A Persistência da Memória


Pequeno quadro de Salvador Dali, que o pintou em apenas duas horas, uma vez que a paisagem já estava pintada. Representa a preocupação dos Homens com a memória e as recordações e o próprio Dali aparece representado. Está no Moma e no Museu de Salvador Dali (à vez?).
Isto era o que vinha na Wikipédia, quando procurava uma referência na memória das pesquisas e me surge isto, pesquisado não por mim, mas por um dos meus filhos. Pensei que era ela, que estava a fazer um trabalho sobre Dali, para uma disciplina EVT (?), mas foi o de 9 anos. E a propósito de um tema diferente, a memória para além da morte, a alma, o espírito, se depois de mortos pensamos e tal. E isto a propósito do doc da 2 que deu no outro dia, em que se falavam das experências de quase morte, das luzes e do túnel de que as pessoas falam ...e que é explicado cientificamente pelo desligar das funções secundárias do cérebro, ficando apenas o tronco central a funcionar, enquanto se entra em coma.
Mas no documentário falavam também das mortes pela guilhotina na revolução francesa, e como os cestos tinham de ser mudados regularmente (por estarem todos mordidos?). Falaram mesmo num cientista que tendo um amigo aristocrata que ía ser guilhotinado, lhe pediu para pestanejar depois de morto... o que ele fez... por 11 segundos... Tétrico. E vão logo ao google informar-se.
São muito curiosos, estes filhos.

4 comentários:

teresa disse...

e será que o teu filho encontrou tudo sobre o Dali? É que reza a história que ele tinha um relacionamento péssimo com o pai, que lhe cobrava o facto de lhe ter dado vida. O Dali, louco como era, resolveu o problema mandando-lhe um frasquinho com esperma acompanhado de um bilhete - "já não lhe devo nada!"

Gabs disse...

Eh, eh , eh. Acho que ficou mais interessado na guilhotina e na rev francesa 1789...Desde que não comece a treinar para carrasco...

teresa disse...

Se quiser pode treinar com as cenouras e o feijão verde para a sopa.

Gabs disse...

Essa é que era uma boa ideia!
Aí no Algarve matei uma osga com a vassoura e cortei-lhe o rabo, que se fartou de saltar. Aqui parece que é o contrário, eh eh eh.