PSD quer mostrar que é uma alternativa de poder

E as três alas do PSD já têm as respectivas propostas prontas para serem apresentadas no Congresso, que hoje começou em Guimarães.
Pragmática, MFL avança com a moção "Mal por mal, votem em nós".
Pedro Passos Coelho, o quase líder, quase poder e quase grande, joga todos os seus argumentos com a sensata alternativa "Do mal o menos, que sempre sou mais baixo".
Finalmente, Santana Lopes, o guerreiro menino, atira-se ao partido, ao país e ao mundo, num estilo floral e apaixonado, defendendo as razões do "Mal-o-querem, Bem-me-querem."
E nós, país, aplaudiremos de pé tanto empenho, amor e arte.

3 comentários:

O Santo disse...

o passos não tem tambem o "quase" jovem?

teresa disse...

Boa...bem sabia que me estava a faltar um quase qualquer

Emiele disse...

Nem tinha dito nada antes porque coloquei este post na minha secção do »Vale a pena ler» e imaginei que tivesses comentários dos meus visitantes. Mas já constatei que aquela minha ideia é menos brilhante do que eu tinha pensado: nunca posso confirmar se as pessoas lêem ou não...
Prontos! Então venho agora bater as palmas. Um belo post, com muita graça e ... muita razão!