Sim, mamã!

Estávamos os dois deitados num sofá cama na lavandaria da casa da minha mãe. Era um sofá verde escuro, com mantas castanhas, horroroso, entalado a um canto ao pé do portão vermelho. As minhas jeans estavam caídas no chão ao pé de mim e ele estava a tirar as dele. As t-shirts e as cuecas ainda cobriam as nossas partes pudibundas quando a minha mãe entrou com um enorme alguidar amarelo cheio de roupa para lavar. Bem presente na minha memória está a figura dele meio enfiado nas mantas e com as calças pelos artelhos e eu com os olhos desesperadamente pregados nas explícitas calças que jaziam no chão enquanto gaguejava umas desculpas e ouvia dela aquelas coisas que as mães dizem quando apanham as filhas embrulhadas com um gaijo num sofá.

Acordei nessa altura.

Digam-me. Expliquem-me. É normal ter 46 anos e sonhos destes???!!…

Estou a viver com a minha mãe. Melhor, quer-se dizer, pior!, a minha mãe está a viver comigo. Como a Gaija diz que eu disse, afinal morri e vim para o Inferno…

23 comentários:

Joaninha disse...

Amiga, estás na fase alucinogénica (acho que é assim que se escreve).
Já nem precisas de prozac :)

tereza disse...

Pois também me parece que não joaninha.
(e álcool, posso? muito álcool??)

gaija do norte disse...

ingrata!

(tu disseste!!!)

AnaT disse...

não sei se será boa ideia o alcool com o prozac... mas pode ser que comeces a sonhar o mesmo de novo mas sem a parte da tua Mãe a entrar...;o)

gaija do norte disse...

ana t, ainda te contrato para assessora das boas ideias!!!

tereza disse...

Não é ingratidão, Gaija, que sou muito grata nestas coisas. O que se passa é que fiz uma viagem qualquer no tempo e ainda estou com jet lag. Mas vai ao sítio. Espero!....

tereza disse...

Ana, isso queria eu....

AnaT disse...

E pagas bem?? (Olha que eu aceito...)

sem-se-ver disse...

ok, estás morta-viva, então.

(tem lá calma contigo que ela tem olhos azuis)


até amanha, que tenho de ir a um sítio.


fica bem.

AnaT disse...

Bem vcs são uma kridas mas hoje tenho que ir mais cedo, reunião de Pais na escola!...

Gaija não me esqueço da tua proposta! :o)

tereza disse...

Pois tem SSV e hoje até já estou mais calma, até já consigo vir aqui. Foi só o impacto inicial...

tereza disse...

Ana, o Prozac e o álcool resultam? A sério? Já estou a caminho para tratar do assunto

calamity jane disse...

Não lhe dês no Prozac, olhà libido...

(de vez em quando sonho que vou ter exames de admissão à faculdade e que não sei nada...)

O Santo disse...

sempre achei que devia ajudar os amigos a realizarem os seus sonhos.... xefa, que nao seja por isso

tereza disse...

Santo, 'inda há pouco disse que tu também não vais para o céu...

Mente Quase Perigosa disse...

Freud ía ter um dia em cheio...

CybeRider disse...

(Hum... Um sonho sobre a temática do tal "temor reverencial"...). Mas acho que a análise a quente (pois... Inferno e assim...) exorciza isso de vez.

Prozac não. O CC explica. Como é irrelevante como forma de coacção moral, acho legítimo retomares o normal decurso da parte jurídica relevante do sonho.

:)

calamity jane disse...

(estive agora a atentar melhor na diversidade cromática do teu sonho, Tereza... e há quem diga q não se sonha a cores!)

calamity jane disse...

(quem é o CC, Cy?)

CybeRider disse...

Olá CJ!

(Os meus sonhos são mesmo a cores:

http://outranaferradura.blogspot.com/2009/02/pesadelo-horrivel.html)

CC = Código Civil

:)

calamity jane disse...

(mas o que é que o prozac tem a ver com o código civil???)

CybeRider disse...

Como a questão é irrelevante, não vale a pena o Prozac, é encarar a coisa sem cisma. :)

O Santo disse...

ja na se pode ver os amigos felizes... ai ai