Sem (re)animação

A noite fria de um inverno tão seco como a última expressão que me dirigiste, no dia em que decidiste abraçar um modo hostil.
Escuto a sirene à distância, de uma apressada ambulância que transporta alguém para a urgência hospitalar onde tentarão reanimar um coração em colapso final. Pessoa conhecida, anciã solitária numa caverna situada num edifício qualquer. Revela-se essa realidade pela boca de um mirone de circunstância, atraído pela ambulância que implica a desdita de que se quer testemunha, a plateia sempre apinhada de quem parasita o sofrimento alheio para minorar um pouco o seu, por comparação ou ainda pior.

O mesmo critério que aplicaste ao amor que não te neguei até ao momento em que deixei cair a vontade nos braços de um fantasma em que tornaste a relação que elogiaste enquanto o coração te guiou.
Depois, na prática, parou e a cabeça logo tomou as rédeas da tua loucura e impôs a ditadura do boçal, reduziu-te a uma pessoa banal das que compõem esta multidão que se acotovela para sorver a desgraça alheia sem qualquer sinal de perturbação.

Tão fria, a multidão, como a tua atitude que recordo nesta noite em que a rua, agreste, me presenteia com a imagem de outro fim.

17 comentários:

gaija do norte disse...

trataste-a mal?

shark disse...

Achas?

Anônimo disse...

olha lá que em Janeiro começa um novo ano e volta tudo a girar, não digo com essa, há sempre muita gente no ar,

portanto: nada de desânimos avassaladores, isto agora é tempo de queda de folha, senescência normal

shark disse...

O texto já tem uns mesitos.
:-)

gaija do norte disse...

não a trataste mal e ela tratou-te assim? precisas de alguma coisa?

shark disse...

Preciso de mimo. Sou um sorvedouro de mimo.
:-)

gaija do norte disse...

anda cá que eu dou-te mimo. aproveitas e também me dás algum! tens alguma coisa contra ranhocas?

shark disse...

Em matéria de mimo nunca tenho algo contra.

gaija do norte disse...

(tu não deves saber o que são ranhocas...)

tab@sco disse...

Deixas-nos sem (re)animação.

shark disse...

(Não sei, mas tu já sabes da minha alma sedenta de aprendizagem.)

shark disse...

Tabasco, eu sei que pode parecer despropositado, mas perante isso tenho que invocar o meu magnífico curso de socorrista.
:-)

teresa disse...

E dores de costas, também resolves ou só agravas?

shark disse...

Cada caso é um caso.
Trata de marcar a consulta e depois veremos.

teresa disse...

Posso meter cunha ou tenho de ir para a bicha?

shark disse...

Depende do grau de urgência.

shark disse...

Podemos sempre combinar uma triagem.