I live on a land down under

Para a malta xóvem que nos lê e para os restantes membros do rebanho (também jovens) informo que nos anos oitenta, havia um grupo de rock australiano chamado Men at Work que, entre outras musicas fabulosas, tocava uma chamada "Land down under". Ora pois, a dita música (que ainda ouço com alguma frequência) lembrou-me que, também eu vivo numa terra assim. A metáfora surgiu-me ao ler as declarações de Fátima Felgueiras (Sim, a nossa Fátinha, icon da política nacional) aquando da leitura da sentença de condenação a 3 anos e 3 meses de pena suspensa e multa de 2.000€ e perda do mandato por crimes de peculato, peculato de uso e abuso de poder. A Fátinha vai apenas recorrer da condenação à perda de mandato, sim porque apenas esse detalhe MENOR da pena a impede de reiteradamente continuar a cometer os restantes crimes. Ora bem continuando, a nossa Fátinha presenteou-nos com as seguintes pérolas: "Deus é grande. Eu não fui condenada, eu fui liberta!" Aleluia que alguém grita bem alto a verdade da mentira, pena é que só alguns (poucos muito poucos, elite que escasseia e à qual a Fátinha tem o privilegio que pertencer) tenham nascido com a rara, mas certamente recompensante, auto-alienação da realidade. Obrigado, Fátinha, só tu consegues com clareza mostrar-nos, ao Povo, o quanto nós vivemos numa "land down under".

15 comentários:

gaija do norte disse...

(com pérolas melhores só o pastô edirrr macêdo: aleluia, meus irrrmãos, aleluia!)

AMP disse...

É na REALIDADE uma auto-alienação da realidade mas pouco recompensante. Só para alguns, como a dita Fátinha.O distanciamente do que nos envolve, só mesmo na área politica.

AMP disse...

Ah, verdade um beijo às meninas do ALgarve. 5 ao molho deve dar um bom fim de semana.

shark disse...

Apesar de ter abanado muitas vezes o capacete com esse som, não o chocalhei o bastante para perder a noção da vergonha que o episódio Fatinha representa.
Bem jogado, Tabasco!

Rachel disse...

O auto-convencimento é uma arma poderosissima, estou eu farta de dizer...
A Fátinha é o exemplo vivo.

(é uma bergonha, uma bergonha)

tab@sco disse...

Malta, afinal não sou só eu... oh bálhame Deus! É que apesar de tudo, das fátinhas, dos santanas, dos filosofos (socrates, platões e outros que tões) eu, Tab@sco, aqui me confesso...até gosto do quadradinho... juro que doravante não me sentirei mais Só. Tenho-vos a vocês! UFFF... que alivio! Já nem sei se escrevo através da chefa ou de mim, mas sou eu Tab@sco que vos cumprimento!

AMP disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AMP disse...

Chefa! minha não és mas pronto! estás aí bem na companhia da tab@sco e tab@squinha???

teresa disse...

Estou muito bem, estou estou... nem me deixam vir ao "belogue"... só consegui vir cá agora, e de corrida, porque lá as enganei e disse que era só para te responder e não demorava nadinha. Isto hoje tem sido uma tortura, so actividades ao ar livre, trepar montes e vales, depois comer e beber mas computar, que é bom e não cansa, nadinha...

Anônimo disse...

5 gajas ao molhe? Deve ser uma alegria como em crianças :)))

Anônimo disse...

olh o Cabra deu-lhe um vipe ou entrou de greve

Anônimo disse...

este vai repetido mas não faz mal,

viva o Sol

http://www.youtube.com/watch?v=oLhROsjESRE

gaija do norte disse...

o cabra não tem direito ao fim-de-semana? :)

Anônimo disse...

tem sim

O Santo disse...

desculpa la mas eu acho que nao so se devia soltar a sra como ainda lhe deviamos oferecer uma prenda pela libertacao. quem diz uma coisa destas da forma que o diz e dps de tudo... merece.