Antes de voltar à lei dos 3 estados

Há aqui uma pequena [pakanina] coisa que esqueci de mencionar; não respondo a anónimos. Isso tem 2 explicações que irei elaborar aqui;

  1. Antes de ser esperta [espertinha, vá...] achava sempre que os anónimos eram o meu príncipe encantado e dava-lhes corda na esperança que um dia se identificassem e [ena! ena!], que o anonimato fosse uma questão de timidez e tal e que sim, eram pessoas super equilibradas e bem dispostas e nada ressabiadas. O tempo mostrou-me que estava enganada e nesta regra a excepção é uma raridade. Ponto.
  2. Eu costumava ser anónima. Só por maldade. A camuflagem é tão gira e podes dizer o que quiseres que ninguém te identifica que dá mesmo vontade [e há pessoas que se metem a jeito, pá!] de dizer sem sofrer consequências. O problema é que depois de clicar no "publicar comentário" sentia-me mal. Fraca, cobarde e horrível. Não quero que os outros passem por essa sensação. O que querem? sou boazinha.

29 comentários:

@na disse...

Tou contigo que também não acho muita graça a que usem escudos para dizer o que lhes vai na cabeça sem darem a cara.

(excepção feita ao z, que ainda não percebi o que lhe custa escrever Z)

caos da teoria disse...

Ho... pensei que estivesses a chorar... juro! não foste ver o jogo? sim! aquele em que o Sporting perdeu!

Estou confusa...

@na disse...

a chorar? Tás-te a passar?

gaija do norte disse...

ao z respondes! é fácil reconhecê-lo.

gaija do norte disse...

(a pontuação está toda mal... não é um imperativo, mas o z é mais que da casa e vais ver como o reconheces com facilidade:))

@na disse...

sim, mas escusava de ser calão e podia passar a pôr nome, não?

gaija do norte disse...

por falar em nome, caos, bem podias arranjar um nome(ou um nick) aqui para o cabra...

caos da teoria disse...

pois... Caos é pró foleiro.
Marta?


É isso. Marta. Boa?

gaija do norte disse...

é como queiras, se para ti está bem, para mim está óptimo.

(agradeço sem @ porque dá uma trabalheira escrever os nomes dessas esquisitas...)

shark disse...

@h@h@h@h!

shark disse...

(Caos, muda para c@os só pra chatear!)
:-)

Anônimo disse...

eu acho giro que vocês me topem sem eu dizer nada, e acho que é mesmo assim, quem me reconhece merece-me, os outros não.

eu doutorei-me numas coisas matemáticas definidas implicitamente lá na Teoria da Informação, e provei que tinham existência e legitimidade tal e qual fossem definidas explicitamente, achei bonito

(e gosto assim porque faço de espírito protector, sem nome, o Arcano Sem Numero é o Louco e o Louco é Urano que é regente da chefa; louco era no antigamente agora chama-se criativo :)

hoje tenho cá uma jornalista, daqui a bocadinho

----

ó caos, qual é a tua dimensão fractal pá?

(só para chatear)

teresa disse...

Uma Jornalista? SkatePark?

Quanto aos anónimos, desde que se mantenham dentro dos limites da boa educação e da civilidade (seja isso o que fôr) não tenho qualquer problema em responder-lhes. Acho mesmo que são parte integrante deste mundo de faz de conta.
Aos outros anónimos, que despejam a bilís que lhes corre nas veias escondidos atrás de uma máscara que, a maior parte das vezes, é transparente, ainda tenho mais gozo em responder. Posso é não ser muito friendly.

Anônimo disse...

isso! :)) -> duche

@na disse...

qu&m é qu& é &squisit@?

gaija do norte disse...

bom dia para ti também!

@na disse...

olá gaija! Bom dia!

Emiele disse...

Olhem,«é assim»: para mim, anónimos são todos, aí com excepção do Pacheco Pereira e pouco mais, porque mesmo que assinem com o nome completo que vem no B.I. seria igual ao litro, que conheço muito pouca gente, e aqui na blogosfera nem conheço ninguém.
O que há é que umas pessoas distinguem-se do maralhal porque assinam qualquer coisa. Eu sou Emiele, aqui temos uma @na, uma Gabs, um Santo, uma Gaija do norte, etc, etc (não se ofendam mas vocês já são muitos!!!) A Teresa fundadora, até pode muito bem chamar-se Francisca, ou Joana, eu quero lá saber!
Mas no meu blog quando alguém deixa umas palavras como «anónimo» nunca sei que anónimo é que é... e posso estar a dar uma resposta que não faz o menor sentido porque afinal o anónimo era outro.
E custa tão pouco escrever qualquer coisa. Mes o Z!

caos da teoria disse...

Zanónimo,
Já mandei a minha dimensão fractal por ficheiro pdf pró teu mail.

Arquivo pesado, espero que mesmo assim seja do teu agrado.


(mandei nada...)

teresa disse...

usaste o endereço anonimoz@infinitos.com? Vais ter de enviar antes para embuscadozperdido@moitas.come que o gajo desactivou o outro.

Marta disse...

Este comentário é mesmo só para ver se fiz a vontade à Gaija do Norte...

gaija do norte disse...

é mesmo linda a nossa gaija nova!
:)

teresa disse...

e bem m@nd@d@...

Gabs disse...

Ok, a Caos agora é Marta...
Quanto ao post em si, tens razão, os anónimos tendem por norma ser mal educados e eu deixo-me picar e devia era ignorar .

Anônimo disse...

beijocas,

eu não preciso escrever nada porque não é importante,

como o romeiro sou ninguém

gaija do norte disse...

(outro calimero?)

shark disse...

(outro caramelo?)

Anônimo disse...

:), fizeram-me lembrar que tenho que comprar o truffé noir que isto agora é Inverno

O Santo disse...

os 3 estados nao sao 4? ou é de novo a sublimação em causa??