Prosaica

Hoje fui cortar o cabelo.
Hem e que tal para um assunto prosaico? Por vontade própria passei de uma espécie de Cindy Crawford (salvo seja) lá do post em baixo, a uma pessoa de cabelo curto castanho, todo escadeado . Pode-se dizer que tirei um peso dos ombros. E cabelos da cara. Sinto-me como os homens quando saem do barbeiro, todos limpinhos e leves. E com ar de mais novos.
E com algum frio no pescoço.
Primeiro levo carro à revisão, depois eu própria o levo à inspecção, qualquer dia falo da bola.
E até já comprei o sêlo. Que agora é mais um papel para enchumaçar a carteira. Que naturalmente , uso no bolso de trás das calças.

16 comentários:

Anônimo disse...

É tão bom, não é? Bem, eu é um exagero, máquina 0,5 e é porque tenho vergonha de passar por skinhead mas olha que quando cresce a passar de 1 já eu sufoco que nem consigo pensar direito, mas é porque como diz um amigo meu que isto parece alcatifa.

No dia em que vou ao barbeiro fica sempre dia de sol e eu a sentir-me como se tivesse largado muitos anos

O Santo disse...

ir ao barbeiro é um martirio. alias, pensar em ir é que é o martirio.
mas o que vinha ca dizer é que falam falam... mas outra q qq dia tb discretamente coça... escanhoaste?

teresa disse...

Olha eu ainda hoje estava a olhar para o espelho e a pensar que já tenho saudades daqueles meus cortes de cabelo com máquina igual ali à do Z que quando cresce um centimetro já fica a parecer uma juba...
E já que estamos a falar de coisas prosaicas, só me chateia o meu cabelo porque é exactamente ao contrário do que eu queria - se corto fica liso como uma vassoura quando devia ficar com caracõis Zé dos Cinco. Se deixo crescer encaracola por todo o lado quando devia ficar lisinho como uma India. Não há pachorra para se ser gaija, definitivamente não há pachorra. SE fosse homem podia ter saido ao meu pai - também no cabelo que no resto é tal e qual - e por esta altura estaria careca e sem chatices.

Anônimo disse...

deixa estar é tudo ao contrário, eu então se deixo crescer dantes era uma mata de caracóis mas não há pachorra. Chatice é não saber cortar a mim próprio que tanta frequência sai caro.

---> dobrada (esta é para a gaija)

Gabs disse...

O que eu fiz foi o equivalente (para mim) a uma máquina 2? . Tapa as orelhas, e os olhos...Quanto a escanhoar, era para fazer depilação, mas faltou-me tempo...
(tempo= dinheiro).
Pois, o meu estica T, desde que lhe dê com o secador ...senão nem sei, é esperar para ver.(Gel?).
Mas assim já não entope a banheira.
No outono cai muito, não é?
(cada vez mais prosaica...podia prosseguir por horas...)

Gabs disse...

Mas acham que há alguma relação entre feminilidade e comprimento de cabelo? É que o cabelo comprido fica giro é liso e nem todas temos pachorra de o estar sempre a arranjar. Pronto, calei-me.

O Santo disse...

relação? existe claro, olha lá o sansão...

Gabs disse...

Foi desde aí que os homens passaram a cortar os cabelos , por causa das Dalilas que por aí andam...

O Santo disse...

e das hortencias, das quiterias, das joaquinas...

teresa disse...

mas com o Sansão a lógica não era a inversa? Tenho cá uma ligeira ideia que sim...

Gabs disse...

Nos homens cabelo comprido = macho; nas mulheres cabelo curto = homem ? Hummmm....

teresa disse...

Lógica masculina... desiste de tentar percebê-la.

shark disse...

Também fui hoje ao barbeiro.
E naturalmente, na parte do enchumaçar, comigo acontece na parte da frente das calças...
:-)

shark disse...

(É que a cena do macho e coiso não acontece bem bem no cabelo, não sei se estão a ver...)

Gabs disse...

Vêem, a moda está a pegar... cabelos curtos é que está a dar!

ardiloso disse...

o meu anda sempre rapadinho, menos uma preocupação de manha para pentear ou fazer risco ao meio.... ahahaha