Só estou a escrever estes posts todos porque tenho os roupeiros para arrumar!

Gabsna net, deste-me uma ideia. De vez em quando, aqui pelos blogs, aparecem umas correntes tipo, diga seis coisas insignificantes para si.

Vou começar uma aqui e agora.
Desde miúda que pensava como iria ser a minha passagem de ano do milénio. Criei mil e um cenários, e se alguns metiam iates e champagne a rodos outros eram muito mais modestos e, talvez influenciada pelo José Cid da minha infância, neles via cabanas, dunas e uma paixão de menina.

A pergunta que faço, e quero respostas da malta aqui da tasca, é "E afinal, como foi a vossa passagem de ano do milénio?"

Gaijos, gaijas, estiquem-se mas não inventem muito, que a malta repara...

12 comentários:

vitorino amnésico disse...

Tás a brincar, não?
Eu nem me lembro do que almocei ontem...

teresa disse...

pois pois.... eu também sim, ó tubarão...

Fernando pessoas disse...

(Como é que ela me topa por detrás dos meus indecifráveis heterónimos?)

teresa disse...

é do hálito a carne fresca, esquálido...

babysitter disse...

Pois não da para comentar....mal me lembro do ano 07/08.....2000 foi a 8anos atras po essa altura estava....ah!penso que nesse ano fiquei em casa porque meu papy não me deixou sair,é que,como o meu namorado não ía ele achou po bem eu não ir...grrrr
tem piada isto fez-me lembrar,as loucuras dessa data...enfim os promenores po baixo da mesa enquanto todos ceavam não os conto!!(lembro-me que nessa altura comecei plo caminho da sedução e na descoberta ahahahha grandes tempos!!!

O Santo (nem sempre de serviço) disse...

1999-2000 ou 2000-2001? So pa esclarecer

teresa disse...

99/00 que aqui não somos preciosistas... Esclarecido?

O Santo (nem sempre de serviço) disse...

sim. apesar de essa nao ser a passagem do milenium.
esclarecida?

teresa disse...

esclarecida, mas eu sei muito bem que essa não foi a passagem do millenium... O millenium passou-se agora, quando as comadres se zangaram, puseram a boca no trombone e toca de falar nas off-shores, nos créditos mal parados, nas sociedades fantasma, nas acções próprias e nesses pormenores todos que pregaram uma rasteira tão grande ao jardim que nem a opus dei o safou...

zbeb@ disse...

A minha passagem do milénio foi igual a todas as outras, por isso é indiferente se foi 99/00, 00/01...ou 97/96!!

Levantei-me bem cedo, para aproveitar o dia ao máximo...comecei logo a beber vinho tinto e besuntei-me com alho, para me pôr a marinar.
À hora de almoço já estava "au point", e com a boca a saber a papel de música.Às 14 horas liguei a música bem alto, pús o chapéuzinho e o apito que tinha sobrado do Carnaval anterior na boca. Fui para a varanda apitar bem alto, mas o fôlego acabou passados 18 segundos.Às 20 horas fui ver o telejornal, e celebrei com igual entusiasmo a passagem de ano na Austrália, pois aí apercebi-me que o mundo não tinha acabado, pelo menos daquele lado.
Às 22 horas já dormia profundamente....e os vizinhos vieram desligar a televisão, porque são um bocado empedernidos e não compreendem estes excessos da meia idade.
No dia seguinte ainda apitei, mas era da bronquite.

O Santo (nem sempre de serviço) disse...

"... e separem-se as águas de cima das águas de baixo..." acho que foi ao 3º dia.
E ao último de 1999 quiseram fazer a festa juntas de novo... se bem me lembro choveu a noite toda.

sem-se-ver disse...

não faço a mais pálida ideia.