Eu já aceitei muitos desafios

Eu já fiz uma filha
Eu já escalei um monte e limpei o rabo a um cachecol na sua encosta
Eu já fui recebido numa casa tradicional de uma família masai, feita de merda de vaca e galhos de madeira
Eu já tive um melhor amigo
Eu já fiz amor na berma de uma auto-estrada
Eu já bebi uma garrafa de uísque sozinho
Eu já fui o primeiro aluno expulso na longa carreira de uma professora
Eu já tive uma irmã
Eu já fui expulso de uma igreja durante a missa dominical
Eu já vivi com uma mulher estrangeira na sua terra
Eu já tive que fugir de uma matilha de skinheads
Eu já levei bastonadas da polícia numa manife
Eu já consegui amar duas mulheres em simultâneo
Eu já fui jornalista
Eu já militei num partido político e recusei um cargo elegível
Eu já escrevi um livro que ninguém publicou
Eu já tive um salário mais alto do que o do Presidente da República
Eu já aprendi a ouvir
Eu já fiz amor num estúdio de rádio em plena emissão
Eu já me deixei humilhar por paixão
Eu já fui viciado no jogo e deixei de o ser
Eu já disse não quando um talvez bastaria
Eu já menti
Eu já me arrependi
Eu já fui um ponta-de-lança goleador
Eu já me apaixonei por utopias
Eu já desiludi
Eu já beijava bocas aos cinco anos
Eu já dancei a valsa em Viena
Eu já tenho saudades tuas
Eu já tentei esquecer
Eu já arrisquei a vida por alguém
Eu já acredito que um dia acabarei por morrer também

105 comentários:

gaija do norte disse...

gosto tanto de ti!

Visconde de Vila do Conde disse...

Grande. Como sempre.

(obrigado por ter aceite)
(aliás, obrigado por teres aceite)

Anônimo disse...

isso da morte é uma ilusão, então andei eu ali a trazer infinitos infinitos para cá, com muito cuidadinho para quê?

só que é melhor não pensar muito nisso porque uma eternidade consciente é muito cansativa, uma eternidade inconsciente é muito melhor,

gosto é de aventuras

shark disse...

Eu já sei que sim, ò esplendorosa.
:-)

shark disse...

Foi um prazer, parceiro. Sempre que te dê um impulso irreprimível já sabes que nunca te deixo a falar sozinho.
;-)

shark disse...

Estou contigo, Z. Mas um cagaço recente obrigou-me a equacionar os infinitos sob a pressão da miúfa.
E isso baralha sempre as contas de um reles mortal...
:-)

Gabs disse...

Bestial. pá! Eu não fiz nada disso.
Dois filhos, de resto acho que não.
Parabéns!

shark disse...

Nunca mentiste? Nunca te arependeste?
Esforça-te mais um nadinha, Gabs, pois tás no caminho certo para a perfeição...
:-)

Vekiki disse...

Shark, adorei ler tudo o que já fizeste :-) Eu já fiz algumas, muito poucas, das coisas que tu fizeste e gostaria de fazer muitas das que já fizeste! Leio-te, é um bom começo para sonhar fazer o que já fizeste :-)

Anônimo disse...

certo, somos todos assim, mas pensa naquilo e respira pausadamente quando a máquina estiver aos pinchos, e podes tomar todas as noites uma aspirina, que faz bem, comprovado por mim,

é muito importante dormir bem oito horas, ou parecido

bem, agora -> bazarex

teresa disse...

Eu já fui guarda redes avançada, achas que conta?

Caramba, afinal nós já todos muita coisa...

shark disse...

Vekiki: não hesites. Valeu sempre a pena.
;-)

shark disse...

Claro que conta, Chefa. Mas apanha-bolas dava-me mais espaço de manobra pra debochar...
:-)

teresa disse...

E tu, Tubarão, diz lá que utopias foram essas em que acreditaste. As dos amanhãs cantantes? (não me digas que era já a gaija a cantar...)

gaija do norte disse...

(imbejosa!)

teresa disse...

Sou. Tenho muita inveja de quem sabe cantar e de quem sabe desenhar. Duas coisas que nunca na vida consegui fazer.

gaija do norte disse...

deixa lá, eu também não e nem por isso deixei de o fazer!

teresa disse...

Sabes, acho que a grande vantagem de termos filhos é podermos cantar e desenhar e eles dizerem que somos as maiores. Tadinhos...

gaija do norte disse...

ò chefa, quantas vezes eu o fiz antes de ser mãe...

teresa disse...

Mas não tinhamos olhares de adoração mesmo quando desafinávamos...

gaija do norte disse...

isso é verdade, mas já deixei uma plateia muda, num sarau das guias, quando cometi o sacrilégio de me aventurar a cantar um solo...

teresa disse...

Alto! Pára tudo! Rewind...
Tu foste guia??????
(maricas! eu fui escuteira, que era mais másculo...)

gaija do norte disse...

na verdade, eu de másculo tenho muito pouco (hihihi), mas não percebo porque é que ter sempre rapazes ao lado para ajudar a fazer tudo torna as guias maricas!

teresa disse...

Eles não ajudavam!!! Com essa idade toda tu já devias saber que rapazes ao lado só atrapalham...

Como se chamava a tuas patrulha? A minha era a gazela. Era chefe de patrulha, claro!

gaija do norte disse...

o nome sim, era maricas... era snoopy

shark disse...

ahahahahah!
Queria ser mosca para ter visto isso...
:-)

gaija do norte disse...

por vezes apareciam por lá uns moscardos, serias tu?

shark disse...

E quanto às utopias, Chefa, foram várias.
Mas consegui dar a volta a boa parte delas, à custa de muita teimosia e imaginação.
Outras abandonei-as por serem inviáveis, como a de conseguir um dia viver com duas mulheres numa casa comum...

shark disse...

Dava uma asa para ter sido, ò encantadora...

teresa disse...

(eu não me vou rir com o snoopy....não vou... um minuto... pronto, já passou...) diz-me, como era o grito de alerta de uma patrulha com esse nome?

teresa disse...

Shark, vais fazer uma dupla hoje. É que eu também te vou dizer que gosto muito de ti!

gaija do norte disse...

ò meu anjo, não sacrifiques as tuas asas por tão pouco.

gaija do norte disse...

não faço ideia nenhuma, mas tinhamos uns pins muito giros!

shark disse...

Ò Chefa, lisonjeias-me...
(Mas acho que consegui não corar...)

shark disse...

Tá bem, assim escuso de ter de ir de avião para ir ter contigo às nuvens...
:)

shark disse...

(de ter que ir de avião. Soa-me melhor.)

teresa disse...

Soa-te? Já ouves vozes??

Gabs disse...

Por falar em chantagens torpes, xefa, esqueceste-te da proeza, carro-ponte 25 abril-noite-polícia?
Eh, eh , eh...

teresa disse...

Raramente me esqueço de alguma coisa importante, Gabs, posso é escolher o que digo e a quem digo. E agradeço que não o façam por mim,mas já que falaste nisso, e para não ficar nada no ar, não era polícia, era o sentinela do Quartel da Graça, e foi na frente dele que sai dio carro meio vestida.
Mais alguma coisa?

shark disse...

Eu se fosse possível era só saber qual das metades estava despida, se não causar muito transtorno...

teresa disse...

A que tinha estado muito encalorada. Esclarecido?

shark disse...

Só um instantinho que estou a tentar sintonizar a imagem a ver se...
...é mesmo só um nadinha e já te respondo...

teresa disse...

Demoras sempre assim tanto a sintonizar a antena?

shark disse...

Com tão poucas pistas tive que ligar também a sonda de infravermelhos...

gaija do norte disse...

essa tecnologia é um bocadinho lerda!

teresa disse...

Lerda??? Isso é favor, eu nem digo o que me parece...

shark disse...

Eh lá! Junto-se aqui a Santa Aliança encontramim?
Quantas são, quantas são?

(Em vez de ir direita ao assunto põe-se a falar dos calores e depois um gajo parece o macaco que namora ca girafa...)

gaija do norte disse...

sendo tu o macaco e a chefa a girafa!
(é tal e qual!)

teresa disse...

até te baralhas a escrever...

teresa disse...

Igualzinho... olha as minhas longas pernas iguais às da Julia Roberts...

gaija do norte disse...

foi delas que me lembrei!

shark disse...

Poizé, por isso é que evito as chamadas conversas do baralho...
Aton e a definiçon geoestratégica da ocorrência, hum?

Gabs disse...

Eh pá, fogo, só falei em carro e ponte e noite e polícia, não ias a acelerar bêbeda na ponte, não ?
Pensei...

shark disse...

Isto tá bonito tá...
Eu é que sou o macaco e a ela ocorrem-lhe as pernas da chefa...

gaija do norte disse...

queres cumbérsa?

shark disse...

Estou sempre pronto para dar à língua.

gaija do norte disse...

linguareiro?

teresa disse...

Não... não ia... nem tinha carta. mas já que insistes, vamos a isto, troca por troca. Eu conto uma, tu outra. Se não te lembrares de nada eu posso ajudar.

E agora para o Tubarão, que quer a não sei quantas estratégica... Já passei a ponte a comer uma sobremesa, para usar figuras de estilo comuns, com a particularidade de no carro só irem duas pessoas. A outra ia a conduzir.

shark disse...

Mau...
Não me puxes pela dita cuja...

shark disse...

Aos ziguezagues, presumo...
:-)

gaija do norte disse...

cruzes! eu não te puxo por nada!

shark disse...

Obrigado. Ainda tenho as várias mal coladas...

teresa disse...

Achs que eu estava a olhar para a estrada, ó cromo?

shark disse...

As várias próteses...

shark disse...

O quê, não era tu que ias ao volante?
Ò balhamedeus...

gaija do norte disse...

"as várias mal coladas"? não gosto de te dar trabalho, mas não te importas de explicar como se eu fosse um ganda cromo?

teresa disse...

andas a ficar com sotaque ou é impressao minha?

gaija do norte disse...

proteses, tubarão??? que proteses???

teresa disse...

Ai tu também és croma?? Daqui a um pouco isto parece a caderneta da Heidi.

shark disse...

Que próteses? Só se descobre em puxando...

gaija do norte disse...

estás caladinha ou queres que sobre para ti?

teresa disse...

Sobre? Tens para a trca? falta-me o 28 e o 46

shark disse...

E falta-te também uma tecla do lado esquerdo...

gaija do norte disse...

(do direito!)

eu tenho o bacalhau!

teresa disse...

Posso ficar com o rebuçado, que tu não gostas?

teresa disse...

(e gaija, ele é canhoto, não ligues...)

shark disse...

Ahn?
Qual bacalhau? E qual rebuçado?

teresa disse...

tss tss tss... não percebes nada de cromos, é o que é...
Amador!

gaija do norte disse...

só te dou o rebuçado se tu tiveres um caramelo para a troca! vaquinha!!!

shark disse...

Pronto, tá na hora de eu ir prá caminha...

teresa disse...

vaquinha mole não tenho, só dos rijos. mas tu estás a fazer bluf, que também não tens o rebuçado, portanto pago para ver.

gaija do norte disse...

não estás a dizer que te damos sono, pois não tubarão?

teresa disse...

Belo Adormecido! Vou dizer ao visconde que nunca estive no castelo da dita mas sou amiga de um dos donos...

shark disse...

Sono? Vocês dão-me é insónias...
Uma pessoa vai daqui a pensar em rebuçados e em prevenção rodoviária e o camandro e não pode fazer como na areia da praia.
Tem mesmo que tentar adormecer de barriga pró ar...
:-)

shark disse...

Unha e carne. Com um dos donos.
(E quem me dá a beijoca para despertar da maldição, quem é?)

gaija do norte disse...

se prometeres que te transformas em sapo...

teresa disse...

Badalhouco!

gaija do norte disse...

masquéstamerda?
agora deu-lhes para isto... pôrra!

shark disse...

Até me transformo num unicórnio, pelo prazer de um beijo teu.

shark disse...

Badalhouco? Eu? Tava a falar dos problemas na coluna...

gaija do norte disse...

um dia vou cobrar essa treta toda :)

shark disse...

Já ando a poupar para a ocasião.

gaija do norte disse...

ca noijo! vou ficar toda lambuzada!

teresa disse...

Eu não aconselho essas coisas das cobranças. Eu também comecei assim e agora, apesar de já ter as contas mais que acertadas, comecei a fazer e a dar uns creditos... É que não largo mesmo.

Gabs disse...

Ok, ok, vou então dar as minhas pistas para chantagens torpes:
noite- jardim- polícia- esquadra?

Gabs disse...

Esta foi comigo, claro. E mais ninguém conhecido.
Agora já não posso ser famosa, vão desenterrar estes esqueletos...

teresa disse...

Deixa lá isso... fica para outras núpcias que eu não me esqueço.

Anônimo disse...

portanto, eles agora estão todos a jantar, isto é comigo

:--------)

Anônimo disse...

:--------------------------)

Anônimo disse...

:----------------------------------)

Anônimo disse...

;)))

shark disse...

Interrompi o jantar de propósito para te vir fazer companhia, Z.
Venho com uma coxa de frango numa mão e um aperto amigo na outra.
:-)

gaija do norte disse...

mas tenho o meu ali ao lado, e está tão lindo... té já!

(tu come, tubarão!...)

shark disse...

(Só ao almoço, fabulosa. Só ao almoço...)
;)

gaija do norte disse...

vê lá... não queremos que te dê a fraqueza.