Porque não sou cristão

Porque detesto Igrejas, santos e mártires. Milagres. crendices tradições e acreditar porque sim. Por ter fé. As Igrejas portuguesas, barrocas, com os seus Cristos sangrentos, pregados na cruz, as ofertas e as caixas de esmolas, os dourados e os sermões sobre pobreza e aborto e anticoncepcionais e assuntos que parecem política , ditos por alguém que segue fielmente as directivas das autoridades.
Há princípios éticos que nos são inculcados por pessoas cultas, laicas, que não rezam mas acreditam no mal e no bem, e nãose envolvem em disputas com outras religiões. Que acreditam que o mundo que existe é este e com este temos de viver, o melhor possível. sem prejudicar os outros para não sermos também prejudicados. E que não há um sítio melhor para onde ir sem ser este, por isso, vivamos, enquanto estamos vivos.

16 comentários:

Vekiki disse...

Assino por baixo :)

Anônimo disse...

eu sou cristão mas como não sou baptizado dizem que sou pagão e eu tambem acho. Além disso assim posso fuder com Ele sem burocracias, acho bem, achamos aliás, aí posso falar pelos dois, como é com u fica só entre nós

teresa disse...

Eu continuo a ser ateia graças a Deus. Detesto quase tudo o que detestas, mas gostava muito de ter Fé. E gosto de igrejas, não da Igreja, e de Cristos e também não gosto de sim porque sim e de Papas, principalmente alemães. Mas gosto de Santos e de Mártires e de procissões e gostava de saber rezar. Mas neste teu porque não sou cristão saio a voar para o dono da frase e assino por baixo de tudo o que o Russel diz. Contradições? Sim, sou humana, não sou divina.

Anônimo disse...

é muito bom estarmos ligados ao sobrenatural, eu ainda tropeço e caio o mais das vezes, nesta ridícula concepção de real, mas se conseguisse alguma coisa de jeito gostava de oferecer-vos

vou tentar, mas mais uma vez se conseguir algo que se cheire foi por causa do amor

não posso prometer nada que nestes domínios os deuses são muito susceptíveis e amandam-nos logo com o céu em cima da tola por causa de uma tal de impiedade

ciumentos é o que é

teresa disse...

serão ciumentos ou invejosos, z?

Anônimo disse...

acho que é mais ciumentos porque quando a gente vai ver aquilo lá em cima também não correu muito bem, eu ainda me troco todo com os amores deles,

por falar nisso: Zeus ou Júpiter, conto contigo em Dezembro pai, o filhote precisa da tua pata, e tu sabes

O Santo disse...

Eu sou. E sou por mto pouco de tudo o q disseste. Sou por Cristo, sou plos Homens, e nao sou plo sim pq sim.
Desculpa a critica (e Vekiki desculpa ires na onda) mas axo mm que o problema é as pesssoas crescerem no conhecimento generalista e ficarem na primaria do conhecimento religioso.
Crendices e tradiçoes?? Bem, tb nao acredito que nos safemos hj em dia com floretes,por mto ageis q sejamos quais Dartanhans. Mas a guerra ja nao e assim. A religiao tb nao.

gaija do norte disse...

eu aprendi a ter fé e a rezar, a falar e a pedir ajuda não sei a quem, mas era quem me ouvia. acho que não foi por oportunismo nem por fragilidade, foi porque precisava de falar comigo a sério. gosto de igrejas, e de cemitérios já agora, porque me dão paz, sejam de que estilo arquitectónico forem. não acredito na religião instituída, nem concordo com os peditórios nem com as hierarquias.

O Santo disse...

(ai nao concordas??? vou fazer queixinhas a chefa... tas lixada)

gaija do norte disse...

(depois queixa-te que vais a seco...)

O Santo disse...

forreta

teresa disse...

ai era para não ir a seco?

gaija do norte disse...

não era para regressar a seco...

shark disse...

Eu sou agnóstico. Gosto da parte das freiras. O resto é folclore.
Perdoem-me vocês que Ele já me apagou da base de dados do São Pedro.

Gabs disse...

Eh pá, e eu a julgar que o título era original! Estou a a gozar, havia o livro lá em casa mas nunca o li (B.Russel). Vou ler agora. Escrevi sobre isto porque acho que é um tema em que ninguém toca. E penso que as guerras têm na maioria questões religiosas por trás. Ou não.

Gabs disse...

Sim, eu fiquei na primária do catolicismo, com ambas as avós a ensinarem-me Credos, Pais Nossos e como os srs. queriam pôr os Pastorinhos num caldeirão de água a ferver para eles desmentirem ter visto a Senhora....

Lourdes aconteceu uns anos antes e foi muito falada nas Igrejas...acho um pouco de coincidência a mais vir a seguir a Fátima, mas pronto.