Vida de Pecado.

Hoje foi uma tarde de Pecado. E de queijo. E de marmelada. E de Pecado outra vez.

Ontem acabei a noite com o Pecado. Eram três da manhã, hora a que, sabemos todos, os demónios andam à solta e as tentações da carne são muitas.
Tudo começou duas horas antes, com um sms curto e inesperado. De repente, entre uma lareira acesa e um filme qualquer, cai-me no colo um "vai abrir o portão". Não fui, que estava escuro e ainda tropeçava e isto é tudo gente muito brincalhona, e só fiz bem que afinal o portão nem precisava de ser aberto, mas como nunca se sabe, e há pessoas capazes de tudo, fiz o que qualquer gaija faria, peguei no telefone e liguei a outra gaija, porque a situação não era para menos. É que há coisas que ficam sempre estranhas quando têm de ser contadas e explicar a alguém que está longe que outro alguém nos entra casa dentro às tantas da manhã sem aviso prévio e sem se saber muito bem porquê, não é bota fácil de descalçar. Muito menos se a embrulhada mete ex-namorados que passam a amigos e namorados que não se quer que passem a ex.
Mas pronto, estava eu a dizer que uma situação destas só mesmo conversa de gaija resolve e assim lá fiz o sacrifício de telefonar a quem sabia que me iria ouvir. Ouviu, falou, voltou a ouvir, e a conversa foi profunda e profícua. Foi de tal maneira que acabou com a gaija, a tal, a do norte, a original, a mandar-me por sms várias receitas de bolos que guarda no telemóvel. E que, agora, também estão no meu. E foi assim que cheguei ao Pecado.
O Pecado são só dois chocolates pretos, muitas natas, uns ovos, bastante açucar, forno q.b. e a orgia está pronta. Redonda, castanha, a escorrer creme e a pedir comam-me.
E agora, eu pecadora me confesso!, comi-o.
Mergulhei em Pecado durante a tarde toda. Cortei com o tal queijo para desenjoar e voltei ao Pecado. E confirmei o que já sabia - o meu nome devia ser Maria Madalena, que Teresa é demasiado santo para mim.

37 comentários:

gaija do norte disse...

ò chefa, diz lá se não sou uma grande (mas boa) pecadora?

teresa disse...

És quase tão pecadora como eu, ó Madalena

gaija do norte disse...

(lá está ela a puxar os galões!)

gosto de e da madalena, mas com os nossos pecados não vamos ter a sorte dela.

teresa disse...

Ora essa, pecado mortal é pecado mortal. Basta um, que ninguém morre duas vezes...

gaija do norte disse...

matou-te? esse bolo delicioso, matou-te? então não é pecado, quanto mais mortal!

teresa disse...

não matou, mas agora a minha pergunta é outra. Se são pecados mortais, pensa lá comigo, deve ser o mesmo fazeres um ou muitos.Se te lixas logo com o primeiro porquê parar?

gaija do norte disse...

esse conceito está mesmo muito mal explicado. eu considero pecado mortal aquele que mata, e pecado venial sempre que é feita uma vénia. ora como não me lembro de ter morrido nem de ter feito vénias...

(agora vou ver a receita das favas com chouriço que já está tudo no tacho mas acho que me falta qualquer coisa e isso é que é pecar!)

Gabs disse...

Mais vale ter um pássaro na mão do que dois a voar. E tanto bolo, só para dois? Mas obrigado por partilhares,ficamos felizes de te ver feliz.

gaija do norte disse...

dois? que dois? também estás grávida, chefa?

teresa disse...

Olha, se estiver tudo se cria...

Dois? Que eu saiba aqui em casa somos três e não é tanto bolo assim.

(gaija, puseste rama de alho? é imprescindível. Se não tiveres usa alho francês. Não fica igual, mas é melhor que nada. E não te esqueças de cozer ovos. Com favas devem comer-se ovos)

gaija do norte disse...

(tem alho francês. os ovos são escalfados, no fim!)

deixa o sebastião apanhar o bolo e vais pensar que convidaste o regimento de infantaria...

teresa disse...

e sebastião não rouba comida! e mesmo que roubasse também já não havia assim tanto.

Anônimo disse...

olha voltou o gatinho,

estou a meio dum filme que tem um black bonzão que tem uma cachorra pastor alemão e dormem juntinhos, enroscados.

São os únicos sobreviventes de um vírus tramado.

Mas eu agora só vejo meio filme por dia que ando muito impressionável.

Gabs disse...

E do santo, continua sem se saber nada? É caso de polícia. Sem Rasto.

teresa disse...

Tambem se pode lançar um apelo no programa da Senhora Dona Fátima Lopes...

teresa disse...

Z, ontem, pela primeira vez na minha vida tentei ver o Shining. Detesto filmes de terror... Parei a cena do triciclo pelos corredores... nessa altura as miúdas entraram na sala sem eu contar e dei um salto até ao tecto.

Anônimo disse...

também não gosto, fico com o coração a bater nas orelhaas, mas o Shinning vale a pena.

Olha eu levantei-me a meio da noite poara comer uma torta, estava a lamber-me no meio de um sonho que até molhei a fronha,

está lindo está

o que vale é que parece que estou a conseguir abrir nova ronda de contactos, caramba há-de dar!, quero trópicos, quero sul, quero sol, quero mar, quero sabor tropical, quero me perder a amar

e vou!

teresa disse...

E eu torço por ti todos os dias que percebo bem de mais essa necessidade.

Anônimo disse...

acho que é mais desejo que necessidade, sei lá,

mas obrigadinho, também não precisas de preocupar muito que eu sou danado, até hoje cumpri todos os meus grandes sonhos que Deus ajuda, é só é uns tempos depois do que pensava, mas é porque entretanto há sempre coisas pendentes e tenho de dar a volta ao meu dragoeiro que é muito ciumento, será?

bjocas

Gabs disse...

Mas também escusas de estar sempre a fazer inveja com os bolos, eu até estoa a dieta vê lá, desde que fui chamada de gorda (e apesar da balança dar o mesmo peso), ando a a sentir-me um elefante, copa C.

gaija do norte disse...

és corajosa, chefa! eu virei no primeiro minuto, ainda o menino estava a falar com o dedo em frente ao espelho...

teresa disse...

Estava a testar os meus limites, gaija...

O Santo disse...

santo ta aqui.... bolo é que népia, nem de velas

teresa disse...

Foi de vela?

O Santo disse...

nao vi.... onde?

teresa disse...

olha ali.... não vês nadinha...

O Santo disse...

nem bola nem bolo nem.... sera da idd?

teresa disse...

Da idade? Não é de certeza...

Gabs disse...

Se nos convidasses o rebanho fazia um bolito com umas 50 velas...ou menos....

O Santo disse...

tas convidada... tras la o bolo

mãe disse...

Minhas senhoras, desculpar-me-ão a intromissão mas, está tudo muito lindo, um lindo post, uma linda fotografia, comentários muito lindos também, agora o que já não está nada, nada bem, é receitazinha do Pecado não estar aqui disponível para uma pobre e santa alma com vontade de pecar.
Não quereriam fazer o obséquio, não ?
Agradecida

teresa disse...

Mãe, a receita não é minha, mas aí vai.

Pecado.
1 lareira acesa
1 Tapete macio
música q.b.
6 gotas de perfume
1 homem lindo
1 gaija

Ups... não era esta, pois não???

Muito bem, tentemos a outra.

4 ovos
200 g açúcar
200 g chocolate barra
190 g manteiga

Cobertura:
1 pacote natas 200 ml
170 g chocolate barra

Bater bem ovos com açucar. Juntar chocolate derretido com manteiga. Voltar a bater muito bem com vara de arames.
Vai forno em lata untada com manteiga e farinha (em bolos escuros uso pão ralado na vez da farinha). Forno a 190º durante 35 minutos.

Depois de desenformado (fica baixinho) cobrir com o creme de chocolate.

Atenção, este bolo é uma verdadeira bomba!

(com a devida licença, devida porque nem foi pedida, da gaija do norte que neste momento deve estar com mais que fazer que pensar em pecados. Ou talvez não.)

mãe disse...

Ah pois, se calhar eu não me expliquei bem, mas eram as duas, eram... ;)obrigada.
Vou já experimentar a segunda, que para a primeira não tenho todos os ingredientes...

shark disse...

Hummm. A mãe não tem lareira...

teresa disse...

Depois diz se te deliciaste... (com a segunda, claro!)

teresa disse...

ou então tem lareira mas faltou-lhe a lenha...

mãe disse...

claro que não tenho lareira. Nem tapete...