A censura

Parece que anda por aí tudo aos saltos por causa das gajas nuas no Carnaval de Torres Vedras. Censura, gritam as hostes.
Censura? E se as gentes que gritam se preocupassem antes com o estado da nossa justiça? Ter um Procurador da Républica que durante o Carnaval configura como atentado ao pudor, por pornografia, umas fotografias com umas brincadeiras mais explícitas - nada que todos os dias não se veja nos canais generalistas das nossas televisões, no intervalo das novelas papadas pelas crianças, nos anúncios dos videos para telemóveis - preocupa-me muito mais que a censura que não houve aqui.
Se o Estado está representado nos Tribunais por pessoas com uma inteligência tão pequena que quase raia a estupidez então isso é demasiado perigoso para se poder deixar passar como uma brincadeira de Carnaval. O que acontecu em Torres Vedras não foi censura, foi aplicar a Lei tão mal que se quem o fez estivesse na Faculdade de Direito merecia chumbar três anos seguidos. E se nem num caso tão simples conseguem acertar como podemos esperar que a nossa justiça não esteja a cair de podre?

Mas censura, para mim, é isto.
O NY Post pediu desculpa aos leitores por ter publicado este cartoon. Tinha sido acusado de racismo.
Parece que comparar o Obama a um chimpanzé é ser racista. Mas racista porquê? Porque o gajo é preto? Mas não é isso que é racismo? Se ele fosse branco podiam chamar-lhe chimpanzé, como é preto não porque o coitado pode ficar ofendido. Talvez eu não esteja a ver muito bem as coisas, mas se estivesse no lugar do Obama ficaria perturbada se sentisse que tinham de ter cuidados especiais comigo por a minha pele não ser exactamente branca. Então se ao Bush, que era burro, podiam desenhar umas orelhas enormes e chamar-lhe nomes, ao Obama não podem fazer o mesmo? Isso sim, é racismo e censura.

13 comentários:

O Santo disse...

memo memo azul??? FIXE

BELEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEMMMMMMM

Anônimo disse...

tens razão, está preocupante, não tenho solução, dizem que a catástrofe borboleta é a figura da revolução,

gaija do norte disse...

eu sabia, chefa! eu sabia que eras das minhas!!

POOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTO

(agora vou ler o post!)

Anônimo disse...

Há nos Tribunais pessoas com os pés no século XXI e a cabeça no século XIX. Eu sei, eu estive lá desde 1993. a)JCFRancisco

teresa disse...

Gaija e Santo, cá para mim vocês também acreditam nos Glutões do Presto!

Z, coitadas das borboletas. Já vivem tão pouco e ainda têm que penar com as culpas dos outros?

JCF, cá para mim o problema é de pés mesmo. Os pés com que pensam.

Rachel, não si quem foi o teu prof. de Direito Penal. O meu foi o Figueiredo Dias e tenho a certeza que deve estar a olhar para isto com aquele ar de gozo que ele tem e que eu acho parecido com o Jack Nicholson.

Anônimo disse...

vivem pouco no tempo profano, no tempo sagrado são forever, and ever

teresa disse...

Sabes quais são umas das minha borboleteas preferidas? As borboletas das couves, as brancas e simples. Acho que a ausência de cores faz delas especiais.

Rachel disse...

Ó Teresa, até me apetece rir, mas é de desespero!!!!!

Mas vou-me calar, que outro dia, por causa de uma divergência, meramente académica fui escoltada à casa de banho. Tendo a Srª Juiz insinuado que a minha vontade de mijar não era mais do que uma tentativa obvia de influenciar as restantes testemunhas, conspurcá-las com as minhas ideias profanas, portanto...

teresa disse...

Rachel, como é que ainda tens paciência?
E tratas por Meretíssima? É que algumas vezes tive uns lapsus linguae e saíu-me um meretríssima... Sem querer, claro!

Rachel disse...

Foi sem querer, foi...

ahahahahhahahahahahahahahahaha

teresa disse...

Pois foi. E o ónus da prova é teu!
(juro-te que dá um gozo que nem imaginas. E as gajas nem topam. Toscas!)

snowgaze disse...

O Bush foi muitas vezes desenhado como um macaco. (mas nem tanto como neste cartoon, era a cara dele com um nariz e orelhas amacacados)

teresa disse...

Isso então seria o descalabro, que era personalizar ainda mais.