Piores. Muito piores que animais.

The 10-minute film then moves on to a series of scenes in which black cleaners — four women and a man — are shown drinking bottles of beer in a race that the commentary describes as "down-downs," then taking part in a running race. In a final scene, what appears to be pet food is shown being mixed with garlic in a bowl. One of the four students then takes the bowl to a toilet, and is filmed urinating in it. The bowl is then heated in a microwave, divided into five plastic cups and handed to the cleaners, who are kneeling on the floor. The students shout at the cleaners to eat it. Two immediately spit it out; the three that eat it are then presented with a bottle of whisky. The video ends with an on screen message, also in Afrikaans, which translates as: "That, in the end, is what we think of integration."


Vi o vídeo. É abjecto e chega como comentário, que nesta palavra já incluo toda a porcaria do mundo.
Não o ponho aqui, mas se quiserem relembrar como o ser humano pode ser medonho arranjem estômago e vejam-no por vossa conta e risco.

3 comentários:

Emiele disse...

A SIC notícias deu hoje, à hora do almoço. Preveniu que tinha cenas chocantes.
Realmente tem, e dizer chocante é pouco.

karla disse...

Para aquelas cabecinhas loiras, os outros são uns selvagens. Para a minha, os selvagens são estes. Vergonhoso. É por estas e outras mais subtis, que há revoltas e tiros e pedradas.

teresa disse...

por este vídeo já está a haver. pelo menos pedrada que aos tiros espera-se que não cheguem..

passaram o vídeo, Emiele? acho demais para a hora do almoço, ainda por cima com miúdos em casa. É que esta violência faz pior que a outra, que esta entra de mansinho e até passa por piada.