BASTA

O governo aprovou, no passado dia 23 de Julho, a nova lei da violência doméstica.

A lei em questão prevê apoios no arrendamento de casas para as vítimas de violência doméstica e o afastamento da mulher em relação ao agressor. Com a nova lei, há um critério nacional que atende às necessidades das vítimas que são muitas vezes «obrigadas» a sair de casa devido à violência de que são alvo. À ajuda na saída da residência, junta-se ainda o auxílio na transferência de emprego, que muitas vezes é necessária e o direito à urgência nos pedidos de rendimento social de inserção, assim como acesso preferencial a formação profissional.

Esta lei vem ainda pôr fim à polémica na detenção dos agressores. Agora, os suspeitos voltam a poder ser detidos fora de flagrante delito, o que não acontecia desde a entrada em vigor do novo Código de Processo Penal. O diploma prevê também outras medidas de coação para o agressor nas 48 horas seguintes à queixa de agressão, como por exemplo, não ficar na residência do casal ou não contactar com a vítima.


Só em 2008, houve registo de 40 mulheres que morreram vítimas de violência doméstica e a APAV registou 16.832 casos.

E eu continuo a interrogar-me sobre o porquê de estas pessoas não fugirem? E digo pessoas porque neste número grande estão incluídos homens. Claro que a percentagem é minoritária mas existe.

Eu, uma vez, tive medo. Uma única vez. E só temi. E isso fez toda a diferença na minha vida. O que leva uma pessoa a suportar anos e anos e anos de sofrimento? Como pode alguém ser tão rebaixada e tão humilhada ao ponto de achar que essa deve ser a sua vida? Como se pode viver conjugalmente com o medo?

E depois faço a pesquisa para este post e vejo comentários a artigos de jornais de pessoas que acham normal as mulheres apanharem uns tabefes - como este abaixo - e acho que, de facto, eu é que sou lírica…

6 comentários:

shark disse...

Olha, o porco que se deparou com uma noticia tipicamente tuga devia deparar-se com o punho fechado de um esqualo tipicamente tuga também.

shark disse...

E já não se safava mal porque a primeira ideia que me ocorreu era dar-lhe marteladas na testa. E não foi no martelo que pensei...

Mente Quase Perigosa disse...

E eu, no meio das pesquisas, perdi outro comentário que era outra verdadeira pérola da ignorância.

Isto é coisinha para deixar uma pessoinha doente...

AnaT disse...

"horriveis mulheres tugas"? que raio de criatura faz este comentários? Ainda tens lugares na equipa Shark?

tereza disse...

(ainda não é desta que aqui venho...)

tereza disse...

E continuo com isto às voltas....
Para já o comentário parece-me a versão "tuga" do "ela estava a pedi-las"...