DEJÁ VU

Assistente de Presidente informa que Sô Presidente vai ter uma conversa looooonga com Incompetente e para isso cancelou todos os compromissos da tarde.

Mas claro que uma das coisas que o Incompetente veio ver era mesmo a euzinha. Eu entendo. Se eu tivesse a oportunidade de me ver, também queria, pá!

Vem de lá o Sô Presidente e “Óh Mente, dê-me lá 2 minutinhos só para eu lhe apresentar o Incompetente.”

Mente em modo Sorriso Forçado: “Com certeza, Sô Presidente…”

“Mente, Incompetente. Incompetente, Mente.”

1 Aperto de mão, 2 beijinhos. Não é preciso dizer quem teve a iniciativa de cada um dos momentos, pois não?

“A Mente vai ajudá-lo. Atenção que não é esta a função dela mas ela dá-lhe uma mãozinha. Têm que se organizar e trabalhar juntos. Mas sexta-feira depois discutem a logística na reunião. Ok?”

“Sim, Sô Presidente… Até porque eu tenho algumas perguntinhas…” Mente em modo Sou Sacana Agora ou Mais Daqui a Bocado?

“Mas eu agora tenho que fazer um telefonema, Mente. Importa-se de mostrar as coisas ao Incompetente e depois eu falo com ele?”

Mente em modo Sorriso Forçado: “Com certeza, Sô Presidente…”

Blá, blá, blá, processo aqui, blá, blá, blá, faltam documentos, blá, blá, blá, contabilidade, blá, blá, blá, as quotas, blá, blá, blá, as actas, blá, blá, blá…

(Mente Maria, tu controla-te que estás a começar a pensar dizer asneiras…)

Incompetente cheio de ideias para partilhar… Mente a começar a morder a língua… E ele cheio de ideias novas e pensamentos de intercâmbio de trabalho com a minha pessoinha e plataformas e novas tecnologias... "E mexe bem com a internet, Mente?" "Mexo bem com tudo..." Já meio a rosnar... E mais ideias e ideias e ideias... Aí a coisa deu-se. Mente em Modo Sorriso Doce:

“Ah, Incompetente… Já me esquecia… Tenho aqui uma pasta para lhe dar… São documentos seus. Inclusive o Boletim de Vacinas. Estava indecisa sobre se lhe dava já ou se esperava que espetasse um prego ferrugento num pé para lhe dizer que precisa de levar a vacina do tétano …”

E não. Não me caiu um raio na cabeça pela maldade!

“E agora, Incompt, vamos tomar um café e fumar um cigarro?”

“Bora lá, Mente!”

Posto isto acho que ficou claro que vamos deixar-nos de merdas e se vamos trabalhar juntos é sem manias. Que não é preciso grandes cenas para pôr o barco a andar. Basta remar… Basta remar… Basta remar…

E estivemos mais uma hora na conversa, desta feita de igual para igual. A falar de experiências de vida e em que pela segunda vez hoje me fizeram a fatídica pergunta: O que é que está a fazer nesta terra, Mente? Porque é que veio para aqui? E foi o inicio de meia-hora de dejá vu…
O Presidente esteve depois numa loooooooooonga conversa de 5 minutos com ele. O que significa que me pôs mesmo o menino nos braços e eu agora que o crie.

9 comentários:

AnaT disse...

AHAHAHAHAHHA....Mente Maravilhosa!

Ai "Mente Maria" já que de vistas ele até se safa, sempre podes plantá-lo num vasinho e regá-lo que todas as manhãs tens ideias fresquinhas...

(cuidado como o "mexo bem com tudo...")

gaija do norte disse...

(quando li "déjà vu" imagina onde fui para comentar...)

só não percebi porque não esperaste que o tal prego desse cor de si...

tereza disse...

Não acho mesmo nada estranho... estranhos são eles que gostam de fumo e de filas...

Mente, tu não és cabra. Nadinha!

Mente Quase Perigosa disse...

Credo, AnaT!!! Ainda começa a dar rebentos!!!!!

Mente Quase Perigosa disse...

(Pensei mesmo nisso quando escrevi o título, Gaija)

Não esperei pelo prego porque no fundo sou boazinha... Cof... Cof.. Cof...

Mente Quase Perigosa disse...

Pois não, Chefa... Sou um doce de criatura...

AnaT disse...

Vais podando, assim não prolifera...

calamity jane disse...

Eu gosto é da parte que diz "Incompetente, Mente."

e agora vou ler o resto

calamity jane disse...

Foi, portanto, o início de uma bela amizade...