Dia do Animal

Hoje é o dia dos animais. aqui está o meu gato albino, que trouxe há um ano da União Zoófila que está numa grande quinta, nuns terrenos muito cobiçados para urbanizar, em Lisboa.
Superlotada, apesar de ter vets que esterilizam e tratam os animais que lá estão, mas as pessoas náo páram de lá deixar animais. Aliás tem escrito num cartaz na porta "Por favor não atem animais ao portão". Já já fui duas ou três vezes dar dinheiro e alimentos e trouxe uma gata, que decidiu voar pela janela da minha mãe fora, onde estava enquanto estive grávida e o meu ex não queria contactos com gatos. Foi de um 9º andar...
Depois morreu com 15 anos o meu gatarrão selvagem (tumor) e eu fui com os miúdos levar as coisas dele lá e claro, visitar a creche. Havia muitos gatos, mas nós queríamos pequeno (como toda a gente, é por isso que aquilo está cheio de cães) e de uma ninhada de brancos caiu-lhes logo no goto este, que espetava as unhas nas grades e miava bem alto. Pois e continua a miar... Agora está com o cio, mais despesas ....
E então hoje lá fui dar o meu contributo para o dia do animal e passeei um durante um bocado.
Gandhi disse que o grau de civilização de um povo se mede pelo modo como tratam os animais.
Sim, e não só.

4 comentários:

O Santo disse...

eu trato as cabras bem... sou mm civilizadinho

teresa disse...

eheheheh...

Gabs disse...

E nós também te tratamos bem...

Anônimo disse...

está com ar meiguinho e curioso, logo bem