Caro Dr. Phil

Tenho uma mãe de 82 anos que acaba de despedir a sua sétima brasileira, empregada interna.
Tem também uma empregada dois dias por semana, mas devido à idade, não convém , nem ela quer, ficar sozinha. A minha irmã trabalha e já se recusou a tomar conta dela, devido à depressão que a mãe apresenta e hipocondria aguda, que lhe dá cabo dos nervos (da filha e das empregadas). A ideia é pois, aqui a "je" ir mais os seus dois filhos, dois gatos, um cão e um rato, residir por tempo indefinido com a mãe, que mora numa casa de sete assoalhadas, e atender às suas necessidades, enquanto não se arranja outra empregada.
O que me aconselha a fazer? Sou uma espécie de mãe a tempo inteiro que dá 4 h de explicações por semana (que iria desistir) e um pouco mais paciente que a dita mana, mas ....

22 comentários:

calamity jane disse...

Ok, lamento dizer-te e isto talvez soe um bocado cru - sobretudo numa primeira abordagem - mas estás f.............

gaija do norte disse...

calamity, que resumo fantástico!

calamity jane disse...

E olha q não é das minhas especialidades. Como o Shark, eu cá é mais lençóis. Incapaz, como o vosso colaborador que se diz santo, de resumir os ódios. Nem os amores, aliás. Tudo por extenso. Muuuito por extenso...

gaija do norte disse...

como já deves ter reparado, os meus lençois e extensos são outros. gosto de ler os vossos. muito :)

calamity jane disse...

Fico feliz! Qd apareceres, toma um cimbalino :-)

gaija do norte disse...

já ninguém diz cimbalino... trocamos pelo simples café :)

calamity jane disse...

Uma gaija do sul a querer agradar... Isto de ficar por casa muito tempo é o que dá... Mas pronto, a malta vai ver o q se arranja

teresa disse...

Gabs não achas que podia ser pedagógico mudares-te uns dias, com a tua tralha toda, para casa da tua mãe? Quando ela percebesse que essa era a alternativa nunca mais voltava a despedir uma empregada...

Gabs disse...

Sim, ainda por cima agora que tenho o rato e tudo...(que ele me deu, vês tb dá coisas). Mas vou ter de ir, a Evanalda vai embora domingo...

gaija do norte disse...

desculpa lá gabs, mas quem permite que a própria mãe tenha uma empregada chamada evanalda???


(dá ratos? eu já o tinha atirado pela janela fora!)

teresa disse...

Deu-te um rato? Que bommmmmmmm......

Gabs disse...

Teresa, um Gerbo, ou gerbilo, ele só tem uns 100... além dos pássaros, dois pastores belgas, que tiveram agora uma ninhada de 4.
Mas aí já pus os pés à parede...

Gabs disse...

Gaija, (preferia chamar-te I...),ela já têve Lourdes, Alessandra, Christiane, e as outras nem consigo lembrar, o meu cérebro bloqueou pois estiveram pouco tempo e só me lembro das boas.

O ratinho é cinzentinho e parece aquele do filme. Anda em cima de nós e a Cat diverte-se imenso a pô-lo na cabeça do irmão, que não sei porquê, se farta de gritar "tira!"

teresa disse...

Rapazinho prendado.... Porque não o mandas a ele, com o jardim zoológico todo, para casa da tua mãe?

teresa disse...

Esses ratinhos lindos com que eles se divertem imenso costumam ter uma caracteristica engraçada - cagam a casa toda! Acho que ainda hoje, tanto tempo depois, encontro caganitas de rato nos sítios mais improváveis...

Gabs disse...

Sim. Acho que é por isso que o David não o quer na cabeça, é só caganitas. Ms ele já tem uma grande gaiola, e dois gatos muito interessados nele...

O Santo disse...

Sete? epa.... nem eu nos meus tempos jovens despedi tantas.

(ja que temos de apalpar online...)

teresa disse...

ai eras tu o tal das sete de uma vez? mas esse não era alfaiate?

Gabs disse...

Afinal vem a mãe para cá, uns dias.
Assim é melhor, fico com a empregada dela também, dois dias por semana... e passa-lhe logo a depressão, com tanta companhia.

Anônimo disse...

as maés, quando ficam velhotas, precisam de tanta atenção como as crianças, senão descompensam logo, é uma chatice mas é verdade. E quanto mais têm mais querem, essa parte é difícil.

Mas às tantas se puder ser, convém ter ajuda semi-profissional, para o equilíbrio de todos.

teresa disse...

Olha a minha deve estar neste momento com um ataque de pânico... telefonou e a Clara disse-lhe que estávamos em Lisboa.... eheheh... estou a ver o filme... Clara não mente, portanto se eu e Xica desmentimos convictamente é porque estamos mas queremos esconder e se queremos esconder boa coisa não é e se boa coisa não é só podemos estar com o diabo... eheheheh... tendo em conta que os meus irmãos estão a jantar lá em casa aquilo deve estar giro!

Gabs disse...

Pois, em ti ninguém acredita. A mim ninguém me ouve. Fiquei trancada dentro da marquise (fui lá fumar...) e a comida ao lume e eu aos murros aos vidros a chamar a mãe para me vir abrir.... Claro que não veio, dei uns pontapés no vidro e lixei a porta da marquise.
Parece que vou pôr as tais janelas, assim arranjam a marquise.