário

o filme afinal é estúpido e fiquei a meio, mas era mesmo sobre isso, um gajo que recebe a lista dos nomes de todas as gajas com quem já f* ou vai f* no futuro, por email de um desconhecido ou de uma máquina. Parece que a última o mata, mas não cheguei lá.

Anônimo disse...

(que chatice, estou de capuz em casa, e ainda por cima já o cabelo está estopa, tenho que cortar, eu e o Inverno é um desatino desde miúdo e também não tem remédio)

shark disse...

Diabos me carreguem. No meio disto tudo alguém me sabe explicar como é que passo os contactos de um telélé para o outro para não ter que andar sempre com dois até me dar a pachorra para meter no novo à unha e tal e qual estão nomes e apelidos no antigo?
E não contem comigo para explicar o complexo esquema de organização e a nomenclatura que isso são coisas do foro íntimo da pessoa.

@na disse...

gravas no cartão do telemóvel, assim basta mudares o cartão de um para o outro, dahhh

Anônimo disse...

pois eu também fiz mal tubazão, guardei no telemóvel e não no cartão acho eu, sei lá achei que ficava mais arrumado; mas também só aprendi a fazer refresh aqui,

Anônimo disse...

agora desculpem lá mas ainda estou enamorado:

http://www.youtube.com/watch?v=2UIPZ5sVlo0&feature=related

caos da teoria disse...

Shark:
Blue2

Anônimo disse...

o mundo inteiro acordar e a gente dormir..., para mim é a expressão perfeita do fatal

---

tubazão achas que a gente já deu cabo dos picantes que andavam por aí? a tabasco não deve saber o que é ai-manas: lava pura com cheirinho de limão, eu

ficou tudo a bater pratos

'té manhã

sem-se-ver disse...

entao agora que chego ja se acabou a conversa? :-(

bem... nome e apelido é para quem não me é proximo. mesmo proximo.

no caso de haver repetiçao de nome proprio de quem me seja proximo, mesmo proximo, um deles fica com apelido ou a sua inicial.

introduzi uma nova categoria com esta coisa dos contactos feitos via blogs: a cabra-mor é Teresa Blog, por ex.

e nao conto mais. já chega.

(disse-o no post anterior a este mas para o caso do comendador nao reparar: ja lhe respondi, e à teresa, no post la em baixo. aquele... o sobre o tema sotuuuurno... nada aliciante como o tema deste aqui.)

teresa disse...

Shark, marca e modelo de telefone. Se conseguires, é só carregar nas teclas, telefona-me que ajudo.
Ana, contactos no cartão? E achas que cabem lá todos? nem pensar.

Mãe da malta disse...

Shark, sei que ha formas de passar por bluetooth, a solução deve passar por ai.

Teresa, depende do cartão, o tamanho importa :) o do cartão e o da lista.

Eu devo ser um bocado masculina, nesta coisa dos contactos, não uso post its, mas invento nicks rapidos para gravar depressa, e nunca, ou raramente os altero, mesmo com o grau de intimidade a aumentar.

Comendador Antunes de Burnay disse...

Ana, a Teresa, a quem eu me dirigia, entendeu o tom vagamente bem humorado do meu comentário(você leu o título do post?). A sua reacção ao meu comentário é absolutamente violenta e descontextualizada, em contraste com a correcção com que fui sempre tratado nesta "casa", desde os tempos em que você cá não estava. Como calculará, o Comendador poderia dar a volta ao texto, responder com duas graçolas e continuar a comentar. Eu não. Com imensa pena minha, acredite.

teresa disse...

Nem pense nisso, Comendador, ou faço para aqui um escândalo público com desmaios incluidos e ninguém me irá valer se o Comendador cá não estiver, porque tenho a certeza que deve ser o único que anda com um frasquinho de sais para acudir nestas situações.
(A verdade é que preciso da sua ajuda mas é para a sem se ver...)

gaija do norte disse...

comendador, estou fascinada com o seu sistema. passei a noite a juntar post-its e a separá-los. estou com um ligeiro problema: as cores! só tenho quatro diferentes. sabe onde posso comprar mais?

Anônimo disse...

tens o teorema das 4 cores que te diz que consegues resolver tudo só com essas. Agora também te pode dar a liberdade de seguir o arco-íris ou outra qualquer,

que chatice também tenho de tratar disso um dia

O Santo disse...

tratas do arco iris ou do teorema?? esse ja foi resolvido

fila da fnac??? nao e previsto o telele vir parar ao colo (olha outra imagem que me deixa encantado... o vir parar ao colo - gaija axas q verde e bom pa este dom?)

gaija do norte disse...

verde não é de bom tom para nada! lembro-me logo do berde-bisga...

teresa disse...

Anaaaaaaaaaaaaaaaaaa, anda cá depressa. Vem bater ao Santo por favor que se está práqui a armar em macho e também quer corzinhas...

Comendador, posso escolher a cor do meu post it? Gosto tanto de cor de rosa chiclete... mas espere lá, estou agora a pensar, já lhe dei o meu telefone?

Anônimo disse...

oh meu lindo, tudo o que se chama teorema está demonstrado, logo resolvido, senão era conjectura,

pois, vir parar ao colo também gosto sim (gordos não)

-> vum

O Santo disse...

fermat nao... ou plo menos nao se sabia. das cores tb nao ate a pouco tempo...

nera?

gaija do norte disse...

comendador, realizei um dos meus sonhos: hoje ofereceram-me sete blocos de post-it de cores diferentes! falta saber como os vou distribuir, mas papelinhos já não faltam!