Podia acontecer com qualquer um de vós...

Mais do que o genuíno interesse num Tirsense-Riachense na Sport TV, mais do que uma lingerie comprada no Lidl, mais do que palitar os dentes à mesa, o que verdadeiramente é insuportável para uma mulher é que um homem a trate como lerda.

Aprendi este verdade indesmentível à minha custa, é claro. Era dia de almoço no Porto de Santa Maria, sol brilhante, cabelos ao vento, capota do MG levantada, eu e ela. A certa altura, eu, que nem sou de galenteios, resolvi dizer-lhe, olhos no horizonte e no horizonte estava a Segolene Royal, mas em nova, e digo-lhe que conversar com ela era como saborear um Barca Velha de 1972.

Ela ruborizou um pouco, ruborizam sempre, depois procesou a informação e, enquanto processava, levantou-se, puxou a toalha da mesa e fez cair os copos de cristal da Boémia, acabadinhos de servir com um Cabeça de Burro (sempre tive habilidade de escolher o vinho certo para cada ocasião) e saiu, enfurecida, elas quando saem, na maioria da vezes saem enfurecidas, deve ser qualquer coisa cá minha.

Infelizmente ela tinha um blog e, ainda eu estava à converesa com a jovem Segolene Royal, mas em nova, e já ela tinha publicado três posts em que contava ao mundo as minhas fracas potencialidades, mais uma graçolas com pénis asiáticos.

Nunca mais me esqueci que em 1972 não se engarrafou Barca Velha...

9 comentários:

teresa disse...

Acho que o problema nem terá sido com a data mas sim com o nome do vinho... Barca Velha? Confesso que gosto muito mas não sei se gostaria que me comparassem a um Barca Velha...

gaija do norte disse...

depende do apreciador...

sem-se-ver disse...

vc anda a repetir-se, comend... caro visconde.

Visconde de Vila do Conde disse...

sem-se-ver, se reparar bem, eu escrevo sempre o mesmo post...
(da outra vez acho que tinha um Aston Martin, e isso faz toda a diferença...)

O Santo disse...

um Aston Martin tio? (nao te importas qwue te trate assim pois nao?)
Nao li o post mas adivinho que os copos voaram dps de teres pedido o martini agitado

sem-se-ver disse...

visconde, tell me something new...

teresa disse...

Sem se ver, essa frase lembra-me sempre o Grease e o Tell me more, Tell me more, Was it love at first sight?

Visconde de Vila do Conde disse...

Santo, meu caro, trate-me como entender melhor.

(o Bond desiludiu-me nestes últimos dois filmes. no penúltimo filme apaixona-se, o que não lhe acontecia desde aquele tempo do Lazenby e veja o que aconteceu ao Lazenby, nunca mais foi ninguém, agora passa um filme inteiro drm tocar na Bond Girl, o que não lembra a ninguém)

sem-se-ver disse...

ah teresa, o greaseeeeee!