Desculpem o abuso, mas tenho de perguntar

Gaijas, quando percebem que o único par de collants que fica bem com a roupa, que já está mais que pensada, tem um buraquinho num dedo do pé, fazem o quê:

- deitam imediatamente para o lixo e vestem aqueles outros que são simplesmente horríveis;
- tentam coser o maldito ou colá-lo com Pelikan;
- fingem que não notam, dobram a ponta da meia, entalam debaixo do pé e passam o dia a pensar naquelas histórias do gajo irresistível ao virar da esquina e do quarto de hotel e do champagne com morangos e da vergonha imensa do dedo a espreitar por um buraco que tem já o dobro do tamanho?

25 comentários:

Anônimo disse...

isso são preocupações xx, se tivesses um y a sair do x, dava-se uns pontinhos ou nem isso e ficava para amanhã,

já agora se fui catraspicado por ti do aspegix também sou alvo não?

por isso é que eu gosto de negros, imagino

Anônimo disse...

(estou a revêr a caveira de cristal :))

Emiele disse...

Vamos a votos?
A terceira opção é a minha habitual!
A segunda, na versão coser, seria a certa.

"O Relaixança" disse...

A resposta à pergunta é fácil!!!
Depende do grau de relaixadeza da dita gaija em quetão. Cá para "O Relaixança" com buraco ou sem buraco, gaija é gaija... O resto é p'ro relaixo.

Sabor a mim disse...

O ideal: na primeira deitar os dois pares fora; na segunda o verniz funciona na perfeição; mas a terceira seria - sem dúvida - a minha escolha.

Miss Kitty disse...

Se não tiver mmo como comprar outro par de meias a tempo, lá terei que usar a Cola, o verniz e tudo mais que me consiga lembrar :)

BJS*

Mãe da malta disse...

dependendo da urgência a segunda ou a terceira.

Gabs disse...

Eu ía sem meias...e esta hem?

M&M disse...

A terceira... e se o gajo no quarto de hotel com champagne e morangos reparar no buraco da meia é porque a coisa não está a correr assim tão bem...

teresa disse...

Verniz foi chão que deu uvas, que fica buraco na mesma, cheira mal que se farta e o buraco está lá na mesma...

Eu opto pela terceira via (gabs, sem meias já tentei so que gela tudo), mas confesso que no meio de champagne e morangos um buraco com o dedo a sair era o bilhete certo para eu sair também, que lá se ia o encanto pelo buraco da meia

gaija do norte disse...

se estivesse num ambiente desses e visse um buraco nas meias, perdia a pica toda!!!


o verniz e a uhu fica colado ao pé!
horríveis não tenho!
também vou pela terceira.

sem-se-ver disse...

não uso collants.

problema que se não me coloca, que delícia!

shark disse...

Eu também não uso collants.
E não reparo muito nos pés da pessoa nessas circunstâncias, diga-se em abono da verdade.

sem-se-ver disse...

shark, somos dois.

O Santo disse...

mesmo apertadito de tempo mas nao resisto...

perdias o q gaija???

Anônimo disse...

eu isso de colants não percebo. Mas peúgos normais qual é o problema de dar uns pontinhos? Fica uma cicatriz mas eu gosto. Pedigree.

nos collants não dá?

Anônimo disse...

sinceramente... se os collans não forem atirados assim, sei la, a voar pelo quarto ate aterrarem atras da comoda ANTES de repararem no buraco, o gajo não é tão irresistivel assim.
palem que se ele tiver espirito ate brinca com a situação.

teresa disse...

Não reparas no pezitos? tubarão, estás a perder qualidaes...

E por acaso já viram um dedo de pé a sair por um buraco de meia? é assim uma visão um tanto ou quanto desconcentrante.

shark disse...

Eu já vi. Nas circunstâncias em apreço remendava a situação começando por essa parte previamente descascada...

Sofia disse...

Não sou uma "gaija" que use saias... no entanto, nos tempos idos que o fazia, andava sempre com um par a mais dentro da mala...
Quando uso meias dessas que se rasgam, e abre o belo do buraquinho, dou um ponto no buraco e ponho um bocado de verniz, para não puxar mais malhas... "Very Macgyver"

kiss kiss

gaija do norte disse...

a pica, santo, a pica!!!

shark disse...

(Pois, pois... Fosse eu o dono da peúga com buraquinho e tu havias mesmo de perder a pica por causa disso, pois claro.
Ganha juizo, Gaija, tu sabes lá o que é peixe-agulha...)

gaija do norte disse...

fosses tu o dono da meioca e não sei que diferença faria!
o buraco alheio nunca me fez confusão!
peixe agulha, de facto, nunca comi!

shark disse...

Faria a simples diferença de tu nem saberes de que terra és, quanto mais reparares nos pormenores da indumentária...
Há coisas que uma não pode deixar de provar se quiser aproveitar a vida.
Esquece lá o peixe-agulha, mas não dispenses a prova dos frutos do mar de um modo genérico.
:)

shark disse...

Errata: onde se lê "há coisas que uma não pode deixar de provar", o "uma" queria dizer "uma pessoa".
Mas no caso em apreço também pode querer dizer "uma marabilha duma gaija" que o sentido é o mesmo.