Casa Pia: Ex-monitor condenado a 5 anos e 6 meses de prisão

Este tipo, que só pode ser um animal, que abusou 32 vezes de duas crianças surdas mudas, foi condenado a cinco anos e meio de cadeia. Uma farturinha, que se tudo correr bem daqui a dois anos está cá fora e criancinhas não faltam por aí.

Quer-me parecer que esta pena é uma consequência bem prática das alterações do novo Código Penal, que considera que pode haver crime continuado no caso de abusos sexuais. Esta besta em vez de ser condenada a 32 penas, por 32 crimes, para ver se se lembrava 32 vezes da porcaria que fez, e só depois ser feito o cúmulo jurídico destas penas todas, que mais de 25 anos não podia nunca levar, deve ter sido condenado por dois crimes de abuso, um por cada criança, continuados no tempo. Devia ser interessante tentar explicar às criancinhas que aquela vez, e a outra, e mais a outra, no fundo no fundo era sempre a mesma. Como diriam os brasileiros, que percebem destas coisas, pimenta no cu do outro é refresco...
Sorte a dele, não é, isto de agora se poder considerar que nestes casos há crime continuado e ter aparecido tão a propósito uma alíneazinha nova no Código Penal. Se ele soubesse disto a tempo até talvez tivesse aproveitado mais algumas vezes, que a diferença agora nem havia de ser muita. Ou nenhuma.

Espero, sinceramente, que a pena lhe seja leve e que na cadeia seja bem tratadinho. Tão bem ou melhor do que ele tratou aqueles dois miúdos. E de forma continuada, de preferência!

3 comentários:

shark disse...

A minha vénia e a minha total concordância.
Rentes e com requintes de crueldade. Para perceberem melhor a ideia.

ernesta disse...

Bem, se enquanto se capa não se assobia eu até tinha uma ideia para a coisa, não devia era ter voluntários...

Emiele disse...

Aliás li hoje, que na Itália, um caso de um tipo também «violador compulsivo» que quase nem aqueceu a cadeia, e assim que se apanhou cá fora voltou a violar uma menina de 4 anos. O inacreditável é que foi a mãe da menina que pediu que tomasse conta dela!!!!! Estaria em que mundo?!?!