CONTA COMIGO

Todos nós temos amigos. Todos nós damos tudo para os ver felizes. Todos nós, também, sabemos que, por vezes, aquele amigo de quem tanto gostamos não é a companhia mais indicada (ou talvez seja).

Quantas vezes ao longo da nossa vida nos metemos em sarilhos por causa daquele amigo que nos desafiava. Quantas vezes, à beira da asneira, tínhamos absoluta consciência de que aquilo estava errado e mesmo assim o fizemos.

E por eu já ter feito isso tudo (ou não), não posso deixar de me questionar sobre até onde deveremos ir por um amigo? Qual é a linha que divide o dar ‘a camisa’ por alguém e o absolutamente errado?

A resposta óbvia é que devemos pensar pela nossa cabeça e não fazer nada que vá contra princípios e moral e… blá blá blá…

E se aquilo que nos parece imoral ou uma asneira, se revelar algo fantástico? E se nos deixarmos levar? Quantas vezes o errado não é o mais certo para nós? E quem melhor que um amigo para saber isso?

Mas será que o errado, só porque é certo para nós (ou assim o sentimos), deixa de ser errado de todo?

Basicamente, o que eu não consigo deixar de pensar é:

No mundo real, na vida a sério, quanta asneirada (ou não), quanta burrice (ou não), quanta estupidez (ou não), não começou com a proverbial frase:

“Se tu fosses mesmo minha amiga…”

36 comentários:

calamity jane disse...

Peixa, queres falar?

sem-se-ver disse...

lol

ia ser mm este o meu comentario!!

Mente Quase Perigosa disse...

AHAHHAHAHAHHA

Só posso falar depois. É como o outro: prognósticos só depois do jogo.

(Tá tudo bem. Trust me.)

gaija do norte disse...

peixa, o que são asneiras?

bruce disse...

Precisas de uma camisa praquê, Peixa???

shark disse...

:)

Mente Quase Perigosa disse...

Gaija,

Asneiras são burradas... Ou não...

;o)

Mente Quase Perigosa disse...

Oh Bruce, eu não preciso. Até estava a pensar tirá-la para a oferecer e tudo!

só pra ver a marca da peça de vestuário em causa, claro disse...

Humm...
E vai haver fotos da ocasião?
:)))

Mente Quase Perigosa disse...

Ainda andamos a negociar o contrato fotográfico. Mas penso que incluirá uma foto, sim.

(a malta não quer mesmo que vos falte nada...)

:p

CybeRider disse...

(Que coisa... Escreveste isso a pensar em quem?...)

"...tinhas vindo comigo!"

;o)

Mente Quase Perigosa disse...

Cy, digamos que é um exercicio gratuito sem destinatário definido.

Mente Quase Perigosa disse...

Tinha ido contigo?

(sabes que eu às vezes sou lerda...)

gaija do norte disse...

tinham ido os dois onde???

CybeRider disse...

Escusavas de ter acertado tanto na mouche! :)))

CybeRider disse...

Há razões pelas quais um tipo se esforça por não abandonar um parceiro no campo de batalha e acaba por chegar sózinho ao destino.

Coisas da vida!

calamity jane disse...

Ora agora é que disseste uma grande verdade!!!

CybeRider disse...

É que a frase é perfeita:

“Se tu fosses mesmo minha amiga…”
"...tinhas vindo comigo!"

Exacto!!!

:)

Mente Quase Perigosa disse...

Nada é tão verdadeiro quanto isso, Cy...

Mente Quase Perigosa disse...

A frase está mais ou menos correcta, sim.

E quantas vezes já não a ouvimos?

CybeRider disse...

Até logo! :))))

CybeRider disse...

Ouve... É que é o teu texto todo!!!

tereza disse...

Só tenho um pequeno comentário a fazer:

se tu fosses minha amiga...

(e pode ser MMS como sabes...)

sem-se-ver disse...

uma nota séria:

alguém que diga, com a chantagem implícita que lhe está - SEMPRE - contida, 'se tu fosses mesmo minha amiga'... qualquer coisa, não é amiga senão dela mesma.

tereza disse...

(SSV se tu fosses mesmo minha amiga, e se fosses mesmo tua amiga - vai por mim!... - não vinhas com notas sérias capazes de estragar um caldinho que já leva umas horas de lume e que se prevê uma delicia...)

sem-se-ver disse...

mas oh tereza, se eu nao fosse uma cortes alguma vez seria eu?

Mente Quase Perigosa disse...

Ah ma chére Tereze...

O que tu queres, sei eu. E se eu fosse/for mesmo tua amiga...

Mente Quase Perigosa disse...

Tu não és cortes, SSV.

Estás-me apenas a alertar para os perigos da vida e eu agradeço...

AnaT disse...

Eu vou meter a colherada (pra variar...) mas tb acho que um verdadeiro amigo não cobra...

sem-se-ver disse...

ah sou cortes, sim, pergunta aí à tereza! e demasiado séria, e, por tabela, crédula (acredito em tudo o que me contam, passo cada vergonhinha!) e, consequentemente, uma chata inigualável.

mas venha de lá esse caldinho. can't wait for it!

CybeRider disse...

Não SSV. Não quando sabemos que quem não nos acompanha, por uma teimosia, não vai ter o gozo que antecipamos. E sobretudo não vai saber da estória que no fim nos recusamos a contar. A amizade permanece, a confiança também. Tudo acaba bem, só que alguém (que não foi) perdeu algo intenso e importante. E isso para mim é de um grande altruísmo, egoísmo = zero. :)

tereza disse...

Sem Se Ver tu não és cortes e eu só espero que a outra que se diz minha amiga também não se corte...

(qual é o problema com uma chantagem suja e baixa?)

CybeRider disse...

(Xiiii Tereza, isso com os amigos, são grandes praxadelas...)
:))))

sem-se-ver disse...

esta demasiado calorrrrrrrrrrrrrrrrrr para assuntos seriosssssssssssssss


desculpem ter sido eu a puxá-lo

CybeRider disse...

(Não me puxaste... Eu já tinha aparecido lá acima...)

calamity jane disse...

Tudo isto tem muito que se lhe diga. Mas ACHO MELHOR DESBRONCAREM-SE RÁPIDO!!!