As Férias dos Outros

Em Agosto chegam ao sul, os citadinos do norte, que fazem as suas férias iguais a si próprios... Chegam de BMW para os seus T2 em Vilamoura, com a família toda e os avós. De manhã levantam-se e vão ao pão e tomar café, voltam, fazem carradas de sandes e vão, cerca do meio dia, para os seus toldos na praia. Onde ficarão os quinze dias, com os mesmos vizinhos... Passam as horas de calor na praia, os miúdos a dormir e os pais a lerem os livros do Top. Tomam banho e jogam à bola, barram as crianças de creme para apaziguarem as consciências, e às 5 h retiram para casa e a piscina. Jantam grelhados na varanda e depois vão tomar café à Marina. Passeiam para trás e para a frente e comem gelados. E repetem o mesmo 15 dias, com idas ao centro comercial comprar comida e roupas, que estão em saldos. Depois voltam para casa e regressam às rotinas do costume. As férias acabaram.

18 comentários:

O Santo disse...

isso é vilamoura, não estou a ver essas situações em outros lugares. a caparica por exemplo. sesimbra...

Cleo disse...

Não passo férias no Algarve por opção própria. O seu post não se aplica de certeza apenas aos citadinos do Norte, os do Sul não são diferentes nem melhores.

teresa disse...

cleo, não fui eu que escrevi o post, mas vivo no algarve e vou contar-lhe um segredo. Sabe qual é a coisa mais gira do algarve? É que por aqui um alentejano é um gajo do norte...

@na disse...

teresa: ahahahahaha

O Santo disse...

cleo, tens toda a razao. devem ser uns sulistas elitistas liberais (onde ja ouvi isto???)

A mamã disse...

Meu Deus ...mas aquela gente lá de baixo acha-se mesmo mais que os outros ...

teresa disse...

ó mamã olhe que "cá de baixo", mesmo mesmo cá de baixo, não há ninguém por aqui...

A mamã disse...

nota-se
se cada um visse mais por si abaixo

teresa disse...

mamã,
antes de mais deixe que lhe diga que isto de chamar-lhe mamã é perigoso, que não tarda estou a despachar as crianças para si e a cravar-lhe uma ou duas coisinhas mais...

agora a sério. já reparou no titulo do post? Volto a dizer que não fui eu que o escrevi e a autora não me passou procuração, mas parece-me bem claro o que está aqui - uma ironia e com alguma graça, convenhamos.
Não me parece que haja nesta casa quem não tenha capacidade de olhar para o próprio umbigo e acho que está a levar estas coisas demasiado à séria.
Sulista, emprestada, bem cá do sul, sou eu, mas não perdi o norte, só o larguei por aí. Veja como e porquê
http://cabradeservico.blogspot.com/2008/04/outra-vez-sul.html

A mamã disse...

Eu não levei a peito ..apenas em 2 dias dar com 2 posts em sitios diferentes a "fazer pouco" de quem ai vai deixar o dinheiro para quem vive do turismo ...é obra
Acho que compreende o meu ponto vista

teresa disse...

mamã, só um desses foi escrito por mim e desse repito palavra por palavra o que lá escrevi.
experimente vir viver para o algarve e vai ver se depois também não chia, como eu e todos os que cá vivemos.
E sim, a maior parte dos turistas que aqui chegam são de uma pobreza franciscana, que do algarve conhecem muito pouco e aproveitam ainda menos. Diz-lhe quem cá vive e vai sabendo como se pode viver bem por aqui.
Acho que compreende o meu ponto de vista.

A mamã disse...

Lol
Pobreza franciscana lol ... por isso é que o algarve com tanta fama de careiro, eles rumam até ai...tadinhos do pobres imagine se fossem ricos
E já agora os algarvios que passam férias no norte...dava um post de categoria não acha?

teresa disse...

Bem, eu não sou algarvia, mas desde que nasci que passo férias na figueira... pode ser que saia post...

Mas pronto, retiro a pobreza franciscana - posso só referir pobreza de espírito... e olhe que não sei porque se está a incomodar tanto, que sim, do norte vêm todos,que os marroquinos não têm por hábito passar aqui férias, mas alguns vêm mais do norte que outros. E gostava de a ver, mamã e tudo, a dar de caras com uns belos turistas ingleses, às duas da tarde, a apanharem solinho, que aqui não queima nem nada, enquanto as crianças dormem ao sol... e depois enfiam-lhes com duas coca colas e um hamburger. Está bem, deixam cá o dinheirito e temos de fazer de conta que somos cegos....
Mas tem piada, porque o turismo é uma das "industrias" que mais riqueza produz neste país e garanto que o tal dinheirito que cá deixam vai quase todo para outros lados - por aqui fica muito pouco.

A mamã disse...

mas isso é problema deles e a maneira deles educar/lidar com os filhos não nos compete a nós censurar ... mais uma vez e que tal se olhassemos mais por nós abaixo

Gabsna net disse...

Olá, fui eu que escrevi, sou de Lisboa e pais são do norte. Falei em Vilamoura porque é a minha experiência, mas quem diz Algarve, diz Costa da Caparica, Carcavelos, etc. O que me irrita é a terrível rotina de quem passa o ano em rotinas e nas férias não consegue desligar...Bjos

O Santo disse...

tão giro isto. tão na querem la ber que se está a comentar um post pelo post? isto é mesmo tão estranho que até fico meio baralhado.

teresa disse...

Andas a baralhar-te muito, ó santo...já hoje é a segunda vez... inda trocas os pezinhos e lá vais tu pró meio do chão... não arranjes rede, que vais ver o trambolhão que dás...

eheeh....não comentei o post!
(mas já cá volto para responder à mamã)

O Santo disse...

ah... eu bem me parecia que faltava qualquer coisa nestes comentários.
rede?? os injinhos seguram, obrigado.