Voyeurs...

2 comentários:

samuel disse...

Se os árbitros deixam de tocar nos presentes, onde é que vai parar o futebol. Ainda por cima pode haver "presentes" que fiquem com o amor-próprio ferido...

Abreijo

ernesta disse...

eu estava a pensar nesses.... será que na escola de árbitros aprendem a auto-controlarem-se?