Como ser um perfeito réptil numa terça-feira de entrudo.

Num tacho não muito grande fritar dois dentes de alho em azeite. Juntar cebola picadinha e os restos de uma posta de perca do Nilo cozida. Acrescentar um golo de água a ferver, uma unha de um caldo knorr e um raminho de salsa. Tapar o tacho e deixar refogar.
Quando a cebola estiver cozida acrescentar água a ferver q.b., pão cortado às fatias fininhas, rectificar o sal e voltar a pôr o testo até o pão absorver bem a água mas deixando bastante caldo. Picar um raminho de coentros e ligar tudo com um ovo.
Acompanhar com meia dúzia de rissóis de pescada e dois livros do Lucky Luke. Convém ter cuidado com a coordenação temporal para terminar a açorda, os rissóis e os livros ao mesmo tempo.
De seguida sair da mesa de gatas, avançar de rojo até à relva mais próxima, que se espera que não seja longe já que isto não é promessa, e aboborar ao Sol até a digestão estar feita.
Que vos faça bom proveito!

6 comentários:

gaija do norte disse...

isto é alguma indirecta???

CybeRider disse...

Se o pensamento nos tira
O que nos dá a barriga
Isso não vale a batalha
Mais vale conter a ira
Deitar o corpo na espiga
E esperar que o Sol nos valha.

teresa disse...

Indirecta?
Tás a vr a mesa? Tás a ver a relva? É que foi direitinha...

teresa disse...

E se não nos valer logo, esperar mais um bocadinho...

beto olhinhos disse...

Uma pessoa assim nem sabe o que lhe deixa mais a água na boca, se é a ideia dos rissóis ou a da chefa a gatinhar pela relva...

gaija do norte disse...

não me fales em rissóis que me lembro de coisas tristes!