Acordares

Senti-me acordar. Pelo barulho que os pássaros faziam lá fora a noite devia ter desaparecido há muito pouco. Não me apetecia mexer. Estava deitada de bruços, com os braços cruzados por baixo das almofadas, como sempre durmo, e com todo o meu corpo entorpecido num doce langor. Continuei sem me mexer tentando só abrir os olhos. A manhã estava ainda a começar e a luz entrava timidamente pela janela aberta.

Demasiado cedo, faltavam mais de duas horas para ter de me levantar. Não percebia aquele meu acordar extemporâneo. Senti calor, muito calor, mas o ar fresco nas costas nuas e destapadas aliviava-me. Continuei sem fazer um único movimento, saboreando com calma a manhã e tentando entender o que me tinha roubado ao sono. A casa estava silenciosa, os pássaros não faziam mais barulho que o habitual àquelas horas, a luz, que prometia muito sol, não me incomodava, o calor que me fazia transpirar era agradável. Estava na minha cama, no meu quarto, e tudo me pedia para me deixar ir, voltar a adormecer, aproveitar o conforto daquele ninho.

Foi então que percebi que não estava sozinha. E percebi a razão do meu acordar. E percebi que a paz até aí sentida não voltaria mais. O meu quarto, tranquilo e acolhedor, tinha-se transformado numa câmara de tortura. Todo o meu corpo se retesou e subitamente começou a mexer-se em gestos desenfreados e loucos. As costas nuas e atractivas foram impiedosamente tapadas com o lençol e a cabeça juntou-se aos braços debaixo das almofadas. Mas o zunido, aquele zunido terrível, não me saía dos ouvidos, transformava-me numa assustadora máquina de impropérios, ensandecia-me, roubava-me toda a magia do meu despertar.

Tinha uma puta de uma melga no quarto!

5 comentários:

AnaT disse...

Como te compreendo Tereza! São do piorio!

O Santo disse...

ja faz mto tempo desde que tive a ultima melga no quarto, se bem que o não dormir, o calor, as costas nuas e etc... tb se aplicavam

AnaT disse...

Santo, que raio de melga era essa? Devia ser loura... cheia de curvas, não?

gaija do norte disse...

(disse-te que ele está em todo lado e castiga as meninas que dizem asneiras?)

O Santo disse...

onde viste uma melga loura e com curvas? nao sao todas fininhas com assas e pretas??