E agora algo completamente diferente (é um desafio, sim...)

Eu já vi um homem morrer nos meus braços
Eu já dormi uma noite nos jardins do Champ de Mars, mesmo ao lado da Torre Eiffel
Eu já fui expulso da Turquia
Eu já vi o sol nascer no mar
Eu já nadei num lago alpino
Eu já atravessei um glaciar a pé
Eu já tive medo de morrer
Eu já li livros e, quando acabei, fui a correr comprar o filme
Eu já vi filmes e, quando acabei, fui a correr comprar o livro
Eu já pensei em francês
Eu já acampei junto à rede de um parque de campismo, do lado de fora, para não pagar
Eu já tive um Alfa Romeo e tenho saudades dele
Eu nunca comprei carros nem telemóveis nem relógios
Eu já fui presidente de uma associação de estudantes
Eu já andei à porrada
Eu já desmaiei a dar sangue
Eu já corri até ao fim a meia maratona de Lisboa e não fiquei em último
Eu já ganhei uma corrida de kart
Eu já jantei no relvado do estádio de Alvalade
Eu já pesei 65 quilos
Eu já joguei Tetris até ficar com lágrimas nos olhos
Eu já achei que podia mudar o mundo
Eu já perdi os dois meniscos a esquiar
Eu já escrevi numa máquina de escrever
Eu já tomei banho de mar à noite, nu
Eu já entrei no castelo da Bela Adormecida
Eu já conduzi bêbado
Eu já me apaixonei por uma mulher e ela não percebeu
Eu já achei uma mulher linda e, de manhã, ela afinal não era assim tão linda
Eu já sorri para uma mulher na rua só porque me apeteceu
Eu já joguei na roleta e perdi
Eu já ganhei mais dinheiro do que aquele que conseguia gastar
Eu já fiz amor num barco a caminho de uma ilha grega
Eu já trouxe para casa uma cadela abandoada. E uma gata.
Eu já fui o melhor aluno da turma. E da escola.
Eu já apostei tudo numa pessoa, contra todos, só porque achava que era a coisa certa. E era.
Eu já gastei todo o dinheiro que tinha numa ideia
Eu já sabia ler antes de ir para a escola
Eu já me emocionei a olhar para um quadro
Eu já chorei no ombro de um amigo
Eu já andei à chuva num descapotável enquanto bebia gin
Eu já fui menos cerebral do que sou agora

34 comentários:

gaija do norte disse...

então, visconde, vai começar a deixar de ser feliz?

shark disse...

Muito bem.
E pode fazer o obséquio de fornecer uns tópicos acerca da natureza do dito desafio, caro Visconde?

Visconde de Vila do Conde disse...

É simples, Shark. Qua cada um desta casa faça o seu "Eu já...". Aposto que não se nega, meu caro.

Visconde de Vila do Conde disse...

Senhora do Norte, sempre tão clarividente...

gaija do norte disse...

(hoje estou com mau ar...)

shark disse...

(Não acredito que tal seja possível, ò magnífica.)

shark disse...

Claro que não me negarei, em sua homenagem.

O Santo disse...

o
eu ja li um post deste tamanho serve?

ou teem de ser mts eu jas?

gaija do norte disse...

tubarão, o visconde tirou-me metade do título, por isso só posso estar com mau ar...

gaija do norte disse...

sabes santo, depois de ler o post, esqueci-me de metade da minha vida!

Visconde de Vila do Conde disse...

Santo, tem que ser muitos "Eu Já". E todos verdadeiros, evidentemente

Visconde de Vila do Conde disse...

Jovem Senhora do Norte extremamente atraente, cuidei que me daria o previlégio de a poder tratar pelo diminuitivo. Perdoai-me a insensatez e a afronta. Não voltará a repetir-se...

(Céus, como estou envergonhado...)

Anônimo disse...

meu caro, isto o que é preciso é calma. Tenho andado a pensar se aqui no cabra não podíamos formar uma associação de Viscondes&Desvalidos, eu assumo o segundo título, sei que as cabrinhas não me perdoam o masculino universal, mas são jeitos de Y.

o meu caro ficaria optimamente como Presidente da Direcção enquanto que eu posso ir para a mesa da AG se gostarem daquelas corridas tipo Alice&Wonderlands dirigidas pelo Dodo.

a vice-presidente pode ser uma menina

Tenho saudades é dos sofás de couro da Sociedade de Geographia, o meu caro com o seu cohibas e eu com o meu português azul pequenino enquanto combinávamos a expedição às minas de Salomão,

coisas de Blake&Mortimer

bem, agora que já tratei da minha cúspide tenho de mergulhá-la na cauda de andorinha que apetece-me anunciar a Primavera já

Visconde de Vila do Conde disse...

(Blake & Mortimer? Só pode ser boa pessoa, meu caro)

Gabs disse...

isto é para nós seguirmos a ideia ou dizer se fizémos? Ter 65 kg, guiar bêbeda, ver filmes por ler o livro "Amor de Perdição" (levados pela professora) e ver filmes e ler o livro "E Tudo o Vento Levou".

Visconde de Vila do Conde disse...

SEguir a ideia, Gabs. Em lhe apetecendo, claro.

Anônimo disse...

meu caro, nesta versão Desvalido entretenho-me muito com matemática, é bela, portátil e gratuita. Então é só para avisar que já enviei a cúspide rematada de cauda de andorinha para quem de direito. Agora é esperar, coisa que não é o meu forte, mas enfim, Sol, cigarro, roupa para levar e até uma aspiradela configuram o meu horizonte imediato. A que se seguirá um esticar de patas merecido.

Na hipótese de lhe interessar consta que a coroa dos reis de Bragança, ou seja de D. Maria I e D. Pedro III, está no Sagrado Sepulcro em Jerusalem.

Visconde de Vila do Conde disse...

Meu caro, agradeço-lhe a informação, saiba que várias vezes me questionei sobre o paradeiro terminal da coroa dos reis de Bragança, sem sucesso até há dez minutos atrás.

A jeito de partilha de informação entre dois homens bons, à excepção de mim, sempre lhe digo que o Brent está neste preciso moento a 42,81 dólares o barril. O que, parecendo uma boa notícia, não o é.

Anônimo disse...

não é? Eu aí baralho-me nas coisas, mas meu caro agora tenho de desenferrujar as patas, que nós aqui de há uns tempos a esta parte funcionamos a metacarpos,

no entanto continuaremos com todo o gosto a conversa mais logo,

também perdi o paradeiro do Florentino no Brasil na década de 60 do século passado, vou passando estas histórias que as minhas costelas de visconde estão abaixo de saldo, ou seja: vacilam entre o gratuitas e infinitas, que o meu pedigree dá-se muito mal com preços, nunca consegui ajeitar-me com a mercantilização,

salut et on y va,

teresa disse...

Podemos fazer um campeonato de Tetris?

E obrigada, fiquei a saber que aquele homem que um dia me sorriu na rua afinal era um Visconde...

teresa disse...

Decidi pedir explicações a todos e de si gostava quem é o seu fornecedor de automóveis,relógios e telemóveis. Pode emprestar-mo? Eu garanto que não estrago.

Visconde de Vila do Conde disse...

De relógios, os meus amigos e familiares chegados, que conhecem esta minha fixação.

De telemóveis e automóveis trata de os substituir a cada dois anosquem me paga o ordenado.

(não há mais nada que queira saber?...)

teresa disse...

Não cutuque a onça com a vara curta, visconde...

Visconde de Vila do Conde disse...

Teresa, já lhe dei mostras que sou rapaz para não me esquivar a satisfazer-lhe um desejo...

teresa disse...

Touché!

Mad disse...

Eu já...
me emocionei com um post escrito por alguém que não conheço...esta foi mais uma dessas vezes.

shark disse...

Olha quem ela é...
(Bem vinda! - Só faço o papel do anfitrião porque não está presente o autor deste post. E porque sim.)
:-)

Mad disse...

:-)
Obrigada.

Visconde de Vila do Conde disse...

Mad, seja bem vinda. E muito obrigado, foi muito bonito o que escreveu.

(Shark, obrigado por não ter deixado a Mad à espera)

Mad disse...

Obrigada caro Visconde,
fui muito bem recebida nesta casa.

Mad disse...

Obrigada caro Visconde,
fui muito bem recebida nesta casa.

Mad disse...

Obrigada caro Visconde,
fui muito bem recebida nesta casa.

O Santo disse...

Ja tinhamso percebido Mad, mas sejas mto bem vinda sim.

(e desculpa la mas nao consigo nao recordar a MAD revista... excelente)

Clara disse...

Oh. Eu também vou fazer, lá no meu sitio (embora com muito menos interesse do que este, claro, a minha humilde vida não se presta a tanto).