Caramba, eu não posso estar em todo o lado...


Eu até nem ligo a estas coisas, toda a gente sabe que não, é perguntar que toda a gente sabe que eu é mais finança e futuros e assim. Mas tenho responsabilidades cívicas que não renego. E, quase doze horas depois, é inconcebível que ninguém desta casa tenha tido um gesto de simpatia, um carinho, uma atenção para com a jovem Ksenya Sukhinova que acaba de ser coroada Miss não sei quê, mas é coisa em grande, tipo Universo ou Mundo ou lá o que é, aposto que falou da fome em África e de paz e de crianças infelizes.

26 comentários:

teresa disse...

Imperdoável, Visconde. Não costumo deixar passar uma notícia destas.
E, para lhe provar a minha boa fé, deixo-o com as declarações de uma outra miss,esse fenómeno da natureza..

"Pergunta:
Se pudesse viver para sempre, aceitaria e por quê?

Resposta: Eu não viveria para sempre, porque não devíamos viver para sempre, porque se supomos que devíamos viver para sempre, então viveríamos para sempre, mas como não podemos viver para sempre, que é o caso, pois então é isso mesmo eu não viveria para sempre, compreende? ..."

Compreendido, Visconde?

gaija do norte disse...

chefa, hoje é domingo e eu acordei (outra vez) agora. venho ler o teu comt mais tarde, compreendes?

teresa disse...

Não. Podes mandar o tal desenho do costume?
(andas com os sonos atrasados?)

Visconde de Vila do Conde disse...

Era só o que me faltava, um post desta categoria com a caixa dos comentos a querer transformar-se numa conversa de messanger...

teresa disse...

Messanger?!!...
Visconde, também foi miss?

gaija do norte disse...

(deve ser um prato de domingo, que também desconheço...)

teresa disse...

(é que deve ser isso mesmo...)

Visconde de Vila do Conde disse...

(vocês, minhas senhoras, fazem-me trocar as letras todas...)

teresa disse...

Ai Visconde, que ainda vira plebeu...

gaija do norte disse...

"vocês", visconde? "vocês"?

teresa disse...

(psiuu, gaija, é o que eu digo...)

gaija do norte disse...

(se se confirmar ainda o queremos? afinal, um bocadito de sangue real era uma coisa, agora assim...)

teresa disse...

(não sei, fiquei em estado de choque... vamos ter de repensar tudo... )

gaija do norte disse...

(sabes que não consigo ficar zangada... se o visconde prometesse que ia ao natal dos hospitais e trazia autografos daquela gente toda, já era penitência suficiente?)

teresa disse...

(que tal ir ao Natal dos Hospitais mas para fazer um número de musicól?)

gaija do norte disse...

(que tal cantar qualquer coisita do "música no coração"?)

teresa disse...

Olha, ficava tão giro no papel de Capitão von Trapp

gaija do norte disse...

(balhamedeus... e eu aqui a pensar na maria...)

teresa disse...

Na Maria? Querias o doe a deer, a female deer, ray a drop of golden sun, me a name I call myself, far a long long way to run
(ó pra mim que sei isto tudinho... posso ser eu a Maria??)

gaija do norte disse...

oh, podes... que desconsolo...

teresa disse...

Desconsolo? mas eu não pareço mesmo mesmo a Maria? Sou eu e a Júlia Pinheiro...

gaija do norte disse...

tenho a ceteza que encontras alguém mais adequado ao papel...

teresa disse...

Olha que és capaz de ter razão... é que já estou mesmo a ver...

gaija do norte disse...

tens que ter a "ceteza"...


(antes que apareça o edito...)

teresa disse...

Tenho a cetezinha...

O Santo disse...

eu sobre misses percebo pouco, e tenho mta dificuldade em falar do que nao sei... o normal