Mascarados


Não sou uma gaija muito esquisita. Para além daquela treta toda da inteligência, da boa conversa e do sentido de humor, não os dispenso arranjadinhos, a cheirar a fresco e se tal se proporcionar, com os extras todos! Não é assim tão, tão, tão difícil encontrar um gaijo destes… eles andam aí. Só temos que tirar os olhinhos do chão e manter o radar ligado.

Reparem que não pedi lindo. Os lindos com todos os predicados que referi são, de facto, os mais difíceis de encontrar. Mas se pensar em gaijos como quem se lembra de um bom cozido à portuguesa (que por mais que se queira nunca faz uma travessa bonita), não posso deixar de concluir que para ver vistas vou ao cinema!
Posso ser feliz tempo sem fim ao lado de gaijo assim. Sei que quer que aos meus olhos ele seja perfeito por fora também e por vezes quase consegue. Gosto de lhes notar um certo cuidado, sem deixar de me preparar para a ocasião fatal que tudo deita a perder. As explicações são as mais variadas: foi a mãe que me fez a mala ou foi a mãe quem mo deu (as mais frequentes); a ex comprou-mo para umas férias na neve e hoje também está muito frio; é feio, eu sei, mas comprei na última viagem à Polónia quando soube que ia ficar no quarto do Zé. Será uma surpresa se exclamar: Oh, eu acho giro!

Não se iludam. Cedo ou tarde este momento acontece e será conveniente prepararmo-nos para o choque. Falo, como todas já perceberam, do pijama com punhos! Existem em vários tipos de malha e atingem o expoente máximo na versão turco! Quando eles nos aparecem com aquela coisa vestida, de arranjadinhos e cheirosos passam a andrajosos e quase repelentes. Aquilo não tem ponta por onde se pegue. Os ombros caem, as mangas tufam antes do punho, o rabo desaparece e a figureta da calça bem justa no tornozelo é tão deprimente que me escuso descrever ou começo a chorar… Normalmente têm padrões arrojados: verdes, castanhos e azuis com beije à mistura. Também existem na variante super-herói. Qualquer uma delas é catastrófica! Assim, cabe a nós gaijas com pavor a sofrer desilusões desnecessárias, ir avisando os nossos eleitos que nunca nos apareçam em tais preparos!

E gajas com ambição a gaija, esqueçam o pijaminha de flanela. Ganhem horror principalmente aos de ursinhos fofinhos que vos tornam ridículas depois dos 12 anos! Se por acaso ainda conservam na gaveta um de malha com punhos, e pior, algum na versão turco, esqueçam! Nunca mais cá chegam…

19 comentários:

teresa disse...

Eu acho lindo... e na versão cueca por baixo é mesmo um must...

mas um cozidito já marchava... disse...

Eu mascaro-me à tarzan nessas ocasiões, mas sem a tanga.

teresa disse...

Só te agarras à liana, é?

rei da selva disse...

Nada disso. Deixo-a ao pendurão e depois logo se vê se alguém agarra a ideia...

escarlate.due disse...

ahahahhahahah
até me custa imaginar a figurinha

gaija do norte disse...

cueca, não, chefa! para uma ocasião destas, só mesmo de truce!
(sempre gostei desta palavra!)

gaija do norte disse...

cozidito? só sabes falar em comida, é?

essa do pendurão não me pareceu muito ambiciosa...

gaija do norte disse...

não imagines, escarlate. é do mais deprimente que há. eu, que tanto treino o neurónio para estas ocasiões, quase chego à lágrima!

shark disse...

(tou a falar ca chefa, queres que me ponha a ilustrar a coisa com a dinâmica estandarte? E o decoro? Deixa lá a imagem flácida...)

gaija do norte disse...

(ca noijo de imagem! não podes falar com a chefa por email, não?)

shark disse...

(Falar ca chefa por email acerca da minha liana? Tás tonta, tripeira?)

gaija do norte disse...

(não quero saber o conteúdo dos email que trocas com a chefa!)

shark disse...

(eu e a chefa não temos segredos. trocamos receitas de culinária, cortamos numas casacas, coisas assim, de gaijas...)

gaija do norte disse...

(atão e de lianas, nada? também é conversa de gaija!)

shark disse...

(Mas a chefa não gosta de entrar em pormenores, como sabes... Por isso só falamos das lianas de outras pessoas, nunca da minha)

gaija do norte disse...

(e agora? vou pedir referências a quem?)

shark disse...

(Pede-me a mim. Mas por email...)

gaija do norte disse...

(não tenho o teu email, mas vou pedir à chefa. penso que dada a sensibilidade do tema não se vai importar que partilhemos mais um meio de contacto. já agora, quem não gosta de detalhes sou eu!)

CybeRider disse...

Que surpresas reserva a vida
Nos momentos de mais encanto
Quando as necessidades urgem
Do amor e da paixão contida
É dos embrulhos do espanto
Que as boas prendas nos surgem