O Caso Esmeralda

Estava a ver nas notícias, como obrigaram a pequena Esmeralda/Filipa a passar o Natal com o pai biológico, em vez de com o sargento Luís e mãe adoptiva. Parece que a pequena não queria ir, foi entregue no tribunal, mas recusava-se a sair do carro.
Que belo natal.... agora a custódia está dividida, é? Não percebo nada. Com a idade que tem, não pode dizer com quem gostaria de viver? E que pai biológico é este que vendo que a filha prefere os pais adoptivos, persiste em levá-la? Parece a sentença de Salomão "corta-se a criança ao meio".
Gostava de saber qual dos dois pais concordava.

2 comentários:

Gabs disse...

Chateia-me que ninguém diga nada.
Amuaram , foi?
Já vos contei aquela dos três alentejanos que foram jogar golfe , e um dava o campo, o outro o taco e o outro disse que não jogava?
E agora uma música do Tony carreira: lalalalalalalalalalalalala

Gabs disse...

Hum, há uma série de crinças que se dividem entre os pais, no Natal.
Os filhos dos divorciados. Mas costuma ser noite com um, dia de Natal com outro, e levam prendas nos dois dias. Eu não tenho problemas com isso. Gosto de ver os filmes na TV e prefiro vê-los de manhã a abrirem os presentes. O Pai Natal vem de noite.